Quinta-feira, 30 de Outubro de 2008

Bumper Stickers

 

 

 

Uma coisa que me chamou a atenção logo que cheguei na América foram  os bumper stickers ( aqueles adesivos que as pessoas gostam de colocar na traseira dos carros...).

Muitos americanos adoram os bumper stickers e alguns são realmente muito divertidos e inteligentes.  Muitos tem mensagens políticas.  Outros são mais pessoais e  refletem as idéias e a  personalidade do motorista.

 

Até hoje,  quando vejo um bumper sticker  ,  que eu concorde com ele,  que o ache completamente idiota ou que simplesmente discorde da idéia, um sentimento que é um misto de surpresa e admiração sempre  toma conta de mim e eu penso:   

 

"  Bacana.    Isto é que é democracia de verdade!

  Você põe o sticker que quiser na traseira do seu carro ( contra ou a favor do Bush;  liberal ou conservador,  espirituoso ou carola...) e ninguem se importa.  

Sobretudo,  ninguem se atreve a pichar ou vandalizar  o seu veículo ,  a xingá-lo  através da janela ou ridicularizá-lo  simplesmene porque não concorda com sua posição política, sua  filosofia de vida ,  sua  religião ( ou a falta dela)  ou sua preferência  sexual .  

O vidro traseiro ou para-choque de seu carro é o seu outdoor pessoal :  ninguem é obrigado a comprar o que está anunciado, mas existe o respeito pela  ideia e propriedade alheia.

 

Já  no Brasil não é tão  comum vermos  carros com bumper stickers.  A maioria simplesmente traz  o anúncio de uma academia de ginástica,  uma  escola de Tae Kwon Do  ou instituto de beleza.  Poucos....Pouquíssimos mesmo,  deixam clara a posição política , sexual ou filosófica do motorista.  O melhor e mais seguro é mesmo se calar.

 

De vez em quando vemos um  bumperzinho com o nome de um candidato à prefeito ou vereador.

Para Presidente já é mais raro - com a exceção dos petistas é claro...  Afinal estes não temem nenhum tipo de 'retaliação' por  parte das 'elites' !

Já esta última,   não sei se por medo de algum ato de vandalismo,   por discrição ou simplesmente por um sentimento de 'culpa' ( o brasileiro,  ao contrário do americano,  quando é bem de vida frequentemente se sente 'culpado'...), geralmente 'fica na sua' ,  ou seja,  não coloca nada no traseiro do seu carro que possa lhe 'comprometer' ...

 

Hoje eu vi um  aqui que me divertiu bastante.  Dizia o seguinte:

"Sarah Palin:  Dick Cheney in lipstick "    ( Sarah Palin:  o Dick Cheney de baton...)

Adorei ! :-)

 

Me lembro  quando os E.U. invadiram o Iraque ( o ano que cheguei à América)  e a França foi praticamente o único país a se declarar ABERTAMENTE contra  a invasão, criticando duramente o ataque  americano.  

Na época a maioria dos americanos  ( enganados pelo governo e todas as mentiras de Bush, Cheney e sua corja...) ficaram indignados pois muitos realmente acreditavam que o governo estava fazendo a coisa certa.  Aqui no Texas, que é ' terra de republicanos' , muitos passaram a usar bumper stickers antagonizando a França.   

Um dia ,  contudo, li o seguinte no traseiro de um carro pequeno e ecologicamente correto , ou seja,  evidentemente pertencente à um democrata : 

" France was right and the RIGHT was wrong..."    :-) 

( O trocadilho não funciona em português mas a idéia é a seguinte:  A França estava certa e a Direita ( o governo de Bush) estava errada...)  

  Achei o máximo e quase cheguei a pôr um igual no meu carro -  mas depois meu 'lado brasileiro' falou mais alto e decidi 'ficar na minha' , com receio que algum caipira bitolado resolvesse dar uma martelada no meu Mercedes velhinho...:-)) 

(  A verdade é que os  'traumas' dos brasileiros com a violência  não se perdem assim, tão facilmente.  Mesmo depois de anos morando fora...) 

 Me lembro de ter ficado surpresa com o que eu imaginei na época ser  'a coragem e audácia  do motorista' ao colocar algo assim no seu carro .

Era como se hoje no Brasil , com o Lula tendo mais de 70% de aprovação , alguem pusesse um bumper sticker na sua traseira  dizendo :  "  Presidente idiota e  analfabeto"   ! 

Dá pra imaginar o que aconteceria com o seu belíssimo carro?

 

Hoje, contudo , sei que não foi coragem daquele  motorista americano   .  Foi apenas conhecimento e  confiança total  no próprio país e sociedade onde vive. 

O carinha,  apesar de ser a minoria,   sabia que ninguem iria fazer nada contra o seu carro ou ele próprio. 

 Assim como todos os americanos,  ele estudou a Constituição e conhece os seus direitos.  Ele se lembrou da Primeira Emenda  !  ( Aquela  que fala sobre o direito do cidadão a expressar livremente sua opinião, religião etc...)

 

Isto me fez pensar que  no Brasil ninguem conhece direito nem a Constituição

(  Qual é  mesmo a que estamos no momento??) nem a língua portuguesa.

Como  se pode conhecer algo que muda todo dia??

Ah,  como seria bom se  os brasileiros imitassem algumas coisas dos americanos que não fossem simplesmente os tênis Nike,  os I-pods,  os hambúrgues com batatas fritas,  os peitos siliconizados  e cabelos oxigenados,  os jeans  surrados com a cintura no meio da bunda e  a bainha rasgada...

 

Quanto aos bumpers stickers,   entre os que eu acho bastante 'Duuuuuuuuuuuuuh'  estão o famoso ' Baby on Board' (  Who cares??  Se o motorista de tras fôr  uma pessoa de bem ,  vai respeitar o carro da frente de qualquer maneira - não importa se  este esteja transportando  um adulto,  uma criança ou um papagaio!  Ele simplesmente respeita a vida -  TODA ela. 

Já se fôr um maníaco,  pouco se importará se o carro estiver com um 'baby on board' ou não...) ;  e o ' My son is an honor student '  -  o tal que anuncia que o filho do motorista é um aluno exemplar -  em outras palavras :  um CDF. 

Dá pra imaginar  um sticker no Brasil dizendo  "Meu filho é um CDF" ??!

Que mico. 

 

  Mas para contrabalançar  tanta patetice,  tem um ótimo que diz:

"My dog is smarter than your Honor Student ! "   LOL  ( Meu cachorro é mais esperto que o seu filho CDF! " 

 

E finalmente vem o meu preferido de todos.  Este,  se eu encontrar pra vender em algum lugar , porei no meu traseiro (  digo,  o do meu carro...) . 

Ele diz o seguinte:

 

" God,  help me be the person my dog believes me to be ..." :-))

( Deus,  ajude-me a me tornar a pessoa que o meu cachorro pensa que eu sou...)

 

Faz sentido não acham? 

Afinal,  nossos cachorros realmente acreditam que somos  A MELHOR PESSOA DO MUNDO ,  absolutamente sem defeitos e simplesmente o MÁXIMO! 

 

Pra mim , pelo menos , este bumper sticker é imbatível.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Apenas observando em volta...
publicado por Pâmelli às 17:15
link do post | Comentários | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 7 de Outubro de 2008

Cansada

-Queria hoje só ficar em casa .  Sozinha o dia todo.  Com meu computador, meus livros, minhas revistas VEJA  ( as três últimas edições estão ainda lacradas ) minha parabólica pegando a Globo Intenacional,  meu cão e meu gato...E SÓ !

 

-Arrumar meu armário , que está um PESADELO , assistir um pouco de  Ana Maria Braga  ( 'Mais Você') , com sua voz calma e suas receitas bastante caseiras e até meio bregas...

 

-Depois do almoço poder  tirar um cochilo e , quem sabe,  sair para o Hills pra nadar um pouco mais tarde...

 

 *  Ao invés disso,  daqui a pouco  tenho de levar minhas hóspedes para dar uma volta no centro...

( Amanhã será dia de compras.  Brasileiro na América só pensa em fazer compras!!)

  * Dar  aulas de francês esta tarde na BERLITZ... ( a aluna gosta muito de mim e de minhas aulas , mas é extremamente difícil !  )

  * Receber meu grupo de tradução hoje à noite -  nos encontramos toda terça pois estamos traduzindo  para  o inglês um romance que escrevi em português (  nunca foi publicado ) e que pretendo publicar o  ano que vem , aqui , nos E.U...

 * Após a sessão de tradução (  às 9:00 pm)  ,   ainda tenho que preparar alguma coisa para o jantar. 

Será pizza , que é mais fácil e rápido.  ( Ou estou tentada a dizer às pessoas da casa -  VIREM-SE .  A geladeira está cheia.  É cada um por si! ) 

 

Felizmente ,  domingo todos voltam para suas casas - e eu,  hopefully ,  para o meu sossego.

 

Hóspede é bom -  mas o ideal ,  são só uns 3 dias!!!

 

sinto-me: Louca pra ficar sozinha !
publicado por Pâmelli às 14:34
link do post | Comentários | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 1 de Agosto de 2008

Brasileiros ilegais nos E.U. VS brasileiros ilegais na U.E.

                                                                                                  

 

Aqui no Texas o número de brasileiros residentes é bem menor do que nos estados da  Flórida,  de  Massachusetts ou   de Nova Iorque.  Provavelmente tambem é bem menor do que no estado da Califórnia.

Apesar disto,  a cidade onde moramos ( com um pouco mais de 1 milhão de habitantes)  tem uma comunidade brasileira bem razoável -  segundo já ouvi falar,  mais de 4.000... 

Destes ,  é claro,  muitos (  talvez a maioria?)  são ilegais.  Aliás,  dos meus conhecimentos pessoais,  pelo menos a metade deles eu sei que são.

 

Faz 5 anos e meio que estou aqui e ao contrário da maioria dos brasileiros que se mudaram para a América ,  não vim para cá nem para trabalhar , nem mesmo porque este tenha sido algum dia o sonho de minha vida.   Muito pelo contrário.

Quando concordei em vir para o Texas para ficar , e posteriormente me casar com o homem de minha vida ,  deixei-lhe  três coisas BEM claras... (  esta é a vantagem quando já se passou dos 35 :    você é o que é ;   não está mais para 'fazer gênero'  ou  excessivamente preocupada em agradar a  quem quer que seja , nem   mesmo àquele a quem ama de verdade  ;  é  'take it , or leave it' ! ) - 

Enfim,  eu lhe disse   1)  que nunca desejei  ter filhos ;  2) que não pretendia virar uma  workaholic  ou mesmo uma career woman , como a maioria das americanas que trabalham dia e noite,  só pensam em ganhar dinheiro  e nunca têm tempo ou  energia para fazer mais nada na vida  !  ;  e  3)  Quando  ele achasse que  já tinha trabalhado  e ganho dinheiro  suficiente para se aposentar,   nós passaríamos a morar pelo menos uma parte  do ano  em alguma praia no Brasil...:-)

Meu marido achou a idéia muito boa - incluindo a de não termos filhos :-))  -    e então aqui estamos ,  seguindo nosso plano de vida conforme combinamos antes mesmo de eu tomar o avião e vir encontrá-lo em março de 2003...

Não é um caso muito típico. 

 

A maioria dos brasileiros que vêm para a América entram como turistas e ficam ilegalmente.

Alguns chegam mesmo a entrar pelo rio Grande,  sem passaporte ,   cruzando  a fronteira com o México.

No entanto,  ao contrário de muitos  brasileiros que mudam-se para a Europa para viverem de trambiques, safadezas e prostituição,  os que vêm para os E.U. são geralmente pessoas MUITO trabalhadoras,  bastante corretas e unicamente empenhados em fazer o próprio pé de meia para melhor sustentar a família (muitas vezes que ficou no Brasil).

Não digo que não existam brasileiros trambiqueiros por aqui.  Inclusive já ouvi falar em certas ' pistoleiras brasileiras' circulando pela costa da Flórida  e dando golpes baixos em certos velhotes 'inocentes' ... -  mas isto é realmente a exceção nos E.U.

Na verdade,  observando a vida da maioria dos brasileiros ( e brasileiras)  por  aqui -  pessoas trabalhando 12,  15 horas por dia,  lavando pratos até às altas horas da madrugada, entregando pizzas nos lugares mais remotos e escuros,  fazendo faxinas em duas , três casas por dia ...-  quem  se sente a própria 'vagabunda boa vida'  sou eu ,   dando minhas aulinhas de português ou francês  2 ou 3 vezes por semana! 

 

Mas na Europa , pelo visto,  a coisa é bem diferente.

É claro que há exceções,  mas o fato é que muitos brasileiros ( e não apenas BRASILEIRAS... )   por lá,  vivem mesmo é de prostituição.  Não é a toa que nosso filme é tão queimado no Velho Mundo  - além de sofrermos discriminação nos mais variados setores - a começar  já na  chegada , como turistas , nos  aeroportos europeus.

  

Já na  América,  não conheço uma única brasileira que diga que sofre preconceito aqui  -  nem  na hora de alugar casas,  arrumar emprego , namorado, amigos etc...,-  pelo  simples fato de ser brasileira.  Bem pelo contrário!

Aqui os brasileiros simplesmente têm fama de serem animados, atraentes, bem humorados e engraçados - além de trabalhadores honestos!   E de fato é assim com a maioria deles.

 

Então fica a pergunta:  por que é que os brasileiros 'baixo nível' ,  os sacanas ,  as pistoleiras e os pilantras escolheram a Europa como  destino  emigratório   enquanto  que os mais trabalhadores,  honestos, dedicados à sua  família ( muitos deles inclusive maçantemente  'certinhos e religiosos'  :-))  vieram para os Estados Unidos??

Talvez seja porque a  América ainda seja a terra da OPORTUNIDADE   ( aqui  pode não  haver  mais 'emprego' para todos,  mas trabalho DURO  há de sobra !! ) ; talvez porque  seja essencialmente  um país de  pessoas   capitalistas ( materialistas?)  e puritanas!

Aqui não há muito espaço para 'parasitas do estado'  , vivendo de welfare ano após ano...Nem tampouco para pistoleiras e mercadores de sexo. 

A América definitivamente é  o lugar para quem  tem ambição,  gosta de trabalhar MUITO e gastar ainda mais ! 

 

Já na Europa,  apesar de muita gente reclamar da presença de tantos brasileiros  'poluindo e  corrompendo ' seus países, seus costumes  e suas cidades...Pelo visto existe uma OUTRA camada  na mesma sociedade que encoraja  e usufrui deste tipo de importação de 'mão (  corpo?)  de obra'.  No wonder que a ralé das ralés  no Brasil continua seguindo aos rodos para lá!

Afinal,  enquanto houver a demanda,  sempre haverá a oferta...

 

 

 

 

 

sinto-me: Pensativa
publicado por Pâmelli às 16:59
link do post | Comentários | favorito
Domingo, 6 de Julho de 2008

Mais expressões brasileiras

 

  

Bem,   estou supondo que sejam brasileiras, uma vez que têm a ver com animais típicos da fauna  brasileira...:-))

 

De repente me vi pensando nisso porque este fim-de-semana compramos uma rede ( bem no estilo brasileira:-))) para pormos em nosso jardim.  Ah,  que delícia!!

Então,  como tínhamos acabado de almoçar em um daqueles 'Texas barbecue places...' ,  já com a rede à tira-colo  e a caminho de casa  debaixo de um calor de 100 graus F.  , eu só pensava em uma coisa :   quero chegar  logo,  me deitar nessa rede e simplesmente 'JIBOIAR ' a tarde toda!!  lol

 

A jibóia,  como se sabe,  é uma cobra ENOOORME,  que mata sua presa ,ao que parece , sufocando-a  ;  depois a engole e fica durante dias,  imóvel,  simplesmente digerindo o 'almoço' ...Urgh! 

Daí a expressão  - comer , deitar e jiboiar...

 

Outra expressão é 'emperiquitar-se'  -  engraçado é que ouvimos as pessoas dizerem 'emperequetar' ao invés de 'emperiquitar' ...( erro de pronúncia??)

Diz-se quando uma mulher resolve se arrumar toda:  colocar brincos, pulseiras, maquiagem, perfume etc..., a fim de ficar tão colorida e atraente como um periquito!!

 

Depois tem o verbo 'macaquear' ... ( Não sei se esse é exclusivamente brasileiro,  pois existe uma expressão parecida até mesmo em  inglês :  "monkey see...monkey do..."

A idéia é de se imitar algo de modo  ridículo.

Hoje em dia parece que o mundo todo anda 'macaqueando' os americanos...( os 'Mac Donald's, os Starbucks, os seriados americanos ,  o silicone e o botox  seem to be everywhere!! )

 

No interior de Minas Gerais , quando alguem fica na moita  observando os outros ou uma situação ,  diz-se que ele está 'sapeando' ...( quietinho, parado e olhando o que se passa à sua volta,  assim como um sapo...:-))

 

Já no Rio,  dizemos que a pessoa está 'urubuservando' ..., ou seja,  observando as coisas e as pessoas  , assim de maneira meio disfarçada...Quem sabe com alguma 'secunda intenção'  ?  :-)

 

Outra que usamos muito ( gíria carioca?) é 'galinhar' :-))

Serve pra homem ou mulher e designa aquela pessoa que,  como as galinhas,  vive 'ciscando em todo lugar'  !  Ou seja:  flertando, azarando ou  'comendo'  todo o mundo a torto e a direito.

 

Por fim,  tem uma que eu costumo usar,  mas não pude encontrar no dicionário.  ( Será que sou só eu que uso??)  :  lesmar!!

No trânsito é bem comum chamar um motorista  que anda muito devagar de 'lesma' .   Portanto alguem que está levando tempo demais para fazer alguma coisa, estaria 'lesmando' ou , dando uma de lesma!

 

 Será que tem mais alguma ?  Com certeza deve  haver...

 

 

 

 

 

 

sinto-me: divertida com a língua
publicado por Pâmelli às 18:44
link do post | Comentários | favorito
Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

Generalizações e preconceitos contra os 'childfree'

 

Em abril passado, quando pensei em criar um blog, minha idéia  a princípio era abordar sobretudo  as questões relacionadas ao estilo de vida 'childfree'.  Afinal ,  apesar de serem muitos  os blogs e sites tratando do assunto em língua inglesa,  nunca  encontrei um em português.  Então pensei:  que tal criar , possivelmente,  o primeiro??

Logo, contudo,  decidi que o mundo é muito vasto,  que existem milhares de assuntos e idéias a serem discutidas e comentadas diariamente e no final das contas resolvi criar simplesmente um blog abordando temas diversos como cultura, arte, política, atualidades  etc..e claro, falando em especial sobre o Brasil .  Hoje, contudo, desejo abordar novamente esse tema.

 

Childfree,  para quem o termo não é familiar,  significa 'uma pessoa que decidiu por livre e expontânea vontade , nunca procriar '  (  A  não  ser confundido  com o termo  de conotação pejorativa 'childless' , que  se aplica mais à uma  pessoa que 'gostaria,  mas não pôde por alguma razão ,  ter filhos ...'   - o sufixo 'less'  , em inglês,  designando a  'falta  ou a deficiência de alguma coisa ...' -   o que no caso dos childfree não se aplica , já que sua escolha é algo totalmente voluntário. 

 

Como este é um assunto raramente abordado abertamente  pela mídia e ainda menos pelas pessoas em geral,  são muitas as generalizações,  os preconceitos , os julgamentos ( e condenações!) que os childfree sofrem diariamente.

 

Pessoalmente , desde que me entendo por gente,  sempre soube que não queria ter filhos e que  já havia nascido 'childfree' por natureza.  Era  portanto diferente de 99,9% das pessoas e durante muito tempo me sentí mesmo uma espécie de E.T. em meu país e  no meio da sociedade onde cresci.

Então , há pouco mais de um ano atrás,  descobri vários sites e blogs aqui nos E.U. e um ou outro no Canadá ... com milhares de mulheres declaradamente childfree , (  sim, geralmente são mulheres) contando sobre suas experiências e visão sobre o assunto ,  assim como  as  vantagens e  os problemas que enfrentam  diariamente devido à escolha de vida que fizeram. 

( A ver alguns:  www.childfreedom.blogspot.com  - este inclusive com uma tese de mestrado da bloggista sobre o assunto, incluindo uma série de entrevistas com várias mulheres  childfree  ...)

  http://thebritgirl.com 

http://childfreecorner.blogspot.com 

http://www.bellaonline.com/site/marriednokids 

 

 

Nem todo o mundo nasce 'childfree' . 

Algumas pessoas,  após pensarem muito sobre o assunto e se auto-analisarem ,  depois de adultas resolvem  se tornar 'childfree' . 

No entanto,  alguem  que  esteja simplesmente  adiando seu projeto de paternidade /materndade para um momento mais adequado e financeiramente mais estável em  sua vida , não é , nem nunca foi,  childfree em sua  natureza. 

 

O que muitas vezes torna a vida dos childfree mais difícil, frustrante e às vezes até triste...Não é a escolha de vida que fizeram ( pois nisto estão muito seguros,  satisfeitos e bem resolvidos) , mas a ATITUDE das outras pessoas ( muitas delas parentes, amigos, colegas de trabalho etc...) em relação à sua posição. 

São muitas as pessoas que simplesmente não entendem  , ou aceitam,  como alguem pode voluntariamente optar por não procriar. 

 'Não é normal'  -dizem.   ' Quem vai cuidar de você quando ficar velha? '  (  E depois ainda dizem que os childfree é que são egoístas!!) ;  'Não vai querer passar o seu DNA adiante? ';   ' Você vai mudar de idéia daqui há alguns  anos...'  ( Esta então é extremamente irritante, pois deixa claro que a pessoa  tem a pretensão de conhecer o outro melhor do que ele próprio! )

A lista é infindável e  martela os ouvidos dos childfree como um refrão de música repetitivo  ou C.D.  arranhado .  A comunidade  C.F.  já chegou mesmo a inventar um 'glossário'  próprio ,  só para descrever certas situações ou pessoas assim.  O refrão das perguntas irritantes e indiscretas ,  por exemplo,  ( 'Quando é que vão ter filhos?'   - essa então é pra matar!  ) passou a se chamar de 'bingos' !

 

A verdade é que existe uma lavagem cerebral geral feita por parte da sociedade,  da igreja e até mesmo dos governos para que todo o mundo , mais cedo ou mais tarde , entre na onda da procriação. 

 Uns dizem que é o que 'todo o mundo faz  e quem não entra  no 'jogo',  acaba ficando de fora dos círculos de amizade, família etc...' ( o que de fato acontece com várias pessoas childfree , que  muitas vezes acabam perdendo amizades ou simplesmente sendo 'afastados' de certos grupos ou eventos familiares...).

Outros dizem  que 'este é o propósito do casamento e que é um  'pecado'  ( além de tremendamente egoísta !)   simplesmente ficar curtindo a vida por aí...:-)) -  mesmo com o próprio marido ou mulher...-  sem pelo menos uma  consequência  natural    :  os filhos . 

Por fim,  os governos,  depois de anos a fio  metendo os pés pelas mãos com suas finanças,  simplesmente PRECISAM que mais pessoas coloquem gente no mundo dia após dia,  pois só assim , no futuro , terão o  dinheiro suficiente   para continuar pagando as aposentadorias dos idosos!!  ( De maneira simplista , este  é basicamente o problema da Previdência...)  Estão  , em outras palavras, tentando usar as futuras gerações para tapar o rombo de sua própria incompetência, imprevidência e roubalheira !  Daí toda essa propaganda e glorificação da maternidade na mídia.  Sem falar que do ponto de vista  puramente comercial e capitalista ,  uma família de 5 é muito mais interessante para uma loja de departamentos ou supermercado do que uma  de apenas  2!! 

 

E a consciência e preocupação ecológica , onde ficam em tudo isso?  ( Sim,  porque  quem é que vai  negar que o HOMEM  ( e isto inclui tambem os bebezinhos...)  é , de longe,  o maior poluidor  e destruidor dos recursos naturais da Terra ? ) 

 Ah, mas isto é um assunto secundário e de menor importância . .. Em primeiro  deve vir  o nobre 'incontrolável desejo da maternidade/paternidade  inerente à todo ser humano...' ;  em  segundo:  Quem é que vai trabalhar pra  bancar a MINHA  aposentadoria?!!

 

Ser  um homem  childfree ainda é um pouco melhor.   Primeiro porque ninguem fica lhes dizendo que '' seu relógio biológico está com as horas passando ..." . 

Os chilfree do sexo masculino costumam ser apenas tachados de 'egoístas', ' imaturos'  ou ''provavelmente gay...'   

 O George Clooney que o diga!   A mídia e o publico simplesmente não se conformam com sua opção de vida e vivem lhe  fazendo perguntas indiscretas  sobre casamento e filhos.  Ele,  sempre inteligente e  espirituoso , certa vez me saiu com algo assim:  " A mulher ideal para mim tem o corpo da Michele Pfeiffer,  o senso de humor da Julia Roberts,  or rosto da ..."  ,  e por aí foi. :-))   

Por que é  inconcebível  para a maioria das pessoas que o homem esteja simplesmente feliz  em ser  bonito, rico, livre e bon vivant  - ocasionalmente com uma bela mulher à   tira-colo...??  De não  querer encher sua villa no Lago Como de pirralhos gritando e esperneando  dia e noite  ao  pé de seu ouvido ?   De não querer se envolver  seriamente com uma pessoa por quem sabe não estar realmente apaixonado?  

   Ou quem sabe  ele simplesmente  NÃO SE IMPORTE  de não  passar  seu  precioso DNA adiante !  O que há de errado nisso??

 

 

Já com as mulheres childfree as 'conclusões'  e os preconceitos são ainda piores.

Uma mulher saudável e em  idade de procriar,   que se declara childfree  ( a menos que tenha uma situação  familiar /financeira desgraçada...)  já pode ir se preparando para  sofrer uma enxurrada de críticas -  veladas ou abertas - vindo das mais diversas fontes: amigos, conhecidos, estranhos, colegas, familiares...

Se fôr solteira , pouco atraente,  e não tiver um namorado oficial  à  tira-colo...Logo será classificada de 'mulher macho' .  Se, por outro lado,  fôr casada,  será tida como 'egoísta' ,  'desnaturada'   ou simplesmente 'esquisita'.   ( aliás ,  muitas pessoas acham que  ser childfree é sinônimo de child -hater   -pessoas que odeiam crianças, e que infelizmente existem , mas são uma minoria mesmo  dentro do próprio grupo ... ) '  

A mulher childfree sofre ouvindo os famosos 'bingos'   durante boa parte de sua vida -  pelo menos até chegar àquela  idade quando a própria sociedade começa a achar que já passou do tempo de procriar e resolve finalmente  'deixá-la em paz' !

 ( Eu hoje ,  aos  42 anos ,  ao contrário de muitas mulheres childfree mais jovens,  praticamente não sofro mais 'indiretas' ,  perguntas indiscretas ou discriminação devido à minha condição.   No entanto , não foi sempre assim.)

 

É preciso que as pessoas  aceitem  que nem todo o mundo nasceu para ter filhos. 

Muitas pessoas tem outros interesses e necessidades  na vida e desejam contribuir para a sociedade de outras maneiras. 

Não há nada de egoísta em NÃO fazer mal à alguem que nunca  vai nascer.   Não há nada de egoísta em deixar a sua árvore genealógica simplesmente se extinguir.  Não há nada de egoísta em querer aproveitar   a vida,  em  desfrutar  de sua  liberdade e  ter tempo para fazer o que quiser e quando quiser,  gastando o PRÓPRIO dinheiro.  ( Você não tem  a obrigação  moral de deixá-lo  para ninguem já que não é responsável por colocar mais uma pessoa no mundo! ) 

Egoísta é se  ter filhos que não se tem condições financeiras ( e as vezes psicológicas ou mesmo fisicas ...) de se criar ,  fazendo com que mais tarde estes indivíduos se tornem enormes estorvos para a sociedade.  Egoísta é achar que  o seu DNA é tão 'indispensável e  superior'  que ,  quando o famoso 'instinto maternal'  lhe bate implacavelmente à porta,  você sequer considera ADOTAR uma criança que já está por aí,   viva, abandonada e precisando de um lar e uma família!  

 

No dia em que as pessoas aceitarem que nem todo mundo é igual , nem sonha com as mesmas coisas... Quando  pararem de  tentar 'converter' os outros ao seu modo de vida, sua religião e suas idéias,    o mundo se tornará um lugar muito melhor para todos.   

 

 

Meus dois nenéns...:-)   

                                            

 

 

   

 

---

 

E agora, só por curiosidade,  algumas pessoas famosas que fizeram a opção childfree de vida:

 

1) Stevie Nicks  ( do grupo  Fleetwood Mac)

2) Nietzsche ( filósofo)

3) Kim Novac  (atriz)

4) Dorothy Parker ( escritora)

5)Dolly Parton ( cantora/atriz)

6) Anna Pavlova ( bailarina)

7) Edgar Allan Poe ( escritor)

8) Beatrix Potter ( escritora de livros infantis)

9) Condoleeza Rice ( Secretária de Estado dos E.U.)

10) Miranda Richardson ( atriz)

11) Sir Isaac Newton ( cientista)

12) Ginger Rodgers ( atriz/dançarina)

13) Joel Schumacher ( diretor de cinema)

14) George Bernard Shaw ( escritor)

15) Gertrude Stein ( escritora e patrocinadora das artes)

16) Quentin Tarantino ( diretor)

17) Lily Tomlin ( atriz)

18) Virginia Woolf ( escritora)

19) Renee Zellweger ( atriz)

20) Thornton Wilder ( dramaturgo)

21) Opra Winfrey (apresentadora de t.v.)

22) Marguerite Yourcenar ( primeira escritora eleita para a Académie Française)

23 Walt Whitman ( poeta)

24) Yanni  ( compositor)

25) George Clooney ( ator/diretor)

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Certa de minha escolha de vida
publicado por Pâmelli às 01:05
link do post | Comentários | ver comentários (10) | favorito
Quarta-feira, 25 de Junho de 2008

Notícias e Curiosidades

        

 

 Algumas coisas que lí nos jornais ou ví na televisão  recentemente e que achei digno de uma pequena nota ou comentário...

 

1)   A Vingança :    -  Haha!!  Essa é sobre os meus tão odiados flip-flops...

       Em uma entrevista ,  a  Dra.  Tracey Vlahovic,  Professora de  Ortopedia na Temple University School of Podiatric Medicine disse o seguinte : 

" Os flip-flops ( chinelos de dedo)  -  a maior praga que os americanos não tiram mais dos pés...-  quando usados em excesso, podem causar 'plantar fasciitis'   (não sei a tradução , mas seja lá o que fôr , parece horrivel!!) , 'ankle sprains' (deslocamento de tornozelo)  e 'tendonitis'  ( tendinite).   Bem feito!

Já era tempo de um estudo me sair com alguma notícia desagradável sobre as consequencias  nefastas de se usar diariamente uma coisa tão feia ,  brega e mal-cheirosa ! -  sim, porque quem tem chulé (  e  infelizmente não são poucas as pessoas que sofrem desse mal...) , ao usar flip-flops , acabam por empestear todo o ambiente ao seu redor.   Sinceramente,  já era hora de se dar um basta a tudo isso.   

 

 

 2) Ônibus em Belo Horizonte agora têm dispositivo anti-assalto:

No estado de Minas Gerais,  agora inventaram um dispositivo (para ser colocado nos ônibus)  que avisa as pessoas nas ruas quando o veículo está sendo assaltado. 

Não explicaram direito qual é o dispositivo e nem onde ele será instalado no ônibus   (a fim de  prevenir que  os assaltantes quebrem a joça durante o assalto, assim como costumam fazer com as câmeras de segurança...)

Quando acionado,  o letreiro  no painel da  frente do ônibus,  ao invés de informar o destino de sua rota,  passa a  informar às pessoas na rua o seguinte:  " LIGUE 190.  ASSALTO!"  

Gostei da idéia.  Minha surpresa só foi ver que isso ocorreu em Belo Horizonte e não no Rio ou São Paulo. 

Definitivamente  não existe mais no Brasil  nenhuma cidade , com menos de 200.000 habitantes,  sem  sérios  problemas com a  violência urbana.  As capitais dos estados , que têm mais de um milhão de habitantes então... 

 

3) Como eu já havia previsto no meu post de 7 de abril  ( "O roubo do MASP" ) , agora virou moda assaltar museus brasileiros:

Dia 12 de junho foi a vez da Estação Pinacoteca de São Paulo ser invadida por dois homens armados e ter 4 de suas obras mais famosas surrupiadas (  dois Picassos, um Lasar Segall e um Di Cavalcanti).  Que surpresa ... 

(As vezes eu me sinto  como a própria Cassandra...Aquela da mitologia grega :-(( ... 

Tambem , qual foi a providência  ( em termos de segurança reforçada)  que os museus do país tomaram  depois do roubo do MASP em dezembro último??

 Parabéns Brasil ,  por mais esta demonstração exemplar  de 'visão' / prevenção  contra futuras vergonhas e desgraças nacionais...

 

4) George Clooney termina namoro com Sarah Larson - 

Até aí nada de excepcional.  Namoros começam e terminam todos os dias - ainda mais no meio de Hollywood...  O interessante foi o motivo:  George Clooney terminou seu relacionamento ( de mais de um ano)  com a bela ex-garçonete que conheceu em Las Vegas ( e que acompanhou-o durante a entrega do Oscar deste ano...)  porque ela 'insistiu em colocar silicone nos seios' !

Ah, adorei essa...:-))

Aliás, eu sempre  admirei o George, que , apesar de milionário, charmoso e gatérrimo...Não  tem nada de deslumbrado.  Faz bons filmes,  tem consciência social e ainda de quebra é childfree...:-))  

Outra coisa que sempre achei inteligente nele:  nunca namora celebridades , assim como ele próprio ... -  o que faz com que a imprensa o  deixe  em paz a maior parte do tempo...- e ao invés de morar nos E.U. ( onde certamente seria  implacavelmente assediado  pela imprensa e pelo público...)  mudou-se  para o Lago Como, na bela Itália ,  onde comprou uma villa maravilhosa.  Eta homem esperto!!

Por fim, me saiu com essa do silicone...:-)))

 

Em uma época em que a maioria dos homens MANDA a mulher encher os peitos com a gelatina ( ou então  a larga  e arruma outra que já se auto-inflou...) ,  a posição de Clooney   é no mínimo original.   ( Além do mais  a moça já era bonita naturalmente;  pra quê inventar mais essa?  Será que estava pensando  em ser  promovida à garçonete do 'Hooters'  ?? lol ) 

Ok,  talvez ele pudesse ter escolhido melhor:   quem sabe uma moça  igualmente atraente ( afinal nenhum milionário é de ferro...) , só que nos seus trinta e poucos  anos - já que ele está com quase 50...-  e com uma profissão,  digamos...um pouco  mais 'compatível' com seu estilo de vida e posição social...?? 

  Mas ninguem é perfeito -  nem mesmo o George Clooney.  

  Se ele gosta de mocinhas atraentes servindo martinis, tudo bem.  

  Cada macaco no seu galho...  

sinto-me: depende de cada caso...
publicado por Pâmelli às 19:15
link do post | Comentários | favorito

.Mais sobre mim

. Meu Livro

COPADRAMA

- A Brazilian Tragicomedy

(um romance em inglês de I. Pamelli M.)

. Comprar na AMAZON.com

.Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

30
31


.posts recentes

. Bumper Stickers

. Cansada

. Brasileiros ilegais nos E...

. Mais expressões brasileir...

. Generalizações e preconce...

. Notícias e Curiosidades

.arquivos

. Julho 2018

. Janeiro 2018

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Abril 2016

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.flag counter

free counters

.subscrever feeds