Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Parada Essencial

Benvindos ao "Diário politicamente incorreto da Pâmelli" - uma brasileira/americana childfree, residente nos E.U.A. desde 2003 Viagens, cultura, desabafos e muito mais!

Arles e Avignon

Pâmelli, 30.09.08

Estas duas cidades foram especialmente interessantes.

 

Arles,  na verdade,  eu já conhecia desde o ano passado, quando visitei a Provence por conta própria,  após ter acompanhado meu marido em uma viagem a trabalho  à Irlanda .

Então quando ele teve de retornar aos E.U. ,   resolvi ficar  mais alguns dias  na Europa e seguir para a charmosa cidade na antiga província romana . 

Passei cinco dias lá , fazendo de Arles meu pit stop oficial :-)),  entre uma escapulida até a cidade pesqueira de Sête ou uma visita à Nîmes e o famoso Pont du Gard (  o aqueduto romano construído há 2000 anos atrás! ) .

  Adorei o meu hotelzinho em Arles  -  "Le Cloître"  ( O Claústro :-))   -  localizado bem no centrinho da cidade e que era uma extensão do prédio do cláustro da igreja mesmo!  LOL  

 

Na semana que passei em Arles , caminhava horas e horas por dia .  Explorei  tudo do período romano que existe para ver na cidade -  o anfiteatro ( Les Arènes)  , as ruínas das termas de Constantino   ,  o teatro antigo... 

Além da parte da cidade que tem a ver com a estadia de Van Gogh por lá  -   o Espaço  Van Gogh  (hoje um centro cultural ) que foi onde o pintor ficou internado ,  o Café de la Nuit que ele pintou na Place du Forum  ( a praça do antigo Forum da cidade na época dos romanos...)  ,    a pequena , velha e enferrujada ponte das lavadeiras que  ele pintou de amarelo  e que existe até hoje...

Enfim,  isto tudo foi o ano passado e desta vez pude novamente passear  por todos este lugares com o grupo do Viking.

 

Arles é realmente uma graça e para quem é amante da arte de Van Gogh,  do périodo romano e de touradas ...Não tem melhor !   (  Eu, de touradas estou fora...)

 

No dia em que chegamos lá com o navio do Viking , estava justamente acontecendo um destes festivais  com shows dos famosos cavalos da Camargue,  as touradas no anfiteatro  e toda a animação envolvendo  estes típicos  eventos  de  Arles.   Sorte a minha que já tinha visitado o anfiteatro por dentro  no ano anterior , já que durante estas ferias , o lugar fica fechado para os turistas e somente quem comprou ingresso para as touradas e espetáculos  pode entrar...

 

Pobre Van Gogh!

Quando morou em Arles, entre 1889-89,  o grande gênio da pintura pós-impressionista era pobre, doente e completamente malvisto na cidade.  A população local chegou mesmo a fazer um abaixo assinado para que ele fosse internado e não ficasse 'a solta' , dando ataques e perturbando a paz  local .

Hoje,  milhares de turistas do mundo inteiro vão à Arles,  por causa de Van Gogh -  até mais do que pelas ruínas romanas!  Todos os lugares que ele pintou são lembrados e alguns foram até pintados de amarelo , (aparentemente sua cor preferida...) assim como ele fez em suas telas.  Tudo virou cartão postal e são milhares os lugares (  cafés , galerias e  espaços culturais...) com o seu nome;  milhares os suvenirs em forma de echarpes, lenços, porta-copos, camisetas, calendários etc... reproduzindo seus mais famosos  quadros.

Só falta mesmo um Museu Van Gogh com telas suas de verdade!  ( Mas segundo nossa guia,  'a cidade hoje  não tem dinheiro para comprar nenhum Van Gogh  original  e abrir um museu exclusivamente dedicado ao pintor...'

E pensar que o pobre só conseguiu vender uma ÚNICA  tela durante a vida toda ! :-(  

Quanta ironia!!!

 

 

 Já a cidade de Avignon tem toda uma história especial envolvendo o período quando os Papas de Roma resolveram se mudar para a França.  Alí eles construíram o famoso Palais des Papes ( Palácio dos Papas) e residiram entre 1309-1377).  Ao todo foram sete Papas oficiais a reinarem em Avignon.

 

A construção é bastante imponente de fora mas por dentro não tem praticamente nenhum mobiliário ou obra -de arte.  Tudo foi saqueado  ou destruído durante a Revolução Francesa.

Quantos aos Papas de Avignon... Poucos  foram aqueles que ficaram conhecidos por sua 'santidade'.

Viviam como reis no meio de todo aquele luxo e pompa -  o palácio mais parece uma cidadela medieval ! 

Um deles,  Clemente V,  morreu comendo esmeraldas em pó,  que acreditava ser bom para curar indigestão!!   ( Imaginem o quanto  a criatura não devia se empanturrar diariamente ...)

Épouvantable!

 

Enfim,  em Avignon nós terminamos o cruzeiro e o plano original era seguirmos  para  Paris , onde ficaríamos a última  semana .

Como meus sogros não puderam se juntar à nós na última hora,  resolvemos mudar nossos planos e permanecermos mais alguns dias  no sul da França :-)

Boa idéia!!  ( No passado , eu que pensava que uma existência inteira não era suficiente em Paris,  hoje penso que 3 ou 4 dias estão de bom tom...)

  Resolvemos  então alugar um carro e explorar  um pouco mais  a  Provence e o Languedoc antes de  finalmente seguirmos para a Cidade Luz...