Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

Romance para este inverno...

Aos leitores e amigos do Parada Essencial:  

 

Aqui vai o link da página no Facebook  do meu romance de viagem PARIS, MON AMOUR - As memórias de uma jovem brasileira na Cidade Luz.   

 https://www.facebook.com/pamelli2018/

Este é para quem ama a Velha França,  um bom romance e tem senso de humor!

A história  começa nos anos 1970 em Brasília,  passa pelo Rio de Janeiro nos anos 1980 e depois vai para Paris ( o grosso do livro e principal momento da história....) - ainda com direito a um capítulo inteiro passado no Marrocos. 

Baseado em fatos reais,  o livro conta as aventuras e desventuras de uma jovem estudante brasileira em Paris nos final dos anos 1980.

Disponível somente pela Amazon -  no Brasil e Portugal, apenas em versão KINDLE ( livro eletrônico, para ser lido em tablets, computers e I-phones...).  Nos E.U.A.,  disponível também em paperback.

Nota: Para quem tem KIndle Unlimited, é possível baixar o livro FREE.

Então vá  lá!  

Dê um pulo até a página do PARIS, MON AVOUR no Facebook e veja

DSCN0117 (2).JPG

 

algumas fotos e extratos do livro lá postados.

E  depois, quem sabe,  você queira seguir com a Pâmelli para a Cidade Luz....:-) 

 

 

publicado por Pâmelli às 20:11
link do post | Comentários | favorito
Sábado, 11 de Novembro de 2017

Visita ao maior Santuário de Animais Carnívoros de Grande Porte no mundo...

DSCN7390.JPG

 Oi pessoal!

Faz MUITO tempo que não venho ao blog postar algo.

Mas hoje,  não poderia deixar de falar sobre o WILD ANIMAL SANCTUARY, no estado do Colorado,  que visitamos esta semana.

Que lugar lindo, maravilhoso, inspirador...

Então, se você é amante dos animais ( livres, soltos, felizes e sem ter de fazer "gracinhas ridículas"  em circos, para entreter  os humanos....), believe me, this is YOUR place!

No Wild Animal Sanctuary  todos os animais ( tigres, leões, lobos, ursos etc.)  foram resgatados de situações abusivas ( circos, zoológicos deprimentes , donos sádicos ou despreparados ...) e agora vivem em áreas abertas, no meio da natureza. 

Para nós, visitantes, é como se fizéssemos um mini-safari, em pleno estado americano do Colorado!

Além disso,  para a quem gosta de esquiar,  saibam que é também no Colorado onde se encontram algumas das mais belas e charmosas  estações de esqui na América  -  Aspen, Vail,  Beaver Creek , Breckenridge etc).

O Santuário não recebe qualquer ajuda do governo americano ou do estado do Colorado.  Ele vive das doações -  e do dinheiro arrecadado das visitas e das compras feitas em sua lojinha ( Gift Shop). Eu quase enlouqueci lá!  lol  Tem de tudo: camisetas, canecas, postais, bolsas e até vinho com a foto dos bichos...

Então,  em sua próxima visita aos E.U. , não deixe de visitar o Wild Animal Sanctuary do Colorado.  E leve os seus filhos!!!

Nota:  A vilarejo mais próximo do local  - cerca de 20 minutos de carro de lá....- se chama Keensburg e só tem um motel ( Bem aconchegante, diga-se de passagem....) e um Café , aberto 24hs. ( Ótimo para um bom  breakfast antes de seguir para o Santuário...)  Mas  é preciso reservar com antecedência!

A outra opção é ficar na grande e bela cidade de Denver ,  cerca de 1 hora do Santuário.

Finally, e já que estamos falando no assunto....

Para aqueles que quiserem ler uma história  emocionante e verdadeira...

O livro "Minha Vida de Cachorra" - uma autobiografia canina , por Isabela Pamelli Martins,  conta a  linda história de adoção de uma viralatinha encontrada debaixo de um carro, em uma cidadezinha do interior do Brasil e sua posterior mudança e  "vida de luxo"  no Texas. E.U.A.  lol    

Para saber mais, dêem um pulo até a página da AMAZON , onde o livro está a venda tanto em paperback ( brochura)  quanto em Kindle ( livro eletrônico para ser lido em computers, I-phones ou I-pads...).  Na página da Amazon também é possível ler as primeiras páginas for free.

Nota:  Penso que a Amazon só  entrega os paperbacks /brochuras  nos E.U.A;  nos outros países ( incluindo Brasil e Portugal)  você  provavelmente terá de ler em Kindle ( e-book)

Voilà.  Já fiz minha propaganda por hoje.

Inté,  e boa viagem, bom esqui ou leitura!!  

Pamelli

publicado por Pâmelli às 18:59
link do post | Comentários | favorito
Domingo, 11 de Junho de 2017

Leitura de verão: Três romances brasileiros e um conto no estilo de La Fontaine

Pessoal,

faz muito tempo que não venho ao blog escrever nada.

 

É que estive envolvida em vários outros assuntos nestes últimos tempos.  Voltei para a faculdade, me formei em Antropologia e História e voltei a trabalhar como professora de línguas na Berlitz. 

 

Agora, depois de anos com estas obras engavetadas,  resolvi revisá-las e publicá-las na Amazon.

 

Para quem já leu e gostou do meu primeiro romance satírico ( Copadrama- Uma tragicomédia brasileira) , publicado em 2009, ( incluindo sua versão em inglês e em Kindle ( e-book), saibam que agora há os seguintes títulos disponíveis e a venda também  na AMAZON:

 

1) PARIS MON AMOUR  -  as memórias de uma jovem brasileira na Cidade Luz

--romance de viagem ( somente em KIndle /ebook)

Este é para as almas realmente românticas!!

 

2) MINHA VIDA DE CACHORRA -  uma autobiografia canina

--- romance para os pet lovers!  - Kindle/e-book only

Você tém ou teve um cão que amou demais?  Então este livro é para você!

 

3) TRIÂNGULO ANIMAL -  Segundo La Fontaine

---o conto/fábula sobre três animais , um cão, um gato e um cachorro.  Astrologia, amor platônico, aventura...Uma estória tanto para jovens quanto para adultos.

 

Para saber mais sobre as obras e  poder ler as primeiras páginas for Free, é só ir até a página da Amazon

e digitar o meu nome literário :Isabela Pâmelli Martins.

Você então cairá na minha página de vendas. Em seguida é só clicar na imagem do livro escolhido , que uma nova página se abrirá e lhe dará a opção de "olhar dentro" e ler as primeiras páginas/capítulos.

Finalmente, os livros podem ser comprados em qualquer país, com a Amazon local, na moeda local.

 

Voilà. Já fiz minha propaganda.

Copadrama Cover Kindle (2).jpg

 

Então, boas férias e boa leitura!!

.

 

 

 

 

publicado por Pâmelli às 19:34
link do post | Comentários | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 3 de Dezembro de 2013

De volta à Santa Fé

Nossa segunda estadia em Santa Fé, New Mexico, foi tão boa quanto a primeira.  Desta vez encontramos com uma amiga, que mora em Albuquerque,  a uma hora dali .

Como da outra vez,  ficamos no excelente e charmoso Hotel St. Francis , bem pertinho da “Plaza” central,  com todas as suas atrações turísticas.  Sua construção data dos anos 1920 e o lugar  mais se parece “um monastério chique” ,  com os seus arcos em estilo ‘romanesco’, seus pisos em pedra, seus corrimões em ferro trabalhado , as enormes  cruzes de Malta ( também em ferro trabalhado ) decorando vários ambientes – sem falar  em alguns bustos do próprio  São Francisco! ( Ao que parece, ele é o santo  padroeiro da cidade…).   Até seus quartos  são decorados lembrando um monastério , lol, . But,  don’t  get me wrong:  o Hotel St. Francis não é um lugar “religioso” .  É apenas uma construção histórica e original , mas com todo o conforto e as amenidades de um excelente hotel – incluindo um bar animado e um bom restaurante. 

Nosso jantar de Thanksgiving também foi bastante original,  uma vez que ao invés de irmos à um restaurante bem “Americano” ( o que seria o mais normal nesta data…) optamos por um restaurante   espanhol, especializado em tapas!

O El Farol, fica na Canyon Road,  que é “ a rua das galerias de arte de Santa Fé ” ( e são tantas que você precisaria de um dia inteiro só para conhecê-las!).  O local é  super charmoso e em dias normais , além das tapas,  há tambem música flamenca,  ao vivo .  Contudo,  na noite de Thanksgiving ( pois afinal isto aqui é a América e este é o feriado mais importante para muitos Americanos,  até mais do que o Natal!)   não houve show e sim um menu  especial para a ocasião : tapas de peru com o típico molho de cranberries, purê de batatas , vagem com amêndoas e nozes tostadas.  Yummy!  Imagino que em dias normais a comida original ( espanhola)  ali  deva ser muito boa!

Desta vez também aproveitamos para conhecer alguns lugares diferentes,  que não tínhamos conhecidos da última vez,  como a Capela de Loretta ,  que data do século 19 e que tem uma escadaria em forma de caracol , considerada um “verdadeiro milagre da arquitetura”.  O local hoje em dia pertence ao complexo do Spa e Hotel Loretta e tem uma lojinha “religiosa”, lol,  que vale a pena visitar.  

Outro lugar que visitamos em S. Fé ,  desta vez,  foi o Museum of Contemporary Native Arts -  com obras contemporâneas  de artistas (índios) locais.  Trata-se,  na verdade, de uma enorme galleria de arte contemporânea, já que o local só abriga  exposições temporárias.  Eu, que não sou muito fã de arte contemporânea,  ainda assim,  achei algumas peças bastante  interessantes.

Nossa amiga,  que viera passar o dia  conosco ( há um trenzinho  super gostoso que faz o percurso diário entre Albuquerque e Santa Fé em pouco mais de uma hora…) aproveitou a carona que lhes oferecemos na volta, no final do dia,  e nos mostrou um pouco de sua cidade.  No caminho até lá,  passamos por várias reservas indígenas ( hoje subsidiadas pelo governo americano) – cada uma mais pobrinha e deprimente do que a outra. 

A sorte é que muitos desses “native Americans” se tornam artistas e vão vender suas belas bijuterias em prata e turquesa para os turistas ricaços de  Santa Fé.  Aliás, os precinhos para os caras-pálida são “mui amigos”.  Por exemplo,   um colarzinho básico  sai na faixa dos 70 dólares e os menores brincos na faixa dos 45.  Ponto para os índios.

Anyway, quando chegamos em Albuquerque , que é a maior cidade do estado do Novo México, já havia escurecido.   Então nossa amiga nos mostrou a Central Avenue ( a rua principal no centro) e também o centrinho histórico ( The Old Town), aliás,  muito fofo. 

Albuquerque não é tão antiga quanto Santa Fé ( fundada em 1610) ,  mas ainda assim é uma cidade antiga  nos E.U.A  ( f. 1706). , portanto,  com um centro histórico.

De fato são poucas, MUITO  poucas,  as cidades nos E.U.A.  que gozam de uma personalidade própria - além de uma boa dose de  charme.  O fato é que  90% delas são todas muito  parecidas,  cheias das mesmas franquias, os  freeways, os  malls , os subúrbios e a sua inevitável   Wal-mart e Home Depôt.  São raríssimas aquelas  cidades que podemos afirmar terem TANTO personalidade quanto charme.  Aliás,  na minha seleta e restrita lista eu poria apenas:  New York, New Orleans,  São Fancisco, Saint Augustine e Santa Fé! Lol  ( Miami,  um dos destinos preferidos dos brasileiros na América, certamente  tem  personalidade  – além de ser uma bela cidade….- , mas ali  falta charme.  Austin, a capital do Texas,  definitivamente tem uma personalidade bem característica – mas infelizmente  neste caso,  tanto a beleza quanto o charme ficam  a dever.  Já  Las Vegas é outra cidade bem característica e única, mas apesar de todo o seu  brilho e luxo,  charme, mais uma vez,  é algo que passou a milhares de quilômetros de distância…)   Nota:  Vejam que estou falando  apenas das CIDADES na América; o que não quer dizer que não tenham muitos belos locais   a serem visitados -  como vários de seus parques nacionais,  a começar pelo belíssimo Grand Canyon, ou lugares totalmente diferentes e especiais,  como o Alasca ou o Havaí.

Quanto à Albuquerque  e Santa Fe , especificamente falando… Se tivesse de fazer uma comparação com
duas cidades no Brasil,  eu diria que a primeira é Cabo Frio e a segunda Búzios ( embora no caso brasileiro tratem-se  de cidades de praia).  O que quero dizer é que , apesar de  Cabo Frio ser muito maior do que Búzios,  não possui o mesmo charme, a mesma beleza  e nem a mesma fama.  Ainda assim, trata-se de um balneário com suas próprias atrações e que ,  caso você se encontre na Costa do Sol,  definitivamente  vale a pena dar uma parada para conhecer.

Enfim, em Albuquerque  nossa amiga nos levou para jantar  em um café  muito interessante e com uma comida excelente! O lugar se chama “Flying Star” ,  fica perto do Centro ( downtown) e aparentemente tem várias redes pela cidade,  incluindo uma em Santa Fé.  ( Infelizmente não há nenhuma no Texas…).  Sua decoração é  do tipo Art Déco,  lembrando muito aqueles hoteizinhos neste estilo na Av. Collins em Miami.  Já sua comida é bem variada,  com alguns pratos bem típicos e populares na América ( saladas, sanduíches, massas etc.) e uma coleção de tortas deliciosas.  Como estava perto dos 3 graus lá fora,  resolvemos experimentar  a sua Matzoh  Ball  Stew (uma saborosa sopa judaica, feita com legumes e uma bola gigante feita de migalhas de matzoh ) e o seu Reuben ( sanduíche também da culinária judaica, de rosbife e chucrute ( sauerkraut) .  Estavam ambos excelentes e servidos bem quentes! ( o que nem sempre acontece na América…)

 

Voilà.  Eis o resumo de nossa  mais recente escapulida até Santa Fé – uma cidade  no American Southwest  (o faroeste Americano,lol) , que definitivamente vale a pena visitar !  


E agora, mais algumas fotos de nosso fim-de-semana em Santa Fe e Albuquerque:

1) Uma das várias galerias de arte na Canyon Road.  Há de todos os tipos, desde as mais sofisticadas, até as mais simples ou simplesmente fofas ( como esta  da foto {#emotions_dlg.smile})


2) A igreja antiga de Albuquerque, na parte histórica da cidade ( Old Town)


3) Arte contemporânea indígena no Museum of Contemporary Native Arts em Santa Fe.  A mesma escultura , com duas caras...


4) Índio bem que sabe o que é bom, lol.  Que tal este conjunto de arco e flecha da Louis Vuitton?


5) Estátua de São Francisco ( o padroeiro da cidade) , diante da St. Francis Cathedral na Plaza Central de Santa Fé





sinto-me: Satisfeita ao retornar à S.F.
publicado por Pâmelli às 04:44
link do post | Comentários | favorito
Terça-feira, 15 de Outubro de 2013

D.C. - uma das belas capitais do mundo.

Afinal hoje volto aqui para postar  as fotos de minha mais recente  viagem à Washington- ou D.C. , como os americanos preferem chamar sua capital.

 

No dia antes do casamento no campo,  mais uma vez “fugi” de Columbia  no commuter bus ( que sempre pego em frente ao Shopping de lá) ,  até a cidade , onde  passei o dia.  

Ah, Washington é definitivamente uma das grandes e belas capitais do mundo!   Uma cidade imponente, cheia de avenidas largas , de prédios históricos e com  uma elegante arquitetura neoclássica.  E tem muita,  muita cultura e museus maravilhosos.  Não deixa nada a dever à Londres, Paris ou Madri.  Sério.  É apenas uma cidade mais ‘jovem’.

No dia que estive lá o governo ainda continuava fechado, no seu ridículo shutdown,  devido à pirraça dos republicanos. (Aliás, enquanto escrevo estas linhas o impasse continua, agora agravado pela ameaça do calote da dívida americana...) .  Portanto desta vez não pude visitar nenhum dos museus do Smithsonian Institute , como sempre costumo fazer. ( Era a minha intenção conhecer o  American-Indian Museum ,   que tem uma arquitetura super interessante , tipo ‘adobe’ , e dizem,  possui  o melhor restaurante de todos os museus no Mall).

Mas meu dia foi LONGE de tedioso ou desperdiçado ,  uma vez que resolvi fazer outro tipo de programação, igualmente interessante ou até mais:  um completo City-Tour por toda a cidade, em um dos seus trolleys abertos , já que o clima estava ótimo,  ensolarado mas fresco.  ( Outubro pelo visto  é um ótimo mês para se visitar a cidade pois trata-se do começo do outono...)

Na primeira vez que visitei Washington,  há dez anos,  fiz o mesmo tipo de tour.  Mas desta vez,  já tendo uma boa noção da cidade e conhecendo alguns de seus principais monumentos e avenidas,  foi muito melhor! 

Ao chegar à D.C.,  desci  do commuter bus  bem perto da famosa Pennsylvania Avenue,   onde caminhei até a Casa Branca.  ( Hoje em dia não é mais possível se visitar a C.B. de dentro,  em visitas guiadas, então tive de me contentar em tirar fotos apenas do lado de fora das grades...).  

Como ainda era cedo e eu não tinha tido tempo de comer nada,  segui até o Hotel W ( Washington) e lá tomei um digno breakfast, antes de começar minha excursão pela cidade.  ( O “W” é um belo hotel,  bem pertinho da Casa Branca e tem um ótimo restaurante.  Além disso, é um dos lugares históricos da cidade pois existe desde cerca de 1917...  Também é um ótimo lugar para se comprar os tickets dos City Tours,  que saem de um ponto ao lado do hotel.)

De lá segui em minha excursão no bondinho aberto por TODA  a cidade, visitando seus principais pontos turísticos.  Fiz o percurso ao longo das duas linhas,  a verde e a laranja. (Existe mais de uma companhia que faz os tours, mas escolhi o “Old Town  Trolley” , que é aberto, já que o tempo estava tão agradável.

Ao todo levei cerca de 5 horas para fazer o  tour completo.  Detalhe:  você pode descer em qualquer um dos pontos turísticos e depois voltar e tomar novamente o próximo bondinho, já que os tickets (cerca de $40)  são válidos pelo dia todo.  Desta forma passei  por todos os pontos famosos da cidade:  os museus do Smithsonian no Mall, os monumentos dedicados aos ex presidentes  Lincoln e Jefferson, a Casa Branca,  o Teatro Ford ( onde o Presidente Lincoln foi assassinado), a famosa estação de trem de Union Station, a rua das embaixadas ( incluindo a do Brasil)  etc.  Em especial, adorei o bairro de Georgetown - que mais se parece uma cidadezinha inglêsa...-  e o charmoso museu da “Phillips Collection”,  que pude visitar, já que este não é do governo e sim de uma coleção particular.

O ‘Phillips’ é perfeito pois é  bem menor do que os Smithsonians e portanto pode ser visitado em pouco mais de uma hora.  Me lembrou muito o  ‘Musée D’Orsay’ de Paris em seu acervo -  embora seja bem menor -  já que tem uma coleção fantástica de arte do  Século 19 e começo do 20, incluindo muitas obras impressionistas , pós-impressionistas e modernas.  O quadro mais lindo de todos , para mim,  foi o do Renoir  “The Luncheon of the Boating Party”, de 1880. ( Pra dizer a verdade, foi o quadro impressionista mais lindo que já vi em toda a minha vida!! – incluindo todos os que já vi no Orsay ou qualquer outra exposição por aí a fora ).   Fiquei tão ‘in love’ com o quadro, que no final da visita tive de seguir para a  lojinha do museu e comprar alguns souvenirs com a sua reprodução  - um mousepad ( que estou usando neste momento! Lol),  um chaveiro, postais e até um livro ( um romance) , baseado no quadro e nas pessoas que aparecem nele.   Sim,  se você for ao Phillips,  não esqueça de reservar alguns minutos para conhecer a sua museum shop

 

Enfin,  melhor do que escrever a respeito,  é dar uma olhada nas fotos , não acham? 

 

1)

A Casa Branca- a residência do homem mais poderoso do mundo! lol

Este foi o mais próximo que consegui chegar e tirar a foto do outro lado da grade.  Segurança total - e não é pra menos, né?

 

2)

O prédio do Capitólio - onde os Republicanos estão tentando transformar num INFERNO a vida do Presidente. (Essa eu tirei de dentro do bondinho...)

 

3)

O Lincoln Memorial- um templo dedicado ao Presidente Lincoln.  Um dos pontos turísticos  mais  belos  da capital.

 

 

 

4)

O excelente Hotel W, onde tomei meu café-da-manhã e comprei os tickets para o City Tour. Fica bem perto da Casa Branca.

 

5)

Meus "colegas" de bondinho ( trolley), lol

 

E agora, alguns dos meus quadros preferidos no Phillips Collection:

 

6)

"The Mediterranean" ( O Mar Mediterrâneo)  , de Courbet - 1857.  De todos,  o meu mar preferido...{#emotions_dlg.heart}

 

7)

"Circus Trio" de Georges Rouault -1924

 

8)Este Cézanne de 1902-6 certamente influenciou Picasso em sua fase azul..., não acham?

 

9)Picasso em sua fase azul...  "The Blue Room" (Perto da mesma época)

 

10)

 "The Open Window" de Bonnard - primeira metade do Século XX

 

11)E o mais lindo de todos, O highlight do Phillips : "Luncheon at the Boating Party", de Renoir - 1880 ( Não sei o nome original em francês)

          

Renoir é só alegria e romantismo, gente.   O cara adorava pintar "as coisas belas e os bons  momentos da vida",  pois dizia que o mundo já tinha coisa triste e feia o suficiente!  Gênio. {#emotions_dlg.smile}

 

 

 

sinto-me: Inspirada por D.C.
publicado por Pâmelli às 18:48
link do post | Comentários | favorito
Terça-feira, 14 de Maio de 2013

Paris, a recompensa!

Ah,  Paris!

Afinal, após o término de meus cursos na U.T.  , eis que me encontro aqui na Ville des Lumières!  

Boa escapulida depois de tanto trabalho chato e penoso, principalmente naquele curso de latim.  Urgh, como eu penei!  Mas pelo menos acho que fiz bem nas provas finais...

 

Pois então.  Esta semana estou em Paris.  Vim sozinha, uma semana antes de meu marido,  já que ele teve que ficar trabalhando na Dell Hell, coitado.  

Cheguei ontem, morta e acabada, após um vôo de mais de nove horas em slum classNeedless to say,  dormi menos de 2 horas,  até porque 90% do tempo tivemos turbulência.  Mas tudo bem.  Agora a  recompensa está aqui e se chama: PARIS. {#emotions_dlg.smile}

  

Hoje,  meu  dia  foi só para matar a saudade, depois de 2 anos!

Foram 4 horas de caminhada praticamente ininterrupta pelo Quartier Latin,  passando pelos  Boulevards St. Germain,  St. Michel,  fazendo um pit-stop em  Notre-Dame e finalmente seguindo até o Jardin du Luxembourg onde está havendo uma  exposição do Chagall .  Ufa!

 

Agora estou aqui no meu apart-hotel em Montparnasse,  esticando as pernas após um almocinho de salade de mâches , baguette e queijo brie.  Tem coisa mais francesa?? lol

 

Enfim,  voilà algumas fotos que tirei hoje durante minha excursão a pé por um dos bairros mais charmosos de Paris:

 

1)

Vista de Notre-Dame à beira do Sena.  Imbatível!

O dia estava nublado e a temperatura por volta dos 15 C. , na verdade bem agradável...

 

2)

 Jardin du Luxembourg,  onde assisti à exposição de Marc  Chagall no Musée. 

 

3)

Este chamoso jardim fica bem ao lado de Notre-Dame.  Vejam como  as flores já estão chegando pois a primavera está logo ali!

 

4) 

 Ainda era cedo quando sai, então muitos lugares ainda estavam abrindo.  Mas vejam  que charme este "Salon de Thé" ( Casa de Chá) no meio do Quartier Latin. 

 

5)

Vista do Sena da Ponte dos Cadeados.  Não sei direito , mas parece que os turistas deixam os cadeados lá e fazem um pedido. Alguem sabe qual é a estória?  Há MILHARES deles, dos dois lados da ponte!!

 

6)

Meu quadro preferido na Expo do Chagall.  Como ele gostava de cabras!!( Isto é uma cabra??)  lol

 

7)

Como diz minha mãe... "Em Paris , até a banca de jornal é chique!" 

O pior é que é verdade.

 

 

 

sinto-me: Feliz de estar de volta!
publicado por Pâmelli às 15:19
link do post | Comentários | favorito
Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2013

Primeiras Impressões da Universidade do Texas

Ufa!

Tá difícil de atualizar o blog nestes dias de U.T. !!

 

Mesmo só fazendo dois cursos neste semestre,  parece que não tenho mais tempo pra nada,  e semana passada a Berlitz ainda inventou de me escalar para dar aulas de português todos os dias! ( Meu aluno lá é um escocês,  que trabalha em uma plataforma de petróleo da Chevron em Angola, mês sim, mês não...) 

Sem falar no curso de Latim que estou tomando  TODOS OS DIAS ! {#emotions_dlg.barf}.

 

 

Minhas impressões , so far,  depois de três semanas na Universidade do Texas,  são as seguintes:

 

-Primeiro:  Os professores são mais jovens ( na faixa dos trinta e poucos , ao invés dos cinquenta e muitos...) e muito mais preparados do que os do ACC.  ( Ora,  também a mensalidade da universidade é só dez vezes mais cara!!)

 

-Segundo:  os alunos ,  são todos bem jovenzinhos ( na faixa dos vinte anos),  com uma ou duas exceções -  ao contrário do ACC, onde tinha muita gente na faixa dos trinta e até mais...  Além disso,  dá pra ver que ali na U.T. , a garotada tem $$$$ .  (Bom,  pelo menos uma boa parcela dela...) .  São bolsinhas Louis Vuitton pra cá, casacos da North Face pra lá....

 Sobretudo, nestes dias de frio,  fica bem claro ver quem é do Texas  e quem vem de outros estados "mais sofisticados":   É que aqui quase ninguém usa o "manteau" , no estilo clássico europeu... Mesmo em dias de frio intenso!  Já os americanos de outros lugares , principalmente na Costa Leste, sim.

Devo dizer tambem que meus coleguinhas são ótimos - não apenas com o Q.I. BEM  mais elevado do que a média do ACC..., mas tambem muito legais uns com os outros - inclusive comigo, que sou a "velhinha coroca" da turma! lol  (Somente no meu curso de Civilização da Grécia Antiga é que tem mais um "velho", cinquentão, {#emotions_dlg.secret} que nem eu , hehe...).

 

-As salas de aula, tanto da U.T. , quanto do ACC ,  são basicamente iguais.  Todas boas e equipadas com computadores e multimédia , mas sem muita frescura.   Contudo,  o campus da U.T. é  IMENSO,  com vários prédios muito bonitos e imponentes. Uma verdadeira cidade dentro da cidade. Além disso,  o Union Building , tem vários salões  enormes e decorados de maneira elegante e confortável, para  se estudar.  Coisa boa mesmo:  com lareiras, poltronas reclináveis, sofás etc.

 

-Por fim,  estou tendo de pegar o ônibus para ir até a universidade.  Impossível arrumar vagas por lá!

A boa coisa é que agora ando HORRORES , dentro e fora do campus.  ADEUS  sedentarismo obrigatório do estilo de vida americano! {#emotions_dlg.smile}

Estou até com a esperança de perder um ou dois quilos,  sem ter que fazer dieta!  lol

 

Enfim,  so far, minhas impressões são muito boas.

Os dois cursos, que estou seguindo são difíceis , mas muito bem dados e interessantes.

Contudo, ( e Virgílio que me perdoe...)  essa estória de ter aula de Latim todos os dias é meio sacal.  Não sei.  Vou deixar passar o semestre e ver se continuo mesmo neste Major de " História Antiga e Civilização Clássica", ou se mudo pra outra coisa mais "contemporânea" e que principalmente não me obrigue a estudar Latim por 6 semestres! We shall see.  

 

---

 

De resto , a novidade é que viajamos até Baltimore , no estado de Maryland no fim de semana passado para o aniversário de meu sogro de 85 anos.

Como sempre quando vamos lá,  dei minha escapulida até Washington!

Desta vez,  tinha uma exposição de uma única escultura do Michelangelo ( ou é o Apolo ou é o Golias...) no National Gallery e outra ( fantástica!) sobre "desenhos de mestres do Século XIX",  incluindo peças de Monet, Degas e Seurat entre outros. 

Ah,  e no I-MAX do Museu de História Natural,   está passando um filme em 3-D sobre dinossauros voadores....

Washington, como sempre,  é SHOW!

 

 

E agora, alguns shots da U.T. e o seu imenso campus.  Ao todo, cerca de 50.000  alunos estudam lá. 

 

1)  

 O "Tower Building" -  a Torre-  fica no coração do campus, e é o símbolo da Universidade.  O prédio é administrativo.

 

 

2)

Do campus,  a vista  do Capitólio,  ( toda capital de estado americano tem um...) , no centro de Austin.  Alí estamos bem pertinho  de  downtown .

 

 

3)

O "Waggener Building" é o do Departamento de "Clássicos".  É lá onde tenho minha aula de "História da Grécia Antiga".  No momento , estamos estudando 'As campanhas de Alexandre o Grande...'  {#emotions_dlg.smile}

 

 

 

 

sinto-me: Como uma malabarista do tempo
publicado por Pâmelli às 15:07
link do post | Comentários | favorito
Domingo, 16 de Setembro de 2012

Novo México, porta de entrada para o faroeste americano

(Escrevendo do carro)

 

O estado do Novo México é vizinho ao Texas,  indo na direção oeste.  É a partir dali que começa o American Southwest, ou , como dizemos em português,  o faroeste Americano.

 

Este fim-de-semana estamos comemorando nosso aniversário de 9 anos de casamento, então estamos seguindo para o estado do Colorado, para passarmos a semana em Breckenridge. (Para saber mais sobre este belo estado americano, sua história e as estações de esqui na região,  clique nos tags do Parada intitulados de  "Colorado"...) 

 

Como sempre,  estamos fazendo nosso percurso de  carro (dois dias de viagem!) e hoje cruzamos o estado do Novo México, com sua paisagem bem de filme de faroeste.

 

São várias horas  dirigindo por esta espécie de  “deserto americano” , onde até o final do  Século XIX,  os índios e os búfalos ainda  habitavam a região. 

Hoje, apesar da cultura indígena ainda ser a marca do estado,  sobram poucos índios  e muitos moram em reservas – embora não sejam mais obrigados a fazê-lo, como foi o caso no passado. 

Já quantos aos milhares de  búfalos que habitaram  os Great Plains Americanos  - o homem branco acabou com quase todos, pois sabiam que deles dependiam os índios.   (Sim,  este é um dos momentos mais tristes e  vergonhosos da História Americana! ) 

 Hoje, existem apenas algumas poucas fazendas de búfalos na região, criando uma meia dúzia deles...{#emotions_dlg.sad}

--

 

O noroeste do estado do  Novo México  ( perto da fronteira com o Colorado)   é conhecido como o “Campo Vulcânico de Raton-Clayton”, e de fato, ali há vários vulcões extintos!  O mais interessante e bem preservado deles é o Capulin Volcano   , por onde passamos hoje, durante nossa viagem. 

( A vista do alto do vulcão)

 

O Capulin Volcano foi formado após uma erupção, cerca de  60 mil anos atrás,  e hoje é um monumento nacional. Tem cerca de 300 metros de altura e há uma estrada asfaltada para subirmos até o seu topo, de carro. A vista lá de cima, como vêem,  é algo  inspirador!  

Do alto de sua cratera ( foto) , podemos ver toda a região em volta e , para quem gosta de caminhar,  há várias trilhas a serem percorridas. 

Os geólogos não sabem bem como nem porque a vegetação cobriu boa parte do vulcão . O fato é que ,  hoje extinto,  ele abriga várias  espécies de árvores e animais, tais  como esquilos,  salamandras, coiotes, águias,  gatos selvagens, cobras  e até ursos negros! ( Estes últimos aparecem raramente por lá , mas quando chegam,  costumam catar comida no lixo - Igualzinho ao Zé Colmeia no Parque de Yellowstone! lol) .

 

 O  Capulin Volcano fica a uns 10 minutos da estrada principal e é impossível  passar despercebido, já que muito antes, podemos avistar  sua forma de cinder cone no horizonte. Uma vez chegando lá,  há um pequeno Visitor Center onde podemos comprar guias e livros da região , lindos postais com fotos dos animais locais, além de assistir a um video sobre a história do lugar e a formação do seu mais famoso vulcão.

 

 Quer dizer,  o estado do Novo México é, sem dúvida, um lugar bastante interessante de se visitar : rico em arqueologia, cultura indígena Americana e uma excelente porta de entrada para o  American Southwest.

 

 

( As "mesas" são estas montanhas em forma de mesa...{#emotions_dlg.smile} ) e na região encontram-se vários outros vulcões menores e menos preservados.

Aqui ,  um "shield volcano" - ou vulcão em forma de escudo- , que avistamos ao longo da estrada. 

 

 

E agora,   Colorado, aqui vamos nós! 

 

 

  

sinto-me: Fascinada com o Southwest
publicado por Pâmelli às 19:48
link do post | Comentários | favorito
Sábado, 18 de Agosto de 2012

Com o pé na estrada e escrevendo do carro...

Bom,  meu curso no ACC ( Austin Community College) finalmente terminou e agora estou pronta para receber meu diploma, ou Associate’s Degree em Antropologia!  

Professor R.  sobreviveu até o final do curso de Astronomia e eu,  aprendi bastante sobre a nossa galáxia, os planetas e a origem do Universo.  ( ou pelo menos o que os astrônomos imaginam ter acontecido).

 

Agora , minha próxima “aventura” ( ou desafio, lol)  é chegar na Flórida,  de carro e  em companhia de minha cunhada! ( Que não é lá muito "normal" , lol) .  São pelo menos dois  dias de viagem!

É que meu  marido desta vez não veio, já que está muito sobrecarregado no seu trabalho estas últimas semanas.  Então resolvi “contratar” minha cunhada ( que está desempregada já há algum tempo e que recentemente cruzou TODO o continente Americano , de leste à oeste, sozinha e num carrinho caindo aos pedaços!)    para me levar até St. Augustine,  na Flórida.  Uma coisa não se pode negar:  ela tem coragem e experiência em dirigir longas distâncias!!  

 

Acontece que em Abril último,  quando estivemos lá,  comprei um pequeno “quarto e sala”  para alugarmos  quando não estivermos usando, e usarmos quando quisermos  escapulir até lá. É o meu pézinho na Flórida! {#emotions_dlg.smile}

 A verdade é que com a crise,  os preços dos imóveis nos E.U. – e em especial na Flórida -  despencaram.   Péssimo para quem já tinha imóveis, mas  muito bom para quem quer adquirir um.  Não é a toa que tem tanto brasileiro comprando casa e apartamento em Miami!!  Imagine: com o preço de um conjugado na ultra decadente  Copacabana, no Rio de Janeiro, hoje em dia você compra um bom apartamento ou casa em qualquer cidade na Flórida!!  Vai entender.

 

Anyway…  O fato é que o meu lugarzinho está fechado desde o mês passado,  quando meu inquilino saiu depois de não pagar o último mês.   Bom,  eu dei Graças à Deus de pelo menos ter me livrado do cara!  

Agora estou indo lá para comprar o que falta ( que é praticamente TUDO!) e decorar o lugar para alugar para os turistas por temporada.  Afinal , a Flórida tem turismo o ano inteiro!  

Então agora aqui estamos nós  no meio da estrada ,  deixando o Texas e prestes a entrarmos na Louisiana.  Hoje à noite dormiremos na cidade de Gulfport , na costa do estado do Mississippi , mais ou menos na metade do caminho.  São cerca de 12 horas de viagem!  

 

Quanto à minha cunhada…

Sua vida e a de seus amigos,  têm material de sobra para eu  escrever um segundo “Copadrama”! Cada estória de revirar o estômago e arrepiar os cabelos.  Quer dizer, eu  , aqui sentada no banco do carona,  vou só escutando as enxurradas de desgraças e pegando alguns “subsídios”  para o meu próximo romance.   Podem aguardar.

 

Em todo caso,  acho que minha ideia de “contratá-la” para me levar até St. Augustine foi uma boa.  Ela vai passar alguns dias em uma linda cidade de praia no Sunshine State e ainda volta pra California ( onde mora) com um dinheirinho extra no bolso.  E eu,   posso simplesmente me sentar aqui e  update o meu blog ,  ou  adiantar a leitura do meu livro de “História do Brasil” , do Eduardo Bueno ( alias,  excelente!)

 

É claro que se eu estivesse na Europa,  estaria fazendo esta  viagem de trem – que é meu meio de transporte preferido.    Mas aqui nos E.U. ,  você só tem basicamente  duas opções para viajar pelo país:  ou dirige, ou vai de avião. 

No primeiro caso, apesar das estradas serem ótimas e seguras,  não dirijo sozinha.    No segundo… Como já  escrevi em  mais de um  post no Parada:   Você geralmente vai espremida entre dois gordos,  o avião fede à fast-food ( já que muita gente leva a própria “marmita” pra comer na viagem,), os voos costumam ter mais turbulência do que no hemisfério Sul e os  pilotos ( provavelmente com medo de algum processo no caso de alguém se machucar…) levam HORAS até desligar o aviso de “aperte os cintos” – o que faz com que você seja  obrigada a permanecer sentada  a maior parte da viagem,  não apenas espremida, mas também APERTADA.  Sheer hell

 

Pois é,  já  vai longe o tempo em que viajar de avião era uma coisa civilizada...

 

 

 

 

sinto-me: Sorrindo ao voltar à Florida!
publicado por Pâmelli às 04:20
link do post | Comentários | favorito
Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

O belo estado do Colorado

 Categoria de post:  turismo,  diário

 

Depois de 5 dias no Colorado , já estamos de novo com o pé na estrada e voltando  para o Texas.

Em Breckenridge,  aproveitamos para encontrar  com meu cunhado e sua mulher,   esquiar direito  ( meu marido)  ou praticar o  “esqui dos bundões” ( Eu, lol, que  só fiquei  no setor dos iniciantes,  na parte baixa da montanha...).  Tambem comemos bem  ( cá entre nós, a comida no Colorado  é BEM  melhor do que no Texas!) e claro,  relaxamos no hot tub  do nosso  hotel , que fica ao lado da piscina e com  uma linda vista para as montanhas.   

 

Como já escrevi em detalhes sobre a região ,  (A ver os posts com tags de “Colorado”) ,  hoje deixo aqui  principalmente as fotos que tirei de Breck e seus arredores.

 

1)      A Main Street  - a rua principal da cidade com suas construções típicas  no estilo Western ,  muitas das quais datam de meados de 1900’s ( a época da descoberta do  ouro na região e da fundação da cidade).  Nesta época do ano fica tudo decorado para o Natal, com direito a snowmen e tudo :-) 

 

2)      Os arredores de Breckenridge,   onde há várias outras estações de esqui   ( Keystone,  Arapahoe  Basin , Copper Mountain ,  Beaver Creek, Winter Park etc. ), menores e menos conhecidas, mas igualmente charmosas.

 

3)       O Lago Dillon  nesta época parcialmente congelado .

   

4) A pequenina Frisco , que fica  a apenas  nove milhas ( cerca de 15 km)  de Breckenridge, tem o excelente  Steak House  ‘Silverheels’  ( o nosso preferido na região) , assim como um ótimo  pub/cervejaria  chamado  Backcountry Brewery.  O lugar é  perfeito para um happy hour no final do dia.  Nota : as potato skins  ( batatas de forno) e a pizza  são  muito boas ( mas atenção: as porções são ENORMES!).  O lugar tem um ar de pub rústico aconchegante,  com vista para a Marina no  Lago Dillon.

                                                                                                                                                                             ( foto tirada ao pôr-do-sol)

 

5) Por fim,   a vista que temos ao longo da estrada   entre Breckenridge e  Denver, a  capital do estado.  ( Aliás,  a cidade definitivamente vale uma visita!).   O percurso dura cerca de duas horas  e  as várias cidadezinhas  incrustadas  no  meio das Rocky Mountains são  uma graça -  em especial Georgetown e Idaho Springs. Muitas delas são antigas cidades mineiras mas que hoje vivem do turismo ou , como Breckenridge,  do esqui. 

 

---

Cerca de duas horas após deixarmos  Breckenridge,   aproveitamos para dar uma parada  no centro de Denver e conhecer o Denver Art Museum.  É  que eu estava curiosa para ver  sua construção em estilo  Deconstructivist ( Arquitetura Desconstrutivista)  que acabei de aprender em meu curso de História da Arte. 

 Realmente vale a pena ir até lá  só para  ver o projeto! O acervo do DAM  é principalmente de Arte Contemporânea  (que eu não gosto nem um pouco).   Contudo,  há um setor de Arte Africana e da Oceânia bastante interessantes,   um de Arte Pré-Colombiana  (que não tivemos a ocasião de ver)  e um pequeno, mas excelente,  de Arte  Moderna, europeia e americana.  Vejam alguns de seus highlights :

  

Um Monet -  A ponte de Waterloo... , uma paisagem de Pissarro e uma camponesa de Millet...

 

Sem falar nestes dois   que tambem gostei bastante , mas cujos nomes dos artistas não me recordo .    O primeiro é de um americano;  o segundo (com o cachorro) , feito com pedaços de jornais,  é de um artista dinamarquês.

 

Mas,  a verdadeira estrela do Denver Art Museum  é,  sem dúvida, a construção em si - tanto por dentro quanto por fora !  

  

 

sinto-me: Inspirada pelo Colorado
publicado por Pâmelli às 16:48
link do post | Comentários | favorito

.Mais sobre mim

. Meu Livro

COPADRAMA

- A Brazilian Tragicomedy

(um romance em inglês de I. Pamelli M.)

. Comprar na AMAZON.com

.Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

30
31


.posts recentes

. Romance para este inverno...

. Visita ao maior Santuário...

. Leitura de verão: Três ro...

. De volta à Santa Fé

. D.C. - uma das belas capi...

. Paris, a recompensa!

. Primeiras Impressões da U...

. Novo México, porta de ent...

. Com o pé na estrada e esc...

. O belo estado do Colorado

.arquivos

. Julho 2018

. Janeiro 2018

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Abril 2016

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds