Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

O inverno chegou - ou será a crise?

Pâmelli, 23.11.08

É,  parece que agora chegou mesmo. 

Lila já está com o seu pulôver   e o gato ganhou uma cama nova.

 

Ainda bem que moramos mais para o sul -  aliás,  quase no México!  lol

Dessa forma ainda foi possível aproveitar o bom tempo até quase recentemente...

Mas agora já era:  Adeus passeios de bicicleta pelo bairro  ao ar livre ... Adeus sessões de natação na piscina da academia...:-( 

Confesso que desta vez não queria que o verão acabasse tão cedo. 

 Mas enfim,  o 'frio' aqui no Texas não é nada comparado aos estados do norte.   Durante o dia estamos na faixa dos 15 graus;  à noite por volta de 10....

 

Sexta feira  fomos comer fondue em um restaurante especializado no centro da cidade -   o Melting Pot.

8 horas da noite, uma noite bastante fria ( portanto ideal para se comer fondue...) e o lugar com meia dúzia de pessoas!!

Será o efeito ( agora  visual ) da crise  mundial econômica??

Naaaaaaaaaaaaa...Pessoalmente acho que a explicação é outra:

Estivêssemos no Rio ou em São Paulo, em um bom restaurante e numa sexta feira à noite ,   o lugar estaria apinhado de gente !  É que brasileiro,  com ou sem crise, não fica em casa à noite -  muito menos no fim-de-semana. 

Já americano vive enfurnado dentro de casa -  pendurado na Internet ou  vendo seus programas favoritos na T.V. a cabo e  pedindo pizza ou chinês por delivery... :-(( 

( Que pobreza! Não é a toa que as pessoas estão a cada dia mais gordas , doentes e cacetes!!  Tambem, não têm mais VIDA!!) 

Sem falar na grande maioria daqueles com filhos ainda pequenos - inclusive gente já passada dos 40...- munhecas demais para pagar uma babysitter para  lhes dar uma folguinha de vez em quando.   Estes ,  só vivem acabados e eternamente com as contas , o sono e o sexo atrasados!  

Mas suponho que não devam reclamar já que fizeram sua própria escolha de vida.

 

É nestas horas  (  e principalmente nestes tempos de vacas magras...) ,  que  me convenço mais e mais que fizemos a  escolha certa  -  bem,  ao menos para NÓS. 

( Afinal não é todo o mundo que não tem qualquer problema em um dia 'partir dessa para outra melhor...' sem deixar seu precioso DNA atrás para contar a história !)

 

 

O fato é que diante  de tudo isso,   a ameaça do desemprego de meu marido é o que menos  nos assusta.  ( Sim,  a coisa está preta , e a torto e a direito só o que vemos são pessoas sendo demitidas de algumas das maiores  empresas locais . Inclusive vários de seus colegas e amigos ...)

 Quanto à nós...Já temos até um 'plano' no caso disso vir a acontecer :-) :  

Vendemos nossa casa aqui na América .  Com o dinheiro compramos  uns três ou quatro pequenos imóveis em Búzios para alugar :-)  e passamos a viver uma existência mais simples, menos consumista e capitalista  - aliás,  mais européia!  lol   ( A idéia , naturalmente é minha ...hehehe, mas conta com a aprovação de  minha cara metade... )

 

Ah.....uma  pequena casa de  praia, longe da violência quotidiana do Rio mas ainda assim próxima à grande  cidade para quando quisermos visitar ...   Com  a pele  bronzeada o ano inteiro,  tomando caipirinha e comendo bolinhos de bacalhau na Praia de Geribá!  

 Quanto ao trabalho...   Eu daria umas  aulinhas aqui e alí e meu marido faria  um trabalho de consultoria ocasional. 

Um armário pequeno e com umas poucas roupas de verão. Um carrinho nacional de segunda mão, econômico e em bom estado ( que nós raramente usaríamos, já que em Búzios ninguem precisa realmente de carro...) 

Muito sol,  sal , mar e simplicidade  -  em suma,  a vida ideal! 

 Realmente,  olhando por esse prisma  a ameaça de desemprego  não nos parece tão ruim assim ...:-))

 

 

Mas este  não é o caso da maioria das pessoas - principalmente daquelas com filhos.

O que será destas crianças quando crescerem, já que os próprios pais não têm mais emprego HOJE EM DIA??

Haverá ainda cidades na beira da praia daqui há alguns anos ? Ou terão todas já  desaparecido em  meio às inundações causadas pelo aquecimento global??

 

Daqui há trinta ou quarenta anos o governo americano não terá mais condições de pagar a aposentadoria de ninguem.  Quem não começar a programar a própria velhice desde já vai estar em maus lençois.

Sinceramente,  mesmo com todo o meu otimismo à la 'Pretty Woman' , não vejo um futuro muito promissor para as futuras gerações -  nem na America, nem no resto do mundo.

 Suponho que por estas alturas do campeonato o negócio seja continuar levando a vida da melhor maneira possível  e tirar dela o proveito que ainda der.

 E daqui há alguns anos,  quando a coisa ficar realmente PRETA,  rezar pra bater a caçuleta rapidinho !

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.