Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Breckenridge e as Rocky Mountains

Pâmelli, 05.08.09

A estação de esqui de Breckenridge fica no alto das Rocky Mountains - essa cadeia de montanhas no Colorado ,   bem no MEIO dos Estados Unidos!  Vindo do Texas, são pouco mais de duas horas de vôo ( chegando em Denver, que é a capital e principal cidade do estado....) , seguidas de mais duas horas de carro.  

 A outra opção é dirigir durante DOIS dias até aqui ! lol -  mas como as estradas são ótimas, não há assaltos e a grande maioria dos motoristas não é  constituída por ' tarados do trânsito' ... ( lembra algum lugar??)   tendo-se tempo de sobra,  isto  tambem não é má idéía.  ( Além do que,  sai bem mais barato do que voar...)

 

A região das Rocky Mountains é belíssima - tanto no inverno , quando as montanhas  em volta ficam cobertas de neve, com muitos de seus lagos congelados ...Quanto no verão, quando tudo fica verde e florido e a temperatura média gira em torno dos 18 ou 20 graus centígrados.  

 

Uma das coisas muito populares de se fazer por aqui no verão , é alugar uma bicicleta para se explorar a região .  Os arredores estão cheios de lagos, bosques  e trilhas  - além , é claro,  das outras cidadezinhas ( Algumas delas históricas e datando de época do descobrimento do ouro na região  em 1859... Outras simplesmente  construídas para serem estações de esqui...).

 

 Ontem fizemos um destes passeios de bicicleta e andamos  30 milhas  ! ( ou cerca de 45km...)

 Sim,  believe it or not ,  pedalamos  mais de 40 km de bicicleta ! 

 Primeiro dirigimos até Frisco ( cidadezinha mais simples que Breckenridge e que não tem pistas de esqui , mas onde muita gente  se hospeda por ser mais em conta...).

Nota: Frisco fica a apenas uns 15 km de Breckenridge e tem um restaurante muito bom , tipo steak house ,chamado Silverheels ( Os Saltos de Prata) e seus pratos de carne e  o serviço  definitivamente valem a viagem!  ( Recomendo a ida à noite,  para jantar,  já que o lugar faz o gênero 'rústico romântico'  ...) 

 

Enfim, lá alugamos  duas bicicletas e seguimos na direção do Lago Dillon ( uma represa) que fica entre as cidadezinhas  de Dillon /Silverthorne.  O lago é imenso e rodeado por várias cidadezinhas.  De lá pedalamos até  Keystone, ( outra estação de esqui.), que fica a cerca de umas 15 milhas  ( mais de 20 km) de Frisco.  

Ao todo levamos 4 horas  para irmos e voltarmos, mas isto incluiu um belo pit-stop em  Keystone , com direito à bratwurst, batatas fritas e castanhas torradas em mel !  ( Sim, estávamos precisadíssimos de algumas calorias...lol)  

 Acontece que estava tendo um Beer Fest  e  o lugar estava animadíssimo , cheio de barraquinhas vendendo todo tipo de  coisas gostosas . Que BONUS , após as duas  primeiras horas de pedalada ,a cerca de 3000 metros !  Ufa.....

Na volta,  eu já estava botando os bofes pra fora - mas fazer o quê?  Precisávamos voltar até Frisco onde havíamos deixado o carro e alugado as bicicletas.

 

 Hoje,  bem podem imaginar o estado do meu...derrière!   -  mas por incrível que pareça, não fiquei com dôr nas pernas.   Deve ser a prática do stair master e a natação que faço durante a semana em Austin! 

 De qualquer forma, hoje a programação foi apenas aproveitar a piscina do hotel,  sentar o traseiro no hot tub e caminhar pelo centrinho da cidade.  

 

 E agora,  vejamos algumas fotos de Breckenridge e os passeios que fizemos em seus arredores...

 

 

1) Centrinho de Breckenridge - a Main Street, com suas construções típicas

 

2) Galeria de arte na mesma rua

 

3) Uma das várias lojinhas locais...

 

4)O verão nas Rocky Mountains  é como se fosse a primavera: todos os lugares ficam cheios e enfeitados de flores!  ( Mas este restaurante parece que exagerou só um pouquinho...lol)

 

5) As montanhas em volta de Breckenridge -  dá bem para se ver  as partes que foram 'abertas' no meio das árvores para virarem  'pistas de esqui ' no inverno  ... 

 

O Blue River -  o pequeno riacho que cruza a cidade...

 

7) O Gold Pan Saloon , de 1902, na Main Street  -o bar rústico que data da época da Corrida do Ouro ( Gold Rush)   na região ( Era aqui que os mineiros  vinham tomar sua pinga depois de um árduo  dia de trabalho nas minas..:-)) 

Com certeza não é o bar mais chique e badalado da cidade ( 'the place to see and be seen...') , mas o lugar é histórico e o cosmopolitan  que pedi foi o melhor que já tomei até hoje! ( Meu marido preferiu ficar  com  o uísque à cowboy...lol)

 

 

Arredores de Breckenridge  (  à caminho para Keystone...)

 

Lake Dillon -  o enorme lago/represa ao lado das cidadezinhas de Dillon/Silverthorne, por onde seguimos na trilha de bicicletas

 

 

Parada no meio do caminho para descanso...

Este corvo  tambem estava por alí , pelo visto fazendo o seu próprio pit-stop entre uma refeição e outra...

 

A marina no Lago Dillon , vista do alto da ciclovia...

 

 

 

Cidade de Frisco -  próxima à Breckenridge

 

 'Silverheels'  ( Os Saltos de Prata)  -  o restaurante em Frisco.

Segundo a lenda,  no Século 19  havia na região uma  garçonete e dançarina  ( ver  quadro) chamada Lady Silverheels.  Ela sempre  usava uns sapatos com  saltos de prata para dançar e era muito bela e querida pelos mineiros locais.  Então  houve uma epidemia de varíola e vários deles  adoeceram.  Lady Silverheels  resolveu ir cuidar  de alguns deles , acabou ficando doente e perdeu sua beleza devido à horrível doença.  Daí refugiou-se   nos bosques e nunca mais apareceu na cidade. Muitos anos depois , um coveiro no cemitério local ,  pensa ter ouvido seus 'saltos de prata'    dançando sobre o túmulo de um dos mineiros  alí enterrados.  Seria o fantasma de Lady Silverheels??

( Mais provável é que tenha sido a pinga que  subiu à cabeça do coveiro ,  mas em todo caso,  eis a lenda da mais famosa garçonete  e dançarina  durante o Gold Rush no Colorado.)

 

Nossa parada final - Keystone !  - estação de esqui no inverno , com dois pontos  destacando-a das outras cidadezinhas locais:  1)  Há um elegante restaurante no alto da montanha onde se chega somente de bondinho... e 2) As pistas de esqui são iluminadas à noite, portanto pode-se esquiar  mesmo depois que o sol se põe e todas as outras pistas já fecharam...

Lakeshore em Keystone-  centrinho com cafés e restaurantes...

 

 O centrinho da cidade onde estava acontecendo o Beer Fest .

 

 

 Bom,  depois de tudo isso,  foram mais duas horas para voltarmos até Frisco onde havíamos deixado o carro.  Nada mole não,  mas o passeio certamente valeu a pena!

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.