Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Fim das férias : a vida voltando ao normal...

Pâmelli, 15.01.11

Categoria de post:  diário/pensamentos

 

 Após um mês aqui  no Texas,  esta semana minha mãe voltou para o Brasil .

Penso que tivemos  umas 'férias' bem proveitosas – apesar de não termos  saído do estado. 

 Mas ainda assim, passamos um dia em Fredericksburg – cidadezinha colonizada por alemães , a uma hora e meia de Austin e onde se come um ótimo bratwurst ( salsicha)  com chucrute. Fomos ao cinema umas quatro vezes;   almoçamos  3 vezes em nosso café preferido ( o da Nordstrom)  e até fomos uma noite  ao 'Broken Spoke' , que é o point mais típico, caipira e texano da cidade!   Aliás, um must para qualquer turista.  ( Seria como se você levasse um gringo à uma gafieira na Lapa , no Rio...lol)

 

 

Semana que vem começam minhas aulas no Community College  , e desta vez, serão apenas dois cursos que farei :  College Math e Arqueologia .

É que depois do todo o meu pain and suffering  com Mrs. Pain , resolvi  ‘garantir’ minha sanidade este semestre caso pegue novamente outro professor do tipo ‘ osso duro de roer...’  

 

Por fim,   aqui em casa , os bichos vão voltar a ser  bichos .  Felizes e saudáveis como sempre foram...  – mas BICHOS.    

 É que  minha mãe , quando está aqui,  parece se esquecer que a Lila e o Senninha  NÃO são miniaturas do Homo Sapiens e trata-os como se fossem  ‘bebês humanos’!

É um pouco perturbador vê-la carregando-os pra cima e pra baixo,  ( no COLO!)   embrulhados em mantinhas ... ;   levá-los lá fora a cada duas horas 'pra fazer xixi’ ... ( como se não tivessem a portinha de saída para o jardim  ou  soubessem QUANDO  e COMO  ir ao ‘banheiro’...).  Até  mesmo lhes  dando  comida na boca!

  Imagino que deva  ser uma espécie de frustração por não ter tido netos ...lol  . 

 Mas confesso não me sentir nem um pouco 'culpada' neste aspecto.  E porque eu deveria??  

 Afinal,  ela  teve a filha que quis ( e , modéstia à parte,  acho até que se saiu bastante bem na empreitada...hehe)    - e eu,  os ‘filhos’ que  escolhi.

 

Na verdade,  acho que tenho bastante sorte por nunca ter sofrido nenhum tipo de pressão por parte de minha família para deixar minha condição  childfree. Mesmo quando era mais jovem e ainda estava na 'idade ideal' .( Whatever that means)

Sei que nem toda mulher ( ou mesmo alguns homens!)  têm essa sorte e que muitas  , ainda hoje,  sofrem enorme pressão dos  pais, das mães e às vezes até mesmo das amigas  ou  do próprio companheiro para,  chegado à um certo estágio da vida,  botar pelo menos um filho no mundo!

 

O que me faz lembrar de uma frase perfeita do genial Oscar Wilde :

  "Selfishness is not living as one wishes to live.  It is expecting others to live as one wishes to live.” 

 (A tradução seria algo assim:    “Ser egoísta não é viver a vida da forma que desejamos.   Ser egoísta,  é querer que os OUTROS  vivam a vida da forma que desejamos...” )  

 

Enfim, passadas estas cinco semanas de descanso, acho que estou pronta para retomar  minha vida de estudante de meia-idade ,lol.

Até agora meu  GPA é de 3.75  -  o que , segundo o meu hubby,  é  uma ótima média.

Esperemos que continue assim...

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.