Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Simplesmente Chic...

Pâmelli, 29.06.09

Há dois concertos que assisti na vida e que nunca me esqueci.

Um  ( há mais de vinte anos!) foi o de Piazzolla e seu quinteto na Sala Cecílía Meirelles no Rio de Janeiro;  o outro foi  o de Tom Jobim e sua Banda Nova , no ano de '92  ,  no Mosteiro dos Jerónimos em Portugal.

 

Há duas semanas  tivemos em Austin um outro show  -  de menor proporção, ( já que neste caso não havia nenhum dos dois gênios tocando sua própria música com seus  respectivos grupos)  mas ainda assim,  foi algo belíssimo e muito inspirador.

Fomos assistir à um quinteto de músicos locais tocando Piazzolla!

 

 O complexo era em um lugar  bastante charmoso  -  parte ao ar livre,  parte em ambiente fechado. A construção  em pedra  lembra algo como aquelas ruínas das 'missões' lá no sul do Brasil ou, aqui mais perto,  o Alamo, na cidade de San Antonio.

 Só que ao contrário das 'Missões'  ou do Alamo , não se tratava de ruínas e sim de uma construção  recente e ainda totalmente de pé!  lol

 

Antes do concerto no teatro ,  houve uma demonstração de tango dançado no salão de recepção do complexo. Um único casal, dançando ao som de alguns 'clássicos' argentinos.

  Do lado de fora,  havia um 'silent auction'  ( uma rifa) com vários produtos interessantes - incluindo   C.D's de música argentina, cestas de vinhos / tira-gostos latino-americanos, objetos para decoração da casa  etc...  (Se tivesse uma viagem até Buenos Aires bem que eu teria me arriscado! )

Depois veio o concerto dentro de um belo teatro de pedras - as construções em pedra, no Texas,  são sempre mais bonitas que as em madeira ou tijolos...-  e por fim um coquetel  , novamente no salão de recepções.

 

 O tango é realmente uma música e forma de dança belíssima.  Algo que definitivamente tem 'classe' ! 

 Desde a indumentária dos dançarinos à sua postura  empertigada ..., Os passos elegantes(  meio afetados, é verdade ) , insinuantes... E quanto à música em si?  Simplesmente apaixonante!  A  sensualidade e o sangue latino em sua mais pura essência e esplendor .

Piazzolla e o seu Tango Nuevo :  é mesmo  de nos deixar com a pele arrepiada - de prazer.

 

 

Durante mais de um momento naquela noite eu invejei  o povo  argentino. 

Invejei a sua música,  a sua classe,  a sua sofisticação.

Sim , a Argentina pode não estar indo muito bem do ponto de vista econômico,  mas aquele país e aquele povo têm classe ! ( coisa , aliás,  a cada dia que passa , mais rara e fora de moda ...)

 O fato é que , enquanto assistia ao espetáculo ,  não pude deixar de comparar o tango   (tanto a música quanto a dança...)   ao samba ;  as tanguerias  argentinas,  às casas de 'show de mulatas' brasileiras .  Confesso que senti ,  ( para usar uma expressão inglesa...) ,  'meu coração afundar' !

 

 Por um lado  temos aquelas  dançarinas bem vestidas,  com o cabelo preso ,  uma flor do lado, os sapatos escarpins, a elegância da postura da bailarina  em meio aos seus passos sensuais ,  seu corpo esbelto mas  ao mesmo tempo trabalhado pela dança...

Do outro,  a mulata com o corpo  de violão, o fio dental enfiado no meio da  IMENSA  B. ,  requebrando as cadeiras  do alto de suas sandálias PLATAFORMA prateadas,  como uma besta enlouquecida !  

Oh , dear... 

 

De um lado a mais nobre  hamonia de sons  (  o violino, o bandoneon, o baixo, o piano...) ; do outro  a batucada  ensurdecedora de tambores, pandeiros  e cuicas... Fala sério!  A diferença entre uma forma de arte e a outra  é gritante ,  começando pelos próprios nomes dos instrumentos.  ( piano/cuica - bandoneon/tambor...)

Ah, eu sei,  muita gente vai dizer que prefere mil vezes ver uma mulata gostosa sambando ,do que uma bailarina argentina dançando tango . Mas tambem tem muita gente que prefere uma buchada ao invés de um prato de filé mignon ao molho poivre...Uma mochila de nylon  da C&A  à uma bolsa  de couro legítimo da Dooney& Bourke...Uma garrafa  de pinga à uma taça de Prosecco... Tem gosto pra tudo!

 Enfim,  o fato é que quando já começava  a me sentir deprimida em meio à um concerto tão belo,  de repente lembrei  da ' salvação' :

A BOSSA NOVA !  - Eis o nosso 'tango  !!

 

Ah sim,  as harmonias cheias de sensualidade e sofisticação da música de Jobim ...Os 'sambinhas'  divertidos e espirituosos de Vinícios...  O violão apaixonante  de Toquinho... O 'jazz'  tão 'carioca' de Marcos Valle !  Sim,  estamos salvos!

Pena que o Brasil seja conhecido mundo afora pelo Samba e não pela Bossa Nova.

Na verdade, tirando uma pequena 'elite ' estrangeira, de gosto musical mais sofisticado,   a maioria nem sabe direito do que se trata e muito menos que é algo brasileiro! 

Mas não deixa de ser um consolo...

 

 Certa vez , há muitos anos , me lembro de ter lido um artigo escrito por um jornalista francês dizendo que o Brasil  jamais seria um país chique e sofisticado'.  Colorido, exótico, sensual, alegre..., mas JAMAIS  'chic'!   Foi como  se me jogassem debaixo de uma ducha  fria - a true wake up call.  E o pior é que o homem tinha razão!

 

 Ainda assim,   quando ouço a música de Tom Jobim,  penso que nem tudo está  perdido...

 

 

E agora, um tira-gosto ?  

A ver e ouvir:

 

 

1) O tango e a  música apaixonante de Piazzolla... 

   

 

 2) O sax de Stan Getz  tocando Jobim... 'Samba de uma nota só'

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.