Segunda-feira, 31 de Maio de 2010

O melhor da Flórida ( Primeira Parte)

 

Categoria de post:  turismo

 

 Nossa viagem através da 'salsicha' começou a partir do momento em que aterrissamos em Orlando. Lá alugamos um carro e seguimos para a cidade de Saint Augustine, na costa atlântica.

No meio do caminho , contudo, fizemos uma rápida parada em Daytona Beach - cidade de praia conhecida pelas corridas de carro na América ( O que não inclui a Fórmula 1, que é principalmente um campeonato europeu...)

 

O balneário, pelo que pude perceber nas poucas horas que passamos alí, é principalmente frequentado por motociclistas parrudos e 'turistas de aparência e modos pouco sofisticados' ... lol

Do you get my drift? No? Bem, então falando mais claro: povinho xinfrim e BBB ( basicamente brega e baixo-nível)

( Sorry se ofendo alguem , mas este blog nunca se proprôs a ser politicamente correto.)

Digamos que, se você estivesse na Costa do Sol, no estado do Rio de Janeiro , Daytona Beach seria a Rio das Ostras de lá.  Quer dizer, um balneário até agradável , mas inferior à Cabo Frio e LONGE de ser uma Búzios! (Uh-oh, espero não ter nenhum 'rio das ostrense' como leitor do 'Parada' ...)

Mas a seu favor , devo dizer que Daytona Beach ( como uma típica cidade de praia na Flórida...) tem uma longa praia com quilômetros e quilômetros de areia branca e a  água limpa - além, é claro, de não ter nem sombra da menor  língua negra ou risco de arrastões! ( Sounds familiar , anyone??)

Enfim, como ainda estava claro quando chegamos, pusemos a roupa de banho e fomos até a praia dar um mergulho. Contudo, ao invés de  passar a noite ou mesmo jantarmos por lá, resolvemos seguir viagem .

 

----

Eu sempre quis conhecer a cidade de Saint Augustine -  a cidade mais antiga dos E.U.A. !

Sua arquitetura no estilo colonial espanhol, sua praia , seu flair europeu...- sim, alguma coisa me dizia que alí seria 'a minha praia'  e ao chegar lá logo percebi que não havia me enganado.

 

Saint Augustine foi fundada pelos espanhóis em 1565 - a mesma data, se não me engano, da fundação da cidade do Rio de Janeiro.

São muitos os prédios históricos - principalmente dos séculos 17 e 18, sendo que sua imponente fortaleza , ( o Castillo de San Marcos, de 1695 ) é o simbolo da cidade.

Nota: Na época ,  a Flórida ainda pertencia à Espanha.

 

Há muito o que se ver e visitar em Saint Augustine mas se sua visita fôr de apenas um ou dois dias, eis alguns lugares que você não pode deixar de ir:

1)O Museu Lightner - uma belíssima construção em coquina , que é uma espécie de mistura de conchas e areia , mas extremamente sólida e duradoura. Basta dizer que a fortaleza, terminada em 1695, é feita do mesmo tipo de material !

No segundo andar há uma bela coleção de 'vidros trabalhados' do começo de século 20, incluindo um clássico abajour Tiffany. 

 

2) O Castillo de San Marcos   

 

Ainda no centro histórico da cidade há várias outras belas construções , incluindo a Flagler College ( a universidade)

 

Por fim e como se não bastase tudo isso, a praia de St. Augustine é nada menos do que excelente.

Aliás, ela me lembrou DEMAIS  a Praia do Forte em Cabo Frio - com sua água limpa, suas ondas gostosas, a areia branquíssima e macia... Mas com um bônus: ao contrário da água em Cabo Frio que é friiiiiiiiiiiiiiiiiiia...,  alí ela é SUPER gostosa!

 

 

Resumo da ópera:  St. Augustine NÃO é lugar para se comer um pedaço de pizza cheio de queijo gorduroso, sentado em uma cadeira de plástico, antes de seguir  com sua família barulhenta para um passeio  na roda gigante (Isto é Daytona Beach!) .

 

 

St. Aug,  é lugar para se  admirar o pôr do sol do alto de um balcão de uma casa do século 18  e, enquanto se observa os passantes lá embaixo,  degustar de  uma frozen sangria  acompanhada de uma bela bruschetta recheada de  azeite, tomate e mangericão...

 

 

 

sinto-me: Relaxada após as férias
publicado por Pâmelli às 17:13
link do post | Comentários | favorito
Sábado, 29 de Maio de 2010

Revolta e tristeza no Golfo do México

 

Categoria de post:  desabafo!

 

 Pensacola, Flórida

As notícias por aqui na América continuam NEGRAS, mas pelo menos nestes últimos dias estamos dirigindo através do 'Sunshine State' (já que faz uma semana que voamos até Orlando e lá alugamos um carro.).  Desde então, temos explorado um pouco da 'salsicha', ou seja, aquele estado americano privilegiado pela natureza - a eternamente ensolarada, bela e sorridente, Flórida. ( Contudo, depois desta catástrofe no Golfo do México , fica a pergunta:  Até quando??) 

 

A idéia desta vez foi ficar do lado de lá... - o do Atlântico - pois só de pensar no que está acontecendo do lado de cá, o do Golfo, fico deprimida, arrasada e , principalmente, revoltada!

O horror visual já começou enquanto sobrevoávamos a costa do Golfo, indo do Texas para a Flórida e passando pelos estados da Louisiana, Mississippi e Alabama. Mesmo há mais de 10.000 metros de altitude, pudemos ver claramente as manchas ENORMES de óleo espalhadas pelo mar , inclusive já tendo atingido vários pontos da costa. Uma tristeza. Uma catástrofe. Obama...uma VERGONHA NACIONAL!!

 

A maioria das pessoas aqui está revoltada com a British Petroleum - a companhia de petróleo responsável pelo vazamento, inclusive boicotando seus postos de gasolina. Pessoalmente, acho que o maior culpado pela dimensão e descontrole desta tragédia ecológica, social e econômica ( e que, infelizmente está apenas começando nos E.U.A....) é o GOVERNO FEDERAL.

 

Quer saber? Duvido , se o vazamento de óleo tivesse ocorrido lá no meio do Lago Michigan , naquelas bandas geladas do norte do país, de onde vem o Presidente...Du-vi-do que sua administração teria ficado tão dormente, fazendo corpo mole desde o começo e simplesmente esperando que a B.P. milagrosamente resolvesse o problema que havia causado.

Ah, mas a destruição da fauna, flora e economia local foi APENAS na região do Golfo do México, e o estado mais prejudicado foi APENAS a Louisiana!! Quem se importa com a Louisiana?! Com New Orleans?! Certamente não o governo federal!! Basta lembrar o que aconteceu com o furacão Katrina em 2005.

 E eu que pensava que o Obama, talvez por ser negro, teria um pouco mais de interesse e empatia pela Louisiana e, em especial, pela pobre e já tão sofrida e devastada cidade de New Orleans!

Mas querias... Minha vontade é de pegar um megafone e gritar lá do meio do rio Mississippi : ' Estado da Louisiana, SECEDE!!

 

 

---

 

Parece incrível que só agora, mais de um mês após o desastre, é que os americanos começam a falar o que eu escrevi neste blog HÁ SEMANAS ATRÁS : que o GOVERNO FEDERAL é quem deveria tomar as providências para estancar o vazamento e providenciar a limpeza da região. Que isto era algo para ser encarado como uma emergência nacional, um esforço de GUERRA , involvendo o exército, a marinha a guarda nacional, os maiores experts no setor petrolífero... hell o diabo!  Contudo, o que fez nosso 'Commander in Chief' até agora?? NADA, além de falar , bem e bonito, como só ele sabe.

 

Foi preciso que o óleo chegasse às proximidades da Flórida para  começarem a falar em 'desastre nacional' e ' o Katrina do Presidente Obama...' e só AGORA é que começam a criticar a inércia e incompetência de sua administração diante do ocorrido.

 

Quanto à mim, apesar de toda minha frustração e revolta , nos próximos dias virei ao 'Parada' para escrever sobre alguns dos passeios que fizemos e lugares que visitamos nestes dias na Flórida. E colocarei algumas fotos de suas (ainda) belas praias de areia branca e águas claras , às vezes de um azul turquesa, outras de um verde esmeralda.

Talvez as últimas fotos que veremos do Golfo do México ainda assim , por muitos e muitos anos...

 

sinto-me: Crying an Ocean!
publicado por Pâmelli às 16:48
link do post | Comentários | favorito
Quinta-feira, 20 de Maio de 2010

Manhattan Connection, esse valhe a pena assistir!

 

Aqui em casa nós raramente assistimos  à T.V.

Aliás, ( pasmem!) nós  sequer temos cable – e isso, na América,  é comparável à uma casa no Brasil onde não se come feijão com arroz! lol

Nota: Não é por pobreza ( Graças à Deus...)  nem pão-durismo ( Deus me livre!) .  É que nós realmente quase nunca ligamos a televisão mesmo. Então,  pra quê fazer a assinatura de algo que não se  vai usar?  Ou pior:  pra quê se fazer a assinatura de algo que frequentemente acabamos usando DEMASIADO,  muitas vezes deixando de fazer coisas mais interessantes , saudáveis ou produtivas em nossas horas livres?? 

  Apesar disto,  além de nossos canais básicos não-cable,  temos a Globo Internacional,  que conseguimos instalar através de um acordo especial com a Dishnetwork.  E SÓ.  ( Na época em que fizemos o contrato, anos atrás,  isso ainda era possível.  Agora , penso que só se consegue comprar o ‘pacote mínimo'...)

  

Na verdade são pouquíssimos os programas que assisto .  ( Geralmente a novela das oito , que é a menos idiota de todas , mas sempre boa pra se ouvir o português  quando se mora fora há tantos anos...; a ‘Grande Família’ , um dos poucos programas humorísticos brasileiros que não pecam pelo excesso de vulgaridade e baixaria..., uma ou outra reportagem do Fantástico ( ‘fantástico... É ruim heim !) ) e last but not least,  o MANHATTAN CONNECTION !  )

  

 

Por que nós gostamos tanto do Manhattan Connection??

Eu lhes digo:  porque aqueles caras ( O Lucas Mendes, o Diogo Mainardi, o Ricardo Amorim e o Caio Blinder...)  reúnem  qualidades raras de se ver em  comentaristas políticos-econômicos:  eles são cultos, bem informados e DIVERTIDOS! lol

Pensem bem:  geralmente gente que fala de economia, política etc... é , ok, bem informada . Mas tambem é séria,  com a  cara fechada,  raramente fazendo piada ou gozando de alguma coisa.  Em outras palavras: totalmente desprovida  de senso de humor!

  Por outro lado o típico humorísta  brasileiro é basicamente crasso e vulgar , e suas piadas  invariavelmente têm de ter  algum componente sexual  ( uma mulher boazuda, um corno, um 'viado' - mas nunca um gay interessante! ).  Já o humor do  americano é principalmente  naive e infantil , e o do inglês ,  negro e mordaz!  lol   ( Esse , aliás,  é o meu preferido...)

 

Mas o programa do Manhattan Connection  ( ‘O melhor programa político-econômico da T.V. brasileira...’, segundo o Lucas )  felizmente  ficou  apenas com o  lado brasileiro divertido e bem humorado - SEM a vulgaridade. 

Acredito que esse 'blend interessante' se deve principalmente ao  fato dos 'rapazes'  morarem fora ( ou terem  morado fora tantos anos ).

   O Diogo , por exemplo,  morou um bom tempo  na Itália e E.U.... O Caio e Lucas moram em NY há anos... O Ricardo morou nos E.U. e França... Ou seja:  são um bando de multiculturalistas,  bem informados ,  com um pé no Brasil é bem verdade, mas o  resto do corpo e principalmente a cabeça  NO MUNDO!

 

Pra mim, o M.C. só tem um defeito:  devia acontecer pelo menos duas vezes por semana e pelo dobro do tempo!  

Ei , Globo,  que tal cortar o ‘Fantástico’ pela metade? 

 E , pleaaaaaaaaaaaaase,  o que significa isso agora de voltarem com aquele programa (ultra retardado e baixo nível !)   de ANOS atrás do ‘Sai de Baixo’??  E justamente DEPOIS do ‘Fantástico’  e  ANTES do M.C. !! 

Me pergunto se aconteceu o mesmo  no Brasil ou o ‘presente de grego’ foi só para nós,  espectadores da Globo Internacional... 

 Santo Cristo, aquilo é uma detonação total e irreversível  de  neurônios.   Sem falar que agora o M.C. ficou ainda MAIS  tarde!  ( O jeito é gravar e assistir no dia seguinte.)

 É , não se pode ganhar sempre...

 

sinto-me: Fã do M.C.
publicado por Pâmelli às 23:00
link do post | Comentários | ver comentários (2) | favorito

Programinha relax

Categoria de post:  diário

 

Hoje fui conhecer um restô francês aqui em Austin que o namorado ( francês) de uma amiga indicou. 

Afinal é  sempre bom receber dicas de ‘nativos’ -  if you know what I mean...

 

De fato,  a baguette e os pãezinhos eram ‘the real thing’... – digo,  a ‘coisa francesa de verdade’.   ( E não é em todo lugar fora da França que se consegue isto!)   

Os profiteroles de sobremesa  que dividimos ( não por pão-durismo mas porque não queríamos ganhar calorias excessivas! lol)    tambem estavam muito bons.

A decepção foi a minha ‘bouchée à la reine’ que teve a massa visivelmente pré-congelada – além de ter sido servida morna...:-(

Aliás, este é um problema frequente  na maioria dos restaurantes  em Austin  -  comida MORNA! 

 Até hoje não cheguei a conclusão se isto acontece  por falta de noção e capricho do chef , ou  MEDO  do dono  de  ser processado caso o cliente queime a língua com um prato mais ‘caliente’ !  (  Alguem ainda se lembra daquela estória da mulher que processou o Mac Donald’s porque se queimou com  o café da lanchonete?  Coisa mais ridícula!)  

ONLY  in America...

 

Mas o 'Artisan Bistrot'  era uma graça , o ‘atmosphere’ muito agradável e a área da cidade,  um local meio afastado, quase no ‘campo’, valeu o passeio.   Daí que  decidi levar  meu marido lá qualquer dia desses...

 

Anyway,  depois do almoço fomos ao cinema  assistir à uma comédia romântica ( 'Letters to Juliet', ou 'Cartas para Julieta')

Filme gostosinho , passado em Verona e em meio aos belos vinhedos italianos!

Recomendo para mulheres de TODAS  as idades pois, para as mais jovens,  tem um charmoso rapaz inglês fazendo par com 'a mocinha' ; já  para as mais velhas, ninguem menos que Franco Nero ( que  apesar dos anos avançados ainda  continua super gato...)   fazendo o par romântico com a Vanessa Redgrave.  ( Essa aí , coitada,  tá bem caidaça no filme - além de com um guarda-roupa 'inglês' horrorível.  Parecia até a Miss Marple!!)   

Mas voltando à minha recomendação:  Se você  fôr um homem gay ou hetero ( não machista),  com algum  interesse pela Itália, belas paisagens e uma certa ‘joie-de-vivre’ , acredito que tambem vai gostar.  Já se fôr do tipo  mulher 'feminista de bigode' ou 'marmanjo com pitbull a tira-colo' , passe à LÉGUAS  de distância de 'Letters to Juliet' ! 

 

Voilà,  e por hoje é só.     

 

 

sinto-me: Aproveitando minha folga
tags: ,
publicado por Pâmelli às 03:54
link do post | Comentários | favorito
Segunda-feira, 17 de Maio de 2010

Pausa das aulas

 

Categoria de post:  diário e memory lane

 

 

Well, well , well…Semana de descanso do Community College  e entre uma e outra  atividade de 1)  'Dona de casa – Urgh!-   de Primeiro Mundo’  ( o que inclui : passar DUAS TONELADAS  de  roupa atrasada, o aspirador na casa,  varrer a varanda etc ) , já que  minha empregada ,naturalmente, ficou no Brasil ...

 

2) Um pouco de atividade ‘intelectual’ , para não embrutecer completamente os neurônios...(  o que inclui:   abrir minhas revistas  VEJA  atrasadas e adiantar minha leitura do clássico de Melville  – Moby Dick- )

 

  e 3) Alguma atividade  física para evitar que 'as carnes desabem de vez' ... lol  (  Yehei,  Agora que o verão chegou, voltei a nadar no Hills...)

 

Enfim, no intervalo  desses passatempos, atividades e  obrigações mundanas...,  sempre sobra  um tempinho  para  surfar  na Net e desencavar um velho e bom hit dos anos 70 !!

 

 

Alguem ainda se lembra de Lou Rawls ?  

 (Ah, mas pra isso você teria que ter  no mínimo uns 40 anos!)

 

Anyway... Jazz, soul , disco...e uma certa 'classe'.   Este  era o estilo dele.

 

  A seguir:   "Lady Love"  e  "I'll see you when I get there" , de cerca de '78 e sim,  uma relíquia dos século passado!!

 ENJOY!

 

 

 

 

 

sinto-me: Dando uma volta pelo passado..
publicado por Pâmelli às 17:33
link do post | Comentários | favorito
Sábado, 15 de Maio de 2010

Como diria Sartre: O inferno são os Outros!

 

 Categoria de post:  desabafo childfree

 

Ok,  vejamos o que tenho de ‘novidades’  para colocar em meu blog-diário-parada,  repleto de ‘reflexões profundas’, algumas denúncias e , ultimamente,  principalmente ,  MUITOS  desabafos...

 

  Outro dia fui ao correio  enviar uma encomenda e a seguinte  cena  se passou:

 

Logo ao entrar ,  percebi , 1) que  havia uma fila considerável  e  2) que em meio às pessoas na fila e bem no meio do apertado ambiente , havia dois meninos na faixa dos seus 4 ou 5 anos,   CORRENDO livremente pelo aposento , além de  URRANDO e BATENDO  em qualquer objeto ‘mais sólido’  que se encontrasse no local ( ex. Os assentos de metal que ficam  contra a parede, o pequeno balcão central – usado para se escrever um endereço de última hora...-  até mesmo   na  PAREDE !).

A mãe,  quem quer que fosse, devia ser alguem na fila,  mas como não se manifestou em  minuto algum  tentando acalmar os pequenos estrupícios,  permaneceu convenientemente  incógnita.

 

A medida que os minutos se passavam e a fila se arrastava  como um caramujo,  minha cabeça começou a latejar. 

Foi então que me lembrei do ‘conselho’ de uma blogueira americana childfree , cujo blog ‘Happily Childfree’ eu não deixo de espiar sempre que posso...lol ,  que diz o seguinte:

  

‘E aos amigos e leitores deste blog,  aí vai uma dica :  Quando saírem às ruas,  seja para onde fôr,  mas principalmente se forem  ao shopping, ao supermercado, AO CORREIO ou qualquer outro lugar de atendimento público... Não se esqueçam de levar sempre na bolsa o seu i-pod ou tocador de C.D. portátil,  que você poderá ligar e colocar no VOLUME MÁXIMO  sempre que topar com um pai ou mãe dormente e sua prole, a tira-colo, chorando e esperneando incontrolavelmente.

Nota:  Isso tambem serve para se proteger das várias  conversas idiotas ou deprimentes de estranhos   ( geralmente via celular...) que somos obrigados a ouvir sempre que estamos em algum lugar público.’   

 

 Sábio conselho.  Mas infelizmente naquele dia eu estava sem o meu portable C.D. player. Humph.

 Então  o jeito foi ficar olhando fixo  para o painel acima do balcão dos funcionários,  tentando me ‘concentrar’,   decorando os preços das inúmeras  formas de envio de encomendas...

 

‘Priority Mail’ , X dólares ...  ‘ Certified Mail’  , XY  dólares...’ Return receipt’ XX dólares  etc..

 

Por fim chegou a vez da pessoa logo a minha frente.  Contudo, ao se dar conta que havia esquecido algo  , ela  virou-se para mim e disse:

 

-Pode ir em frente.  Tenho de pegar algo no carro...

 

Tanto melhor ! – pensei.

  

Então , ao me aproximar do  guichê,  a funcionária ( uma senhora já de idade que trabalha nesta agência há anos ...), com a expressão visivelmente  cansada ( e provavelmente com a cabeça latejando como a minha ! ) comentou:

 

-Só espero que estas crianças sejam os filhos DELA...

 

Ou seja: A pobre funcionária estava ‘rezando’ para que a mulher que esqueceu algo no carro fosse a mãe dos meninos e que ao sair da agência,  fizesse a caridade de levá-los consigo!  lol

But no chance.     A mulher não  era a mãe das crianças.  *Suspiro desolado*.

 

Eu apenas lhe dei um sorriso que era um misto de comiseração,  resignação,  e ‘get me outta here as soon as possible!’! , pois não era o  momento nem o local de  lhe expor a minha opinião sobre  ‘pais que não educam ou controlam seus  filhos em público e acham que O MUNDO INTEIRO  está aí para aturar (e de preferência achar lindo!)  seus ataques e macaquices endiabradas.’

 

Mas a senhora pelo visto estava mesmo com a cabeça atarantada e precisando desabafar.

Então, enquanto pesava minha encomenda e punha o selo,  continuou:

 

-Há uma cliente que vem à esta agência com um casal de gêmeos há anos e nunca,  até o dia de hoje,  entrou aqui sem que as crianças estivessem chorando...

 

Eu apenas mantive o meu sorriso de comiseração, resignação e ‘ Pleeeeeeeeeease,  get me outta here as soon as possible!’, mas isto pareceu incentivo suficiente para ela continuar:  

 

-E outro dia uma pessoa entrou aqui e disse  o seguinte ao seu filho : ‘Pode  correr e brincar aí ,  enquanto a mamãe envia  esta carta...’   Dá pra acreditar?   Ora, isto  aqui não é lugar para se correr e brincar! 

 

Agora ela  já tinha terminado de pesar e carimbar o meu pacote.  

Como já estava prestes a sair, achei  que deveria dizer algo para ‘mostrar uma certa solidariedade’ . ( É claro que eu não iria lhe dizer REALMENTE  o que penso . Ou seja:  Que apenas  10% da população mundial deveria receber uma autorização formal  do governo com direito a procriação!!  Afinal eu não queria deixar a pobre com os cabelos em pé -  além da cabeça latejando...) . Então me saí com esta: 

 

- Sinto pela senhora que tem que ficar aqui até às 5 .  Eu,  pelo menos,  já estou de saída...

 

É , eu sei,  não foi lá muito solidário , mas foi o melhor que os meus neurônios perturbados puderam fazer naquele momento.

 

Então eu paguei, recebi o troco e já estava quase na porta da saída  quando percebi que a funcionária havia se enganado na conta.  Ela tinha me dado o troco apenas para 10 dólares, quando na verdade eu havia lhe dado uma nota de 20!

 

Voltei, pedi licença à pessoa que já estava no guichê e informei a senhora de seu erro.

Ela olhou o meu recibo e logo  percebeu o engano.

Então, enquanto me voltava o dinheiro certo, disse:

 

- Desculpe,  eu marquei 20 no recibo mas lhe dei o troco como se fosse 10...

 

- No problem -   respondi,  com um sorriso agora  genuinamente satisfeito,  pois estava prestes a deixar as portas do inferno.  – Isto é simplesmente o resultado de TUDO AQUILO que a senhora acabou de falar...

 

-Exatamente!  - disse ela , com um sorriso por fim  agradecido.

 

-Good bye ... and good-luck!    - foram minhas últimas palavras, antes de deixar o correio e seguir para a Wallgreens à cata  de  um Tylenol.

 

 

P.S.  Até hoje não sei quem era a mãe dos garotos.

Acho que ela realmente PLANEJOU  de ficar incógnita na fila  para  melhor  poder observar  enquanto infligia  um pouco de seu ‘inferno, diário,  pessoal e intransferível....’  às pessoas  em volta.

 

É, como  dizem os childfree:  ‘Misery loves company’ !

 

    

 

 

 

sinto-me: Apenas observando a vida ...
publicado por Pâmelli às 20:40
link do post | Comentários | favorito
Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

Miscelânea ou 3 mini-posts

Categoria de post:  blog/diário/desabafo!

 

Desde que comecei meu curso de Antropologia no Community College em janeiro último ,  meus posts no 'Parada' sofreram duas modificações :-) 

1) ficaram menores  e 2) costumam abordar mais de um assunto.  

 Faz sentido , não?  Afinal, com menos tempo para  escrever, agora tenho que dar uma 'condensada' nas coisas!

Sendo assim...

 

1) Meu break está logo alí! :-)

    Semana que vem é a última - e consequentemente, a das provais finais. Então terei duas semanas de descanso antes do início do curso de verão. :-)

    So far, meu desempenho nas três matérias  em que me inscrevi este semestre foi acima do que eu esperava - principalmente na matemática.

     Wow, que surpresa!!  ( Meu antigo professor de High School,  o terrível e insuportável Dr. Fox,  deve estar se revirando no túmulo tantos anos depois!  Pois não é que a Pâmelli, que ele achava um ZERO a esquerda em math, agora é uma A student!! lol )

    Já nas outras duas matérias a surpresa eu diria que foi  menor pois afinal  Anthropology é justamente o que eu escolhi como major , e American History, uma das matérias obrigatórias do programa , por acaso é uma das minhas preferidas. :-)

Mas o fato é que o  santo ajudou:  no curso de Cultural Anthropology a professora é boa e camarada;  no curso de American History , a matéria e o livro são ( pelo menos pra mim...) MUITO interessantes; e na matemática ( minha Nêmesis do passado) o professor é bom, bonito e camarada!! lol

 

Já quanto a parte administrativa do ACC ( Austin Community College) ...Retiro todos os elogios que fiz até agora  e digo simplesmente isso:  It SUCKS!

 

 

2) Documentários no Cinema:

Pois é.  Volta e meia venho aqui falar sobre algum documentário interessante que assistimos em algum  cinema da cidade . 

Outro dia uma leitora do Parada me mandou um e-mail dizendo que nos cinemas do Rio quase não se vê documentários;  que com a exceção de alguns nacionais e ‘An inconvenient truth’  do Al Gore,  a  maioria dos cinemas só mostra filmes de longa metragem.

 

Bem,  o que posso dizer é isso:  ao menos no Rio são MUITOS os filmes interessantes ( americanos e europeus) que são mostrados nas salas de projeção! Afinal,  TODO O MUNDO lá  costuma ir ao cinema – gente nova, gente velha, intelectuais, air-heads,  mulheres sozinhas, casais jovens,  de meia-idade e velhésimos...Enfim todo o tipo de gente.

Já na América,  o americano típico prefere assistir aos filmes em casa , na sua T.V. a cabo com 300 canais , sentado com a B*NDONA no sofá e se enchendo de pipoca!!

Resultado:  99% do público que vai ao cinema aqui são adolescentes ou gente no máximo até 25 anos – o que faz com que a maioria dos filmes mostrados nas grandes salas de projeção sejam  do  gênero ‘comédias românticas idiotas’  ,  filmes de ação da mais pura mediocridade ou de terror baixo nível – com algumas raras exceções, naturalmente.   

Mais:  como os americanos odeiam ler legendas,  as salas quase não mostram filmes estrangeiros ! Grrrrrrrrr...

Dá pra acreditar que até agora o filme argentino ‘El Secreto de Sus Ojos’ ,  que ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro este ano,  ou o último de Woody Allen ( 'Whatever Works')  AINDA não chegaram aqui  às salas de projeção??  ( E é bem possível que nem entrem nos cinemas e acabem indo direto  para as locadoras de vídeo !! :-(

Bem, é claro que se você estiver em N.Y.C.  a estória é outra.  Mas todo o mundo sabe que  NYC não pode ser considerada uma ‘típica cidade americana’...

Então o que salva são os documentários - e os desenhos!  Lol  ( Sim,  muitos americanos adultos costumam ir ao cinema – sem filhos ou crianças a tira-colo...- para assistir aos filmes de desenho animado  )

 

Então, seguindo a trilha dos  documentários :  Eis os últimos que assistimos e que foram muito, muito bons:

 1) ‘The Art of the Steal’ -   uma denúncia sobre  a transferência ilegal  da maior coleção de arte Pós–Impressionista na América , de sua casa e escola de arte  original ( deixado por testamento pelo milionário Albert  Barnes) para um mega-museu que está sendo construído na Filadelfia especialmente para abrigar a coleção ;  2) ‘Arábia’  - em 3 D  - que já mencionei em um outro post...e finalmente  3) ' OCEANS’ -  lindo, lindo documentário feito pela Disneynature , sobre os oceanos e as criaturas marinhas. ( Esse é realmente imperdível!!)

 

Last but not least, e já que estamos no assundo...

 

3) SOS – Golfo do México!

 

 

     Realmente decepcionante a inércia do governo americano no que diz respeito ao derramamento de óleo no Golfo do México!!  Só o que fizeram até agora foi  ‘ficar pressionando a empresa responsável pelo desastre  a tomar as devidas providências para conter a mancha...’    E enquanto isso  a fauna e flora local e o oceano que se danem.

HELLOOOO!!  Isso é caso de emergência e tragédia nacional!!

 

Cadê a Guarda Nacional,  os marines, os oceanógrafos, ecologistas,  químicos, bombeiros , o diabo ...que possam ser enviados para a região e trabalhar 24 hs minimizando essa  catástrofe!!?  A mancha agora já chegou na Flórida e os restaurantes de frutos de mar da Louisiana já  tomaram a  rota da falência!

 

Falta dinheiro??   

Eis uma sugestão de uma contribuinte :  Que o governo PARE de bancar  a conta  da saúde de gente  OBESA  que não se cuida,  de fumantes inveterados  e otários que se envolvem em acidentes de carro porque estavam texting ou  dirigindo bêbados!!   E que tambem PARE  de cobrir tratamentos de ‘fertilização in vitro’  para mulheres  carentes e egoístas ,  que não conseguem engravidar ,  mas tambem se recusam a adotar um bebê que já esteja abandonado em algum orfanado  por aí . *&%$&8!   

Ah,  é realmente  frustrante saber que o dinheiro da nossa contribuição anda  sendo TÃO  mal empregado...

     

  

 

 

 

 

 

sinto-me: Deprimida com o oil-spill...
publicado por Pâmelli às 17:06
link do post | Comentários | favorito
Terça-feira, 4 de Maio de 2010

Um bom romance para o verão!

 

Categoria de post:  propaganda e networking

 

 

Ok, já que vivem enchendo minha caixa de mensagens com anúncios de desconhecidos, spams e o diabo...

Hoje eu venho aqui ( no meu próprio blog) para fazer o anúncio do meu livro 'Copadrama- a Brazilian Tragicomedy'!!

 

Afinal,  as férias de verão estão  chegando .  Então, se você gosta de ler o 'Parada',  romances de um modo geral,  tem algum interesse em especial pelo Brasil, sua cultura e seu  povo,  voilà :  COPADRAMA - uma obra de ficção mas nem por isso um retrato menos fiel da vida e realidade classe média carioca...-  é  seu livro 'de cabeceira',   'de avião' ou 'de beira da piscina' ! lol

 

Romance, drama, cultura brasileira,  humor e uma boa dose  de  ironia sacana ... lol

 COPADRAMA - A BRAZILIAN TRAGICOMEDY  só pode ser comprado pela Amazon.   É só clicar no anúncio do livro aqui no blog para entrar na página de vendas .  ( É claro que se você me conhecesse pessoalmente , poderia encomendar o livro  diretamente comigo e receber um exemplar  autografado, hehe. ) 

 

 

Nota:  Recomendo o romance especialmente para aquelas mulheres viajadas, com senso de humor e o espírito romântico. 

Mas se você fôr homem e não gostar do gênero 'chick-flick' , sempre  pode encomendar um exemplar para a  namorada, mãe, irmã, colega de trabalho... -desde que ela leia bem em inglês,  pois é somente nesta língua que o livro foi publicado até o dia de hoje.

BTW :  a tradução foi feita por alunos meus  de português avançado - todos eles native English  speakers :-)

 

Taí.    Enjoy the ride, guys

 

COPADRAMA -  A Brazilian Tragicomedy  is   a great 'Summer novel' to help pass your time on the plane,  to enjoy with a glass of cairpirinha by  the pool ...- or simply to be read in your 'little depressed  corner of the world' ...  lol ( Sometimes we just need to 'get away' from it all, don't we ??)

Note:  It's only available in English  ( but has a great little glossary of Portuguese terms and  cultural expressions - including some pretty  BAD ones at the end of it !!)   

 

 

Fui!

 

 

                                           Pâmelli -  a autora 

 

 

P.S.   Para a galera lusófona... Sorry, mas o  livro só está disponível em inglês. 

         ( Quem sabe um dia não publico o original em português ??)   

 

E a propósito...

Continuo esperando topar com o Bruno Barreto em algum lugar e convencê-lo a transformar o livro em um filme com o Gianecchini e o Santoro nos papeis principais! lol

 

 

 

sinto-me: Networking...
publicado por Pâmelli às 18:15
link do post | Comentários | ver comentários (4) | favorito

.Mais sobre mim

. Meu Livro

COPADRAMA

- A Brazilian Tragicomedy

(um romance em inglês de I. Pamelli M.)

. Comprar na AMAZON.com

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Romance para este inverno...

. Visita ao maior Santuário...

. Dica de leitura para este...

. Leitura de verão: Três ro...

. Copadrama -Uma tragicoméd...

. De volta , mas nem tanto....

. Loucura, desgraça e um sh...

. Sorria, você está na Flór...

. De novo rumo à Flórida

. Safari Africano, Texas st...

.arquivos

. Janeiro 2018

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Abril 2016

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds