Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2012

De volta ao Texas

 

Oh well, já  estamos de volta ao Texas , depois de uma semana em St. Augustine.{#emotions_dlg.smile}

 

A cidade continua linda e charmosa, como sempre.

O clima, nesta época do ano, estava bem menos quente e húmido do que em agosto quando estive lá com minha cunhada.  Quer dizer, muito mais agradável de se andar e explorar a cidade, mas frio demais para se aventurar na água do mar! 

Ainda assim,  demos o nosso pulinho na praia quase todos os dias ( para caminhar pela areia e tomar um solzinho...)  e eu,  na verdade, era a única 'louca' de roupa de banho na areia! lol  Todo o mundo estava na praia de calça, camiseta e algumas pessoas ( bundonas!  cá entre nós...)  até de jaqueta.

 

Também aproveitamos para ajeitar umas coisinhas no apartamento.  (O bom de se ter um marido americano é que ele sabe instalar e consertar TUDO dentro de casa, já que  a mão de obra aqui custa os olhos da cara...) . Bom, no final resolvi colocar o apart pra alugar por um prazo de 6 meses.  É pena não podemos usar durante esse tempo, mas ao menos vai me ajudar com as contas!

 

Enfim,  agora estou eu aqui de volta à Austin e ao final do meu programa  no ACC.  Semana que vem é minha prova final do curso em Western Civilization.  E depois, só descanso! ( Pelo menos dos estudos...)

 

Quanto à St. Augustine...  Como sempre,  toda vez que passo pela cidade , não posso deixar de postar alguns dos meus "favorite moments" por lá {#emotions_dlg.pimp}

 

1)

 Pôr-do-sol em Vilano Beach

 

2)

 Barzinho iluminado na Aveninda Menendez, ao lado do Forte.   ( A carruagem é para os turistas, mas eu nunca uso pois sinto pena dos cavalos.  Acho uma exploração aos bichos! {#emotions_dlg.annoyed} )

 

3)

 Fernandina Beach - a cidadezinha em estilo "vitoriano" que fica cerca de uma hora de St. Augustine... Gracinha!

 

4)

 O Shrimp Bisque ( creme de camarão) que tomamos no restaurante da marina em Fernandina Beach... Delícia pura!  ( O negócio lá  é comer o camarão local...)

 

5)

 As conchas que encontramos em Vilano Beach ( a melhor praia para se catar conchas!)  , incluindo uma estrela do mar...

 

6)

 O Centro Histórico de St. Augustine, com suas lindas construções coloniais ( a cidade foi fundada pelos espanhóis em 1565 e é a mais antiga dos E.U.!)

 

7)

E last but not least... Os turistas mais fofos  da cidade fazendo uma pequena pausa entre uma comprinha e outra, lol

 

 

Nota:  A Flórida foi cedida pela Espanha ( que já não aguentava mais tanta despesa, sem retorno ,  em um lugar tão "inóspito" ...) para os E.U.A. em 1821  (Que péssimo negócio, heim!!) e se tornou o 27 estado americano em 1845.   Hoje, é um dos estados mais ricos e que mais traz $$$ e turistas para os E.U. ... {#emotions_dlg.smile}

 

 

 

 

 

sinto-me: Tirando o chapéu para St. Aug!
publicado por Pâmelli às 22:41
link do post | Comentários | favorito
Quarta-feira, 15 de Dezembro de 2010

Sarasota - charme, praia e cultura no sul da Flórida

Categoria de post :  diário e turismo

 

Finalmente!

Ai, parece que minhas férias no Community College nunca iam chegar! Ufa.

Mas afinal me livrei das aulas, dos testes e , principalmente,  de Mrs. Pain!!   (Agora vou ‘falar’  igual ao meu cachorro quando pegam sua colera para levá-lo para  um passeio :  ‘  Yehei, que FELICIDADE !’  lol )

 

Mas hoje o plano é vir ao Parada para escrever sobre nossa estadia de 3 dias na cidade de Sarasota , que fica na costa oeste da ‘salsicha’ da Flórida e virada para o Golfo do México.

São pouco mais de 60 mil habitantes, mas a impressão que se tem ao se dirigir pelo centro  é que se trata de uma BELA cidade de pelo menos umas 200.000 pessoas!  Alí os prédios são imponentes, as ruas  largas,  a marina salpicada de veleiros e iates… Sem falar na  Main Street  ( a rua principal no centro) ,  cheia de charmosos cafés, restaurantes e galerias de arte .

 

Sarasota fica na Baía de Tampa e é ‘protegida’ por pelo menos 3 enormes ilhas – alí conhecidas como ‘barrier islands’ ou ' ilhas que servem de ‘barreira’ contra o  mar aberto'.   Foi na de Siesta Key que ficamos hospedados ( cerca de meia-hora do centro), numa espécie de apart-hotel (Tropical Beach Resorts)  muito confortável e AO LADO da praia!

  Aliás, o que posso  dizer sobre a  praia de Siesta Key?? Somente o mesmo refrão de sempre :  Eis MAIS UMA magnífica praia na Flórida! 

 

Mas minha surpresa com Sarasota  veio mesmo foi quando deixamos o downtown e seguimos mais alguns quilômetros, sempre perto da  costa,  até o  Ringling Complex (  o complexo cultural  construído para o magnata John Ringling e sua mulher, Mable)  que engloba o Museu de Arte,  sua 'casa' de inverno ,  o  Teatro Asolo e o Museu do Circo .

De fato, a visita ao  teatro e o museu do circo nós dispensamos ( o primeiro por não estar com nenhum espetáculo em cartaz nos dias que estivemos alí ;  o segundo, por 'princípio’,  já que minha opinião sobre circos  é a mesma dos  jardins zoológicos ! ( Vejam o post 'Sem escapatória' de 28 de outubro de 2010…)

 

Mas, voltando ao Ringling Complex….

John Ringling  e sua mulher viveram na década de 30 e ao morrer , deixaram este magnífico  oasis de cultura, conforto, beleza e inspiração para o povo da Flórida . Tudo rodeado do mais lindo jardim ( que inclui um enorme canteiro de rosas de várias cores) e ainda por cima na beira do mar!!

 

A mansão ( o exótico Cà d’Zan, ou em árabe,  ‘a casa de John’ )  foi construída em 1926  e é nada menos do que  um palácio em estilo mourisco - que os americanos preferem chamar de 'gótico veneziano'... lol   O  museu,  que abriga uma incrível coleção de arte européia , é  uma belíssima construção cor-de-rosa no genero ‘Villa Toscana’ .  Para se ter uma idéia do acervo do museu,  há  uma sala INTEIRA  somente com telas enormes de Rubens  ( assim como o ‘Salão Rubens’ no Louvre…) , além de obras de  Rembrandt, Gainsborough, Reynolds, Poussin, Veronese, Franz Hals, Tiepolo,  Bruegel, Velásquez, Zurbarán e  El Greco… só para citar alguns.  Detalhe:  TODOS  originais e TUDO  doado  à cidade de Sarasota após a morte do casal.  Que tal??

 

Pois é. 

Bill Gates, Warren Buffet… todos os grandes bilionários (e milionários) aqui doam boa parte de sua fortuna -  alguns em vida,  outros após sua morte .   ('‘Igualzinho se faz no Brasil…’   Humph.  Ok,  a cada 100 anos aparece um Roberto Marinho  que nos deixa sua Fundação.   Ou um José Mindlin  que até TENTOU  deixar  sua magnífica biblioteca privada  para  a universidade de São Paulo anos atrás  - e até hoje o governo não construiu  um local para abrigar o acervo de  40.000  volumes! )

 

O fato é que nos  E.U.  ( ao contrário do Brasil…)  existe um VERDADEIRO  incentivo fiscal para que os realmente ricos doem boa parte de seu patrimônio para o estado.    Mas não é só isso.  Aqui tambem existe um genuíno sentimento de amor, de patriotismo e generosidade por parte  dos cidadãos em relação ao seu país, à sua cidade e o seu estado!  E é por isso que ,  pelo país inteiro, há inúmeros exemplos como o de John e Mable Ringling.  (E por falar nisso,  allguem já viu a Frick Collection de Nova York?   Vejam o post 'NYC- A coleção de Henry Frick' de 14 de abril de 2009…)

 

 

O acervo do Ringling Museum  é uma das dez mais valiosas e importantes  coleções privadas nos Estados Unidos, e John e Mable , através de sua generosa doação,  souberam como se tornar imortais.  Sim.  Nem  todo o mundo precisa ser um Mozart, um  Picasso ou Dickens para ser lembrado , admirado e respeitado  muitos e muitos anos após sua morte.

 

 A obra do gênio fica para a posteridade.   A doação  de um grande empresário , que um dia amou e patrocinou as artes,  tambem.  E da nossa parte…  Dos  reles e comuns mortais,  fica o  deslumbramento, a admiração e principalmente a gratidão

 

 

 

 

1)

 A construção do museu lembra uma villa toscana e abriga arte européia  principalmente do período barroco ( holandês, italiano e espanhol). 

( A estátua é uma cópia do David de Michelangelo; já os quadros do museu são todos originais...)

 

2) O Salão Rubens.  Por um momento até pensei que estava no Louvre ...

 

3)O jardim interno do museu. Lugar perfeito para caminhadas, leitura ou esboço de gravuras enquanto se relaxa sentado nos gramados... 

 

 

 

4) O rei da Espanha pintado por Velásquez  ( De repente pensei ter tido um déjà-vu do Museu do Prado!  lol)

 

 

 

5)Se não me engano, um dos Rembrandts da coleção  

 

 

6)  

 O inconfundível El Greco...

 

E o meu quadro preferido     , que pensei ser um Gainsborough,  mas não era! (Contudo, algumas salas adiante, havia o portrait de um general inglês pintado pelo próprio.  Precious!

 

 

7)

 e 8) O magnífico Cà d'Zan - a residência de inverno dos Ringling com vista para a baía de Sarasota...

 

  Que tal o chá da tarde ao som de Vivaldi?? (Na lojinha de souvenirs lá dentro comprei o C.D.  .  Tudo a ver!!)

 

9)

 E sob o pôr-do-sol,  um anjo esculpido por algum mestre do barroco italiano...

 

 

Agora depois de tudo isso,  como bem podem imaginar,  difícil  foi ter que voltar pro Texas!!  lol

 

 

 

sinto-me: Encantada com Sarasota !
publicado por Pâmelli às 04:09
link do post | Comentários | favorito
Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

Voltando pra casa ( Terceira Parte)

Categoria de post :  turismo e ecologia

 

Nossa viagem durou cerca de 10 dias .

Na  ida à  Flórida, para ganharmos tempo,  pegamos o avião. Na volta,  alugamos um carro .

 

Pois bem , depois de deixarmos o retirement community de Timber Pines, que fica nos arredores de Tampa,  lá fomos nós seguindo ao longo da costa oeste da ‘salsicha’ até chegarmos à cidade de Pensacola. 

O plano era passarmos a noite lá e no dia seguinte aproveitarmos sua bela  praia.

 

Pensacola , assim como Saint Augustine,  é uma cidade antiga e que  foi igualmente  fundada pelos espanhóís.  Só que como estávamos com o tempo restrito, escolhemos um hotelzinho em Pensacola Beach e não na cidade propriamente dita.

 

A praia  naquela semana ( quando a mancha de óleo ainda não havia chegada a Flórida...)  estava PER-FEI-TA!  

A areia branca e finíssima,  como uma écharpe da mais pura seda, corria  por entre os dedos de nossos pés.

A água limpíssima e cristalina, era uma carícia em nossos corpos.

GOLFINHOS em bandos,  nadando e pulando há menos de cem metros da costa.

 Ah, e como pareciam  felizes!  Os pobrezinhos mal sabiam o que estava por vir...

Na beira do mar,  há menos de 3 metros de nós,  grupos e mais grupos de   ARRAIAS  deslizavam pelas águas como se fossem mini discos voadores.

  

Ah,  Pensacola...

 Como é triste saber que você nunca mais será a mesma! ( Apenas dois dias depois de chegarmos em casa ,  soubemos que os primeiros sinais da mancha já tinham  despontado a poucos quilômetros dalí... )

 

 

Naquele dia aproveitamos  cada minuto, cada visão, cada sensação daquele mar e daquela areia em nossos corpos , como se fosse o último de nossas vidas.   Era a nossa despedida.

   Uma perda imensa.  Um PESO na alma de lhe afundar o coração.  Uma tristeza tão grande que nem mesmo sobra  lugar para a revolta contra a B.P. e o governo.

 

O acidente na plataforma  no Golfo do México  foi o 11 de setembro da Flórida. 

É possível que a economia  daquelas  cidades no  Golfo que não vivem de turismo praiano ,  aos poucos,  se recupereJá a Flórida, famosa por suas praias perfeitas - estranhamente em um país tão vasto e que vai do Atlantico ao Pacífico,  o ÚNICO estado ( talvez com a exceção do Havaí...) que  REALMENTE tem  as melhores e mais belas  praias na América !!- ... A Flórida  dificilmente  voltará a ser a mesma. 

    

 

 God bless  Pensacola and protect the sea life and  what is still left of Florida.

 

 

---

 

Nossa viagem estava chegando ao fim e em  dois dias estaríamos de volta ao Texas. 

 Contudo, após  nossa despedida melancólica de  Pensacola   , havia chegado a hora de  partirmos rumo à nossa parada final:

   a terra do hedonismo, dos cafés com chicória e dos  beignets açucarados ;  a  ‘Paris’ com tempero apimentado e o espírito caribenho... Aquela cidade  que sempre canta e nunca dorme.  A capital do jazz.   A única e incomparável ... New Orleans.      

 

sinto-me: De luto pela Flórida
publicado por Pâmelli às 15:06
link do post | Comentários | favorito
Segunda-feira, 31 de Maio de 2010

O melhor da Flórida ( Primeira Parte)

 

Categoria de post:  turismo

 

 Nossa viagem através da 'salsicha' começou a partir do momento em que aterrissamos em Orlando. Lá alugamos um carro e seguimos para a cidade de Saint Augustine, na costa atlântica.

No meio do caminho , contudo, fizemos uma rápida parada em Daytona Beach - cidade de praia conhecida pelas corridas de carro na América ( O que não inclui a Fórmula 1, que é principalmente um campeonato europeu...)

 

O balneário, pelo que pude perceber nas poucas horas que passamos alí, é principalmente frequentado por motociclistas parrudos e 'turistas de aparência e modos pouco sofisticados' ... lol

Do you get my drift? No? Bem, então falando mais claro: povinho xinfrim e BBB ( basicamente brega e baixo-nível)

( Sorry se ofendo alguem , mas este blog nunca se proprôs a ser politicamente correto.)

Digamos que, se você estivesse na Costa do Sol, no estado do Rio de Janeiro , Daytona Beach seria a Rio das Ostras de lá.  Quer dizer, um balneário até agradável , mas inferior à Cabo Frio e LONGE de ser uma Búzios! (Uh-oh, espero não ter nenhum 'rio das ostrense' como leitor do 'Parada' ...)

Mas a seu favor , devo dizer que Daytona Beach ( como uma típica cidade de praia na Flórida...) tem uma longa praia com quilômetros e quilômetros de areia branca e a  água limpa - além, é claro, de não ter nem sombra da menor  língua negra ou risco de arrastões! ( Sounds familiar , anyone??)

Enfim, como ainda estava claro quando chegamos, pusemos a roupa de banho e fomos até a praia dar um mergulho. Contudo, ao invés de  passar a noite ou mesmo jantarmos por lá, resolvemos seguir viagem .

 

----

Eu sempre quis conhecer a cidade de Saint Augustine -  a cidade mais antiga dos E.U.A. !

Sua arquitetura no estilo colonial espanhol, sua praia , seu flair europeu...- sim, alguma coisa me dizia que alí seria 'a minha praia'  e ao chegar lá logo percebi que não havia me enganado.

 

Saint Augustine foi fundada pelos espanhóis em 1565 - a mesma data, se não me engano, da fundação da cidade do Rio de Janeiro.

São muitos os prédios históricos - principalmente dos séculos 17 e 18, sendo que sua imponente fortaleza , ( o Castillo de San Marcos, de 1695 ) é o simbolo da cidade.

Nota: Na época ,  a Flórida ainda pertencia à Espanha.

 

Há muito o que se ver e visitar em Saint Augustine mas se sua visita fôr de apenas um ou dois dias, eis alguns lugares que você não pode deixar de ir:

1)O Museu Lightner - uma belíssima construção em coquina , que é uma espécie de mistura de conchas e areia , mas extremamente sólida e duradoura. Basta dizer que a fortaleza, terminada em 1695, é feita do mesmo tipo de material !

No segundo andar há uma bela coleção de 'vidros trabalhados' do começo de século 20, incluindo um clássico abajour Tiffany. 

 

2) O Castillo de San Marcos   

 

Ainda no centro histórico da cidade há várias outras belas construções , incluindo a Flagler College ( a universidade)

 

Por fim e como se não bastase tudo isso, a praia de St. Augustine é nada menos do que excelente.

Aliás, ela me lembrou DEMAIS  a Praia do Forte em Cabo Frio - com sua água limpa, suas ondas gostosas, a areia branquíssima e macia... Mas com um bônus: ao contrário da água em Cabo Frio que é friiiiiiiiiiiiiiiiiiia...,  alí ela é SUPER gostosa!

 

 

Resumo da ópera:  St. Augustine NÃO é lugar para se comer um pedaço de pizza cheio de queijo gorduroso, sentado em uma cadeira de plástico, antes de seguir  com sua família barulhenta para um passeio  na roda gigante (Isto é Daytona Beach!) .

 

 

St. Aug,  é lugar para se  admirar o pôr do sol do alto de um balcão de uma casa do século 18  e, enquanto se observa os passantes lá embaixo,  degustar de  uma frozen sangria  acompanhada de uma bela bruschetta recheada de  azeite, tomate e mangericão...

 

 

 

sinto-me: Relaxada após as férias
publicado por Pâmelli às 17:13
link do post | Comentários | favorito

.Mais sobre mim

. Meu Livro

COPADRAMA

- A Brazilian Tragicomedy

(um romance em inglês de I. Pamelli M.)

. Comprar na AMAZON.com

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. De volta ao Texas

. Sarasota - charme, praia ...

. Voltando pra casa ( Terce...

. O melhor da Flórida ( Pri...

.arquivos

. Janeiro 2018

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Abril 2016

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds