Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Estudante de meia-idade

Pâmelli, 11.01.13

 

Ok,  o ano já começou e tenho novidades! 

 

Bem,  quem acompanha o Parada  já  há algum tempo , sabe que o ano passado me formei do Community College aqui em Austin e tirei o meu Associate's Degree (correspondente ao segundo ano na Universidade ) em Antropologia.

 

Pois é.

Acontece que no final do ano passado , sem dizer nada à ninguém ( nem mesmo ao meu marido...),  resolvi  fazer o meu application para entrar na Universidade do Texas ( conhecida localmente como a " U.T."  ...) e ver no que dava.

 

Ora,  a U.T. é a mais famosa universidade do Texas e recentemente passou para o número 25 entre as melhores do mundo.   Sendo assim,  como bem se pode imaginar, não é nada fácil ser admitido como aluno. 

Mas guess what... Eu fui! {#emotions_dlg.smile}

 

Primeiro eu pensei:  O que tenho a perder?

                                Me inscrevo,  e se não fôr aceita, ninguém vai sequer saber que me inscrevi!

 

A média para ser aceita na Universidade do Texas é de 3.2  ( um B alto...) e a minha no ACC era de 3.5.

Mas não basta só isso.  Outros fatores tambem contam;  entre eles raça ,  nacionalidade,  os dois ensaios que temos de escrever, nossa experiência de vida e trabalho (se houver).

 

Sendo assim,  aproveitei para me colocar na categoria de "latina" , ao invés de branca ... lol  , e de "brasileira, naturalizada americana..." - o que automaticamente me colocou em uma posição privilegiada no que diz respeito à política da universidade de  "cotas para as minorias" .  

Tambem  falei-lhes sobre o meu trabalho de mais de vinte anos como professora de inglês, francês e português nas escolas Berlitz do Rio,  em Lisboa e em Berlim.  E por fim,  (essa é que foi  a tacada de mestre! lol ),  escolhi um tema para o meu ensaio , que penso eu,  até hoje dificilmente deve ter sido abordado  por um(a) aluno(a) em vias de entrar  na universidade:  a MENOPAUSA!!! {#emotions_dlg.happy}

 

Meu  texto sobre o assunto  foi muito positivo e otimista -  aliás,   intitulado "A New Beginning"  (Um novo começo). 

Nele eu falei, entre outras coisas,  das "vantagens da menopausa" , principalmente para quem nunca quis ter filhos ou já teve os que queria... lol, além de mencionar todos os suplementos vitamínicos que existem hoje em dia no mercado, para diminuir os seus sintomas mais desagradáveis.

(Afinal,  aos  46 anos,  sei que em breve estarei chegando lá.  Então , desde já , comecei a me informar sobre tudo o que uma mulher pode fazer para passar por esta fase , da melhor e mais saudável maneira possível).  

Pelo visto quem  leu o meu texto , gostou . Ou , vai ver , ficou com pena de mim, pensando que já estou sofrendo com os sintomas !lol

 

O fato é que  a carta me parabenizando pela admissão chegou no final do ano passado e meu  marido ,  que nem sabia que eu tinha "aplicado" , primeiro ficou chocado e com o queixo caído,  depois o choque virou surpresa e por fim se transformou em orgulho. {#emotions_dlg.smile}

 

Ok, então agora vou ser uma aluna de meia-idade da U.T.  e semana que vem já começo os meus dois cursos em "História da Grécia Antiga" e Latim.

Resolvi mudar  o meu Major , de Antropologia , para " História Antiga e Civilização Clássica".

(O bom aqui nos E.U.  ', é que os dois primeiros anos são praticamente iguais para todo o mundo,  com várias  matérias obrigatórias e ,portanto, se no meio do caminho você resolver mudar de Major, tudo bem).

 

Finalmente,  os cursos na U.T. são BEM mais caros do que os do ACC!

Apesar disso, meu marido não se importou e até aprovou minha decisão e iniciativa.

 

Com certeza seria diferente se eu tivesse lhe dado essa 'facada' para comprar um vestido de festa, ou bolsa de griffe  no Mall ... Ou pior:   se , por estas alturas da vida, ( assim como mais de uma conhecida nossa por aqui...),   resolvesse  me submeter à  algum tipo  de tratamento de fertilidade ou inseminação artificial a fim de  "realizar o sonho de ser mãe depois dos 40 ".  

Arrrre...

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.