Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Em falta com um velho amigo...

Pâmelli, 23.04.11

Como vêem,  ainda estou viva.{#emotions_dlg.smile}

Já o blog, até  parece que foi pras cucuias…

Mas não.   Eu não esqueci do ‘Parada’.  Na verdade,  tenho até  pensado bastante nele ultimamente… Assim como  às vezes nos sentimos meio ‘culpados’ ,  sabendo estar em falta com alguem ou alguma coisa. Uma amigo/a, com quem você não fala ou pra quem não  escreve já faz tempo…

 Então você se diz:  Esta semana vou lhe ligar ou mandar um e-mail sem falta! Mas os dias vão passando e uma ou outra coisa sempre acaba atropelando suas nobres intenções de restabelecer o contato.  Uhm. 

 

Mas talvez estes sejam os pensamentos de alguem que parou no tempo; alguem que não tem ( e o pior: não quer ter!)  um smart phone, com quem podemos trocar umas quinhentas mensagens por segundo com 350 pessoas ao mesmo tempo!  {#emotions_dlg.sleeping}

Aliás,  eu fico me perguntando quão ‘smart’ pode ser alguem que deixa de viver a vida real para substituí-la pelo mundo virtual, assim como vemos tanta gente fazendo hoje em dia…

De minha parte,   ( pasmem, se quiserem..)  nem mesmo sei como enviar mensagens de texto.  Lol  E querem saber ?  Taí  uma coisa que não me faz a menor falta! 

Aliás, meu celular vive quase sempre desligado .  Às vezes me esqueço até de trocá-lo de bolsa e só lembro que esqueci de sair com ele  ao voltar pra casa e encontrá-lo na outra bolsa!

So what.  O George Clooney não tem mesmo o meu número…

 

Mas, falando sério… Se  há uma coisa que me irrita profundamente é ver tanta gente VICIADA naquele retangulozinho preto eletrônico!  A cena mais patética – pra mim, pelo menos…- é ver as pessoas carregando o troço pra tudo quanto é lado  , como se fosse um apêndice do qual não pudessem se livrar sem corer risco de vida . Em muitos lugares , muitas são as pessoas que vejo simplesmente  incapazes de , ao sairem de seus carros e andarem os poucos metros até o prédio onde pretendem entrar ( ou fazendo  o percurso inverso…),  não  checarem a última mensagem que , com certeza,  o  Obama lhes enviou naquele dia!

 Nos restaurantes e bares, pessoas acompanhadas,  ao invés de conversarem com os amigos , parentes e conhecidos ALÍ presentes,  preferem ficar teclando com gente que tá  sabe-se lá  onde naquele momento!  Não entendo, juro.

  E no Facebook então ?  Cada uma com pelo menos 650  ‘amigos’ .  É, me engana que eu gosto...

 

Mas,  cada um sabe o uso que quer fazer da tecnologia ao seu dispor e, digressões  à parte…  Hoje  vim aqui principalmente para dizer que não esqueci de você não , ‘Parada’ ,  meu  velho amigo. {#emotions_dlg.smile}  Estava com saudades.

 

A verdade  é que tenho andado muito ocupada com as aulas no Community College e esta semana tenho um trabalho bastante extenso a entregar no meu curso de Arqueologia.  Isso sem falar naquele curso de matemática ultra pentelho,  que me torra os neurônios e me toma um tempo imenso!

(Bem,  pelo menos neste semestre tenho uma professora 'normal' - se é que gente que gosta de matemática pode ser considerada normal...- ,  e não aquele estrupício da Mrs. Pain!)

 

Por fim,  sei que ainda estou devendo ao ‘Parada’  o post sobre a segunda parte de nossa viagem à França.  No worries , ele virá.

Em todo caso, hoje pelo menos  dei sinal de vida e  já matei um pouco as saudades do velho amigo.

 

   

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.