Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

Que PORCARIA!

 

E agora  essa estória de gripe suína...

Parece que o mundo  anda realmente macumbado!

 

E eu aqui,  BEM no meio do 'foco infeccioso' - o Texas!

No wonder:  se  a coisa começou no México , os E.U. só poderiam ser os primeiros a se ferrar.  Tambem,  o número de americanos que viaja diariamente para o México é imenso ( aliás,  o México é praticamente o único país para onde o americano mediano costuma viajar....) e o número de mexicanos ( em sua maioria ilegal) que vem para os E.U. é ainda maior.  E com isso arma-se a bomba relógio...

 

Nova Iorque parece que é o estado com mais casos nos E.U.,  seguido do Texas.   ( Ah,  que ótimo...)

De fato , desde que voltei de lá ando com uma tossinha meio pentelha. 

Mas sei que não é a tal gripe pois não tenho febre, nem dor no corpo, nem qualquer outro sintoma.  Aliás ontem estive no Hills e subi meus 60 andares no stair master . Na verdade estou convencida que a culpa foi do casaco que levei na viagem:  leve e fino demais ainda para esta época do ano...

Mas tenho uma tia idosa que está de viagem por lá justo nestes dias.  Péssimo timing

 

 

Ei, quantas vezes  por dia  você lava as mãos ??

Supostamente quanto mais , melhor.  ( Mas isto  tambem é ótimo pra ressecar as mãos!  O jeito é andar sempre com um creminho na bolsa...)

Evite de cumprimentar as pessoas com beijinhos e abraços.  ( Sorte daqueles povos do norte da Europa , que já não tem esse hábito meio sub-desenvolvido  mesmo,  e portanto ninguem vai estranhar...:-))

E finalmente,  evite  de ficar perto das pessoas que estiverem espirrando e tossindo!

Eis algumas das recomendações que lí hoje no site da CNN onde há algumas dicas de 'como lidar  e evitar de pegar a gripe suína...'

 

Mas e se houver realmente uma pandemia -  o que fazer?  Fugir pra onde??

Na Europa não há mais emprego pra ninguem . No Brasil é bala perdida e assalto  a torto e a direito ( a menos que você se enfurne em alguma cidadezinha pacata no interior ...). Nos Estados Unidos é GRIPE SUÍNA no couro!  YEHEII!!

 

Não sei porque ,mas a cada dia que passa , a frase de Robert Downey Jr. no desenho 'The Scanner Darkly'  insiste  em voltar a minha cabeça:

"This is a world getting progressively worse .  Can we not agree on that??'

 

Alguem por acaso tem uma pastilhinha de cianureto por aí? 

 

 

 

sinto-me: Enervada
publicado por Pâmelli às 17:40
link do post | Comentários | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Vida Americana - conversa de mulheres em volta de uma mesa...

 

Hoje novamente faço uma pausa de meus posts sobre a Big Apple para escrever sobre outro assunto.

É que neste fim-de-semana fomos jantar na casa de um casal amigo (de longa data)  de meu marido...

 

A noite,  ao contrário do que eu esperava,  foi até agradável pois desta vez havia outros dois casais além de somente os donos da casa , eu e meu marido.  A conversa portanto foi mais variada ( e divertida) do que de hábito quando vamos à sua casa. 

A verdade é que acho esses programas em casa de amigos que moram no campo ( quase há uma hora da cidade!) uma grandissíssima maçada!  Isto porque,  a meu ver,  só existem basicamente  três tipos de pessoas que têm uma conversa interessante:   1) pessoas que TÊM uma vida interessante! ( o que para mim, pelo menos,  significa gente que SAI,  viaja, vai ao teatro, cinema, janta fora, assiste à espetáculos etc...- algo cada vez mais raro em uma época de recessão, internet e filhos pequenos sem babá...) ;  2)  pessoas que LÊEM ( outra coisa cada vez  mais rara em nossa  iletrada sociedade moderna ...)  ou  3) pessoas naturalmente espirituosas e engraçadas ( outra raridade, principalmente nestes tempos difíceis e de pouco otimismo ...) 

O resultado é que frequentemente nos vemos rodeados de gente com uma vida tediosa...quando não deprimente!  Gente rica em  uma conversa POBRE,  que  frequentemente gira em torno de suas próprias pequenas e medíocres existências,  de seus filhos,    seus problemas e dificuldades do dia a dia ,  suas doenças ou aquelas de seus familiares.   Sem falar na inevitável conversa da CASA PRÓPRIA  -  o assunto preferido de muitos americanos...-   onde TUDO  sobre a construção ou reforma da casa  de seu amigo lhe é informado nos mínimos detalhes!!  

Nestas horas eu simplesmente começo a olhar em volta  a procura de algum objeto  na sala ( um tapete , um vaso,  uma escultura...) como  se em um conto das 'Mil E Uma Noites',  aquilo  de repente  pudesse se transformar em um tapete persa voador,  uma garrafa mágica de Aladim,  um cavaleiro de bronze montado em seu belo Alazão , e me transportar , mesmo que  apenas em sonho,   para  MILHARES  de milhas de distância dalí!  lol

 

Mas voltando aos nossos anfitriões ...

O dono da casa ( que é iraniano de origem) é sempre gentil e sei por fonte segura ( sua própria mãe ) que simpatiza comigo.  Já sua mulher , que é americana (  colega de trabalho e amiga de longa data de meu marido),  não apenas sei  ( pela mesma fonte...) mas tambem SINTO, que apenas me tolera, lol.  

Imagino que a antipatia  por sua parte se deva principalmente a dois fatores: PRIMEIRO,  o fato de sua sogra ( com quem ela não se dá...) ter uma certa empatia comigo, já que  nós duas moramos na França no passado e falamos francês, além de nos  interessarmos por moda e estética...( aliás ela é minha esteticista! lol)  e SEGUNDO :   suspeito fortemente que no fundo   ela desaprove de meu estilo de vida childfree  ( o fato de nunca ter tido nem nunca  querer ter filhos)  -  ao contrário  do dela e de todas as suas amigas e colegas casadas...

Então quando  somos convidados para visitá-los,  um pequeno 'teatro' parece ser inevitável:  ela genuinamente fica satisfeita de encontrar-se com meu marido ( seu velho amigo)  e finge que eu sou  igualmente benvinda à  sua casa  .  Eu , por outro lado,  tambem finjo que sou enganada.  Então  os homens falam sobre as obras do palácio de três andares que  o casal  resolveu  construir  no meio do campo , nós comemos os pratos exóticos que seu marido iraniano prepara  e tudo  acaba bem.  

 

Neste último sábado,  como mencionei,  havia outros convidados ,  o que pra mim , pelo menos,   foi uma boa mudança!

As duas outras convidadas  no gathering  eu já conhecia de outros encontros  mas nunca  tinha tido  a oportunidade de realmente sentar e conversar com elas.  Desta vez sim, pois  as mulheres por alguma razão,  resolveram sentar-se  no deque , em uma mesa  separada dos homens e maridos  -  e pra dizer a verdade ,foi BEM melhor do que tê-los por perto com suas maçantes conversas das 'obras na  casa' !

Enfim,  éramos quatro,  ( a anfitriã, eu e mais duas ) e minha  impressão das duas outras  mulheres foi a de pessoas  bem casadas e divertidas -  uma com um filho de 15 anos e a outra com uma menininha de 4. ( mesma idade do filho da dona da casa)

 

Entre outras coisas,  falamos sobre os  retirement communities na América -  aqueles condomínios fechados onde mora muita genta já aposentada e na terceira idade. 

Eu então mencionei que minha sogra e seu segundo marido moravam  justamente em um destes na Flórida - aliás um belíssimo lugar , cheio de campos de golfe , gym , piscina, um ótimo restaurante etc... sobre o qual  até cheguei a escrever um post aqui.  ( 'Os retirement communities na América ' , de 7 de janeiro deste ano...) e foi aí que uma das convidadas me surpreendeu , e confesso que divertiu tambem ,lol,    ao dizer: 

 

'Sabia que outro dia eu lí que existe até um termo para algumas mulheres que moram sozinhas nestes communities?  'Casseroles Whores' ( 'Piranhas de Panela' LOL ) ,  é como eles as chamam pois sempre que um dos moradores fica viúvo , imediatamente a mulherada vai até sua casa lhe levar algo para comer e...consolá-lo.     Pelo visto nenhum homem fica solteiro, viúvo ou sozinho muito tempo nestas comunidades...'

 

E então a outra moça do meu lado completou :

' De fato.  Inclusive outro dia eu lí que atualmente  o lugar que MAIS tem problemas de SDT é nestas comunidades da terceira idade !   Mais até do que nas escolas, universidades e outros lugares  cheios de  gente jovem e solteira...'

 

Foi aí que eu tive de perguntar o que eram SDT. ( Americano tem mania de abreviar as coisas...)

- SDT ...-  informou-me a moça ao meu lado,  são ' sexually transmitted diseases' ...( ou doenças transmissíveis sexualmente!)

Então a gargalhada foi geral pois afinal ninguem pode negar que isto  tudo  é no mínimo tragicômico.

'Casserole Wholes'  e  'SDT' no meio de um lugar como Timber Pines,  onde mora minha sogra  -  aquela comunidade tão pacífica,  rodeada de  belos pinheiros e cheia de velhinhos reumáticos jogando golfe  ou  passeando nas calçadas com seus cachorrinhos ainda mais velhinhos e  reumáticos que os próprios donos ! 

Living and learning ...

 

Mas é verdade e se pensarmos bem até faz sentido.

Afinal na terceira idade a preocupação de uma gravidez indesejada já não existe mais, a vida sexual  das pessoas não corre o risco de ser interrompida a qualquer instante por um choro de criança ou  sua visita inesperada  ( ou mais provavelmente esperada...)  no meio da noite ao quarto do casal... E isto tudo sem falar nos 'miraculosos poderes'  do Viagra!  lol 

Sim,  está tudo explicado.

 

Pelo visto os velhinhos nestas comunidades  só se esqueceram de um detalhe importante :   a camisinha.

 

 

 

 

 

 

 

   

sinto-me: Divertida
publicado por Pâmelli às 20:21
link do post | Comentários | favorito
Quinta-feira, 23 de Abril de 2009

O MOMA de Nova Iorque

 

 Durante os quatro dias que passamos em N.Y.,  é claro que eu não poderia deixar de  visitar o  Moma -  o Museu de Arte Moderna da cidade. 

 

 A caminhada até lá , saindo de nosso hotel na West 46,  foi de apenas algumas quadras,  já que o museu fica na  West 53 - aliás, uma rápida e agradável caminhada que fiz  seguindo pela Quinta Avenida...

Na verdade,   a construção em si  não me impressionou especialmente  pois achei que se tratava apenas de mais um prédio moderno no meio da cidade dos arranha-céus. 

Mas eu sabia que alguns treats  muito especiais me aguardavam por lá - entre eles,  nada menos do que a famosíssima tela de Pablo Picasso ' Les Demoiselles D'Avignon'  ( As Damas de Avignon)  e 'Starry Night'  ( Noite Estrelada) de Vincent Van Gogh !

Contudo, como pretendia seguir para outros lugares depois,  estava decidida a passar no máximo umas duas horas no museu e por isso resolvi me concentrar no setor que REALMENTE  me interessava e aquele que eu não poderia deixar de visitar :  o das pinturas e esculturas, concentradas principalmente ( se me lembro bem...) no quinto andar do edifício. 

 

O acervo de Arte Moderna  ( e especialmente  o do grupo da École de Paris...) do Moma  é absolutamente fantástico e vale....( Ah, SUPER vale! ) ,  uma visita.  São VÁRIOS os Matisses, Picassos e outros geniais artistas do  Século XX , cujas telas podem ser admiradas em suas salas. 

No dia em que estive lá,  infelizmente o quadro 'Starry Night'   de Van Gogh  não estava disponível  :-(  ,pois tinha sido emprestado ao Museu Van Gogh para alguma exposição temporária.

Ainda assim,  eis algumas das obras de arte que aquele dia,   made my day...

 

1)   Estes dois  Matisse (  1869-1954, francês)  - no meio de tantos outros! 

 

2)  

 

3)   Este Chagall  ( 1887-1985, russo, naturalizado francês...)

 

 

4)  Este  Pablo Picasso ( 1881-1973, espanhol ) 

 

 

 5) E mais estes,  pertencentes a sua 'Fase Rosa' ou 'Rose Period' ...-  período que durou de 1904 à 1906 e no qual o pintor deu preferência aos tons alaranjados e rosados em suas telas ( em contraste com os tons mais escuros e sóbrios utilizados em sua 'Fase Azul'...)

 

 

 

 6)  Adorei este nu! 

 

 

 7)  Tanto este quadro,  quanto o de número 5,  me deixaram BEM CLARO a influência do  mestre espanhol em nosso grande pintor brasileiro Cândido Portinari ( 1903-1962).

 

 

E é claro,  the star of the show:  'Les Demoiselles D'Avignon'

 (  o quadro  pré-cubista de 1907,  com suas famosas cinco prostitutas em um bordel na rua de Avignon , em Barcelona...)

 

 

 

 

Tem muita gente que não gosta de Picasso,  só que eu  NÃO sou uma delas !! 

 

 

 

sinto-me: Eu AMO o MOMA!
publicado por Pâmelli às 19:52
link do post | Comentários | favorito
Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Aniversário do Parada

 

 

Abril de 2009,  e faz um ano que abri este blog!

Ao todo são 164 posts ,  alguns abordando temas culturais, de viagens, gastronomia, política, atualidades, um pouco de diáro,  futilidades , desabafos e denúncias.

 Sim, o 'Parada' é  um blog  variado, eclético, direto e  muito pouco  politicamente correto.

Às vezes choca e irrita;  muitas vezes informa e diverte. ( Ou talvez seja o contrário...lol)

 

Quanto aos seus  leitores...

Com a exceção de alguns colegas e amigos na blogosfera,  não  são muitos os que se manifestam. 

Será porque a maioria não é 'cliente' do Sapo e portanto ,  tendo que se  'cadastrar'  para deixar seu comentário ,  prefere simplesmente não fazê-lo?

Suspeito que algumas pessoas até  concordem com algumas 'verdades inconvenientes' que costumo postar por aqui, mas prefiram simplesmente  'ficar na moita'.  O raciocínio  deve ser o seguinte:    'Concordo em gênero, número e grau ,mas prefiro não me expor .  Afinal , de que adianta?  Nada vai mudar mesmo...' 

E de fato acho que elas têm razão.  Dificilmente algo vai mudar .  É só vermos as fotos dos  sorridentes e satisfeitos  Renan Calheiros,   dos Collors de Mello,   dos  Sarneys  , mais do que nunca eleitos  e reeleitos , e no TOPO  da vida pública brasileira!    E estes são apenas alguns dos 'retratos do Brasil  que não muda...'

Mas como diria o velho professor /filósofo  , Dr. Pangloss ,  de 'Candide' (  o conto do absurdo de Voltaire )  :  'All is for the best , in the best of possible worlds !'

  

  Mas voltando ao Parada...

Alguns leitores  certamente devem discordar de algumas coisas que escrevo por aqui,   mas não  ao ponto de se darem ao trabalho de comentar.  Outros ainda,  discordam de certos posts de maneira tão veemente e intensa,  que chegam a me enviar  os hate-mails mais indignados  dizendo que  'são pessoas como EU,  que envergonham o Brasil ...'  ( No que, infelizmente,  sou obrigada a discordar deles) .

 

Interessantemente, cerca de 60%  dos leitores do Parada  são do Brasil - o que de certa forma acho surpreendente já que muitos de meus posts no blog frequentemente criticam ou denunciam coisas  absurdas ou deploráveis  que acontecem no 'Gigante do Sul'   ( e apenas um ou outro fala da genialidade de Jobim,  da beleza de um Reynaldo Gianecchini ou da superioridade do café brasileiro - especialmente quando comparado ao colombiano... ) 

 Mas talvez minha vida de ' mais uma brasileira morando nos E.U.A. ' seja de algum interesse para alguns;  assim como minhas viagens dentro e fora da América.

 

Mas continuando...

29% dos leitores vêm de Portugal -  e suponho que isto se deva ao fato do 'Parada Essencial'  ter sido destaque no Sapo há alguns meses atrás.

4%  residem nos E.U.A. ;  2% vêm de um país desconhecido que apenas aparece em meu quadro de visitantes com o símbolo  ( ?? ) , lol .

 (  Onde será que fica isto ??  - é o que me pergunto. 

    Será gente da própria plataforma do Sapo? 

    Quem sabe algum espião do Lula querendo saber o que ando escrevendo aqui sobre ele e seu ( des) governo... Ou quem sabe não tenho algum fã famoso ( o George Clooney , por exemplo ) , cujo computador  pessoal seja  programado para não poder ser 'cadastrado' e portanto,  traced back ?? (Sim,  é verdade .  Eu tenho MUITA imaginação !!lol)

 

Enfim,  há ainda uma pequena parcela de leitores na Inglaterra, França, Alemanha e Japão... (Serão portugueses ou brasileiros morando em tais lugares?  Ora, mas talvez sejam simplesmente franceses, alemães ou japoneses que gostem de ler blogs  em português !lol)

 

Seja como fôr,  o 'Parada' este mês faz um ano e isto já é algo digno de se tornar um post.

Portanto,  HAPPY BIRTHDAY!!

 

E a propósito...Any comments?? 

                                               

 

 

 

 

 

sinto-me: Sem comentários ...
publicado por Pâmelli às 20:53
link do post | Comentários | ver comentários (8) | favorito
Domingo, 19 de Abril de 2009

O fenômeno Susan Boyle

( Pausa entre os posts sobre NYC...)

 

Para quem vem acompanhando há uma semana o sucesso inesperado de Susan Boyle -  aquela senhora escocesa , de aparência  feiosa e  meio 'desajeitada' , lol,   e que ao participar do programa de talentos 'Britain's got talent' acabou levando o auditório abaixo com sua esplêndida voz ...

(Foi em um blog aqui do Sapo -  o do 'Gato Pardo' ...-  que primeiro assistí ao seu vídeo no You Tube .  Um vídeo , aliás,  até agora já assistido por mais de 30 milhões de pessoas!)

 

Foi realmente horrível  ver toda aquela gente no auditório ( incluindo os judges...)  revirando os olhos com impaciência e  dando risadinhas de escárnio  , enquanto ela subia ao palco e anunciava que sonhava em se tornar uma cantora profissional.

Foi então que ouvimos a VOZ e vimos sua interpretação de  'I dreamed a dream' , do musical Les Miserables e todo o mundo ficou pasma e com cara de tacho!  lol

Ao cantar,  Susan Boyle simplesmente se transforma -  de Gata Borralheira em Cinderella,  de Sapo em Príncipe !

Sua voz e sua interpretação são simplesmente de arrepiar. 

 

 Há uma semana atrás ninguem sabia quem era esta senhora de 47 anos,  solitária, morando com seu gato e desempregada.  Agora,  já foi  entrevistada por Larry King e em breve estará no programa  da Oprah . 

Desde então,  já conseguiram desencavar um C.D. seu  de dez anos atrás ,  ( o primeiro e único que ela gravou em conjunto com vários outros cantores desconhecidos) , onde ela canta 'Cry me a River'.   

 Susan Boyle é  agora a favorita para chegar a final de 'Britain's got talent'  e se ganhar o primeiro lugar,  cantará para a Rainha Elizabeth.

 

Seja como fôr,  o mundo já está aguardando o seu próximo C.D.  e este,  com certeza,  vai vender bem mais cópias do que o primeiro  que ela gravou e que teve uma tiragem de apenas  1.000 exemplares.

 

Até agora sabemos que seu repertório inclui :  'Cry me a River',  'I dreamed a dream' e ' My heart will go on'  -   a música tema do filme Titanic , que ela  cantou de improviso quando Larry King lhe  pediu para cantar algo ao vivo. 

Novamente ARRASOU!

 

Susan Boyle não tem apenas uma voz belíssima -  tem bom gosto ao escolher o próprio repertório e sabe interpretar suas músicas.

Eu, que acabei de assistir a um musical na Broadway ,  ( ' Billy Elliot' , que aliás recomendo muitíssimo!)   , não duvido nada que em um futuro bem próximo ela  esteja no cast de um MAJOR musical na Big Apple !

 Pelo menos assim espero.

Agora é aguardar o lançamento de seu próximo C.D. 

 

Eis sua entrevista no programa de Larry King:

 

 

 

 

E aqui, ela cantando o tema de Titanic,  completamente de improviso e sem qualquer fundo musical Shocking!  lol

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Tirando o chapeu para S. B. !
publicado por Pâmelli às 19:01
link do post | Comentários | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 18 de Abril de 2009

Explorando NYC a pé!

Nos quatro dias que passamos na Big Apple , visitei quatro  museus - além do Planetário. Todos maravilhosos e interessantíssimos! 

Hoje , contudo,  faço uma pequena pausa dos museus nova iorquinos e escrevo sobre os passeios À PÉ que fiz pela cidade.

 

Caminhar é um LUXO ! -  e é só quando se vive na América (  nos Estados Unidos da América , para não deixar qualquer dúvida...) que isto fica ainda mais claro.

Aqui não se anda para lado nenhum.  Se DIRIGE ! 

É assim em 99% das cidades americanas e não  adianta tentar nadar contra a corrente pois

você  simplesmente acabará morrendo na praia.

 

Logo que cheguei na América , até que tentei usar o transporte público, mas não há praticamente ninguem andando nas ruas.  Muitas delas sequer tem um  sinal  por perto  para se atravessar ! Os ônibus são raros e só passam de hora em hora.   Os táxis , absurdamente caros.

 Aos 16 anos  os americanos tiram suas carteiras de motoristas e depois disso somente quem é praticamente  homeless  ( mendigo) ,  é que continua usando  o transporte público.

Triste realidade que  nosso presidente Obama está tentando mudar , mas que suspeito,  será MUITO difícil  já que o americano típico  pode até  conceber viver sem as próprias pernas, mas jamais sem o próprio carro!

 

Sendo assim,  toda vez que viajo para a Europa, o Brasil ou mesmo alguma cidade americana onde é possível ANDAR até os lugares ,  confesso que costumo exagerar na dose. lol

Em NY isto não foi exceção e durante cada dia que passei lá,  devo ter caminhado uma média de 50 quadras ou algo como 10 quilômetros - mesmo debaixo do frio e com um casaco inadequado ( o único que levei, e que achei que seria o suficiente...) 

 

O primeiro dia que chegamos ( uma quarta-feira e o único dia em que meu marido não teve  que trabalhar ...) , seguimos com um amigo seu , residente nos subúrbios da cidade,   para o Soho,  pois eu estava curiosa para  conhecer o  famoso 'bairro dos artistas' ,  os seus lofts  (espécie de apartamentos/estúdios ENORMES...)  e ver os tais prédios com fachada de ferro ( the cast-iron buildings) que o meu guia recomendava.

( Sempre que viajo,  carrego comigo o guia , 'Eyewitness Travel' , que no Brasil é  conhecido como o Guia da Folha de São Paulo...-,   e  que  é de longe o  mais completo  ( para não dizer 'o mais sofisticado'! lol)   de todos. 

 

 

Enfim,  quando descemos do metrô no bairro vizinho do  Village ,  perto dos piers,  caminhamos  um bom tempo ao longo do rio Hudson .  Foi aí que pude ver , do outro lado do rio, alguns prédios na cidade de  New Jersey ( aquela mesma que o povo de Manhattan costuma olhar meio de cima pra baixo, assim como muitos cariocas da Zona Sul  costumam fazer com o  pessoal da Zona Norte... ).

 Um bom tempo depois finalmente chegamos à Greene Street ,  no coração do Soho,   onde se encontram  a maioria  dos prédios  em estilo Revival Neo-clássico,  construídos entre 1869 e 1895 .  

 

 1)  O belíssimo  Singer Building ,  (antigamente a sede da famosa marca das máquinas de costura)  que  data de 1904

 

2)

 Mais alguns exemplos interessantes, lembrando que tudo alí é ferro pintado...

 

3)

Este,  inclusive,  com uma bela galeria de arte por dentro...

 

 

Outra caminhada que fiz - desta vez por conta própria pois foi num dos dias que meu marido teve de ficar trabalhando no hotel e meus sogros foram explorar outra parte da cidade...- foi no dia em que segui pela Quinta Avenida em direção ao Central Park , ao norte.  Meu destino era o Moma ( o Museu de Arte Moderna)  que fica pela altura da rua 53, mas vários foram os pontos turísticos famosos que descobri pelo caminho até lá.

A própria Quinta Avenida , ( o 'Paraíso das Compras' ...)  cheia das mais famosas lojas de  griffe  e ENTUPIDA de gente por todos os lados!   

( Pessoalmente, preferi caminhar ao longo da parte NÃO comercial da famosa avenida,  apenas com belos edifícios residenciais e  de frente para o Central Park ... - Ah,  que não deve ser nada mal se ter tanto dinheiro assim!! lol)

 

Enfim,  no dia em que caminhei saindo de nossa rua na West 46 e segui pela Quinta subindo  em direção ao Moma,  naturalmente passei pelo Rockfeller Center,  o Radio City Hall e a Catedral de Saint Patrick.

O primeiro eu gostei demais pois me lembrou ,  com todas aquelas bandeiras dos diferentes países  que  eu realmente estava na 'Capital do Mundo' !     A área de patinação no gelo é especialmente charmosa e havia uma moça dando algumas piruetas e viradas bem radicais no meio dos patinadores.

O prédio do  Radio City Hall eu pude apenas  admirar por fora e imaginar como deve ser por dentro - Ah',  o  privilégio de se assistir à algum show alí!!

Já a Catedral de Saint Patrick  me impressionou  muito pouco pois afinal trata-se de uma construção de 1850, imitando as VERDADEIRAS  catedrais góticas na Europa.   Um ótima imitação ,  diga-se de passagem,  assim como aqueles relógios Rolex que vemos vendidos em alguns camelôs por aí...Mas para alguem que conhece uma Notre-Dâme de Paris ou alguma catedral realmente 'gótica' ( ou seja,  com pelo menos 1,000 anos de idade!)  européia ..., a coisa toda parece até meio ridícula.

 

A verdade é que  gostei  e apreciei bem mais o prédio do Empire State   de 1930  (  que visto de longe é bem mais bonito do que de perto...),   o do Chrysler Building  ( da mesma época) em estilo Art Deco,   e a  linda Grand Central Station  ( A  principal estação ferroviária de NY...)   que data de 1913 e    é no estilo que os americanos chamam de 'Beaux Arts'. 

Isto sim,   coisas originais e genuinamente americanas,  ao invés de uma imitação ou revival de alguma coisa européia que a América jamais viveu! 

Aliás, foi na Grand Central Station que minha excursão a pé terminou  naquele dia,  já que eu havia combinado de me encontrar com meus sogros no  excelente bar da estação  para um happy-hour de final de tarde.

Em seguida voltamos caminhando até nosso hotel , que ficava a apenas quatros quadras dalí  e onde meu marido, finalmente livre de mais um dia de trabalho,  nos aguardava para sairmos para  jantar...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Enriquecida culturalmente
publicado por Pâmelli às 22:43
link do post | Comentários | favorito
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

O magnífico Metropolitan de N. Y.

 

 

Então após deixar o Frick Collection,  pela altura da rua 70,  continuei ao longo da Quinta Avenida durante mais umas 12 quadras, até a rua 82 , onde fica o Metropolitan Museum of Art.

 

Eu  já  tinha caminhado  perto de  40 quadras ( já que nosso hotelzinho ficava na rua 46...)  ,  era quase uma hora da tarde e eu precisava urgentemente de uma PAUSA!   Precisava repôr algumas calorias ,  descansar um pouco os pés e as pernas ...  Foi então  que lembrei de minha última ida ao Met , dois anos antes,  e de seu ótimo restaurante!  lol

Uma dica:  Quando fôr ao Museu do Metropolitan,  a menos que esteja  realmente contando os centavos na carteira ou empencado com a família inteira ( incluindo as crianças),  NÃO coma na cafeteria! 

Ao invés disso , siga para o restaurante  todo envidraçado,  com vista para o Central Park !    O serviço é excelente, o  cardápio  à la carte é variado ( Uma entrada, taça de vinho e prato principal lhe custará entre 30 e 40 dólares...)  e isto lhe proporcionará todo o descanso e a energia necessária para depois poder apreciar  devidamente toda a riqueza cultural que aquele museu  fantástico tem a lhe oferecer!

 

Portanto  foi  para lá  que eu segui  assim que comprei minha entrada .

Tive de esperar cerca de meia hora na fila e acabei  conhecendo uma senhora de Connecticut que,  naquele dia ,  tambem estava visitando o museu por conta própria .  Resolvemos almoçar juntas e dividirmos  uma pequena mesa para dois , desta forma ganhando  tempo.

 

A primeira vez que estive no Met,  em 2007,  passei  literalmente o dia todo alí. lol

Apesar disto,  só pude conhecer a parte do Egito, Grécia e Roma Antiga ( que  é  absolutamente fantástica !  -  em especial o do Egito antigo...)

Muitas pessoas querem ver MUITO em um único dia ou em poucas horas , mas não creio que isto seja uma boa idéia.   O melhor, penso,  é escolher um ou dois setores do museu que  REALMENTE lhe interessam  e se concentrar neles.  Arte Americana,  Africana, Medieval, Bizantina, Grega, Romana,  Egípcia, Européia...É só escolher.

Desta vez,  apesar de ter acabado de sair do Frick ( que possui principalmente arte européia ) foi novamente para este setor do Met que eu resolvi seguir.

 

Eis alguns dos meus 'momentos mais inspiradores '  por lá  :-)

 

1)

A morte de Sócrates , por Jacques-Louis David , francês , Século 18 

 

2)  

 Vermeer,  pintor holandês ,  Século 17

 

3)

 Bruegel e suas famosas cenas de camponeses,  holandês  , Século 16

 

4)

Gainsborough , pintor inglês , Século 18

 

5)

 Goya,  espanhol,  Século 19

 

6)

Outro Vermeer...

Alguem assistiu ao filme ' The Girl with the pearl earring'  ( A moça com o brinco de pérola?)  , com Scarlett Johansson??

Eu diria que foi este o quadro que inspirou o livro,  que depois virou filme...:-)

 

7) 

 Gostei demais deste Cristo , de Zurbarán...

Pintor espanhol , século 17

 

8)

E que tal este lindo Frans Hals?   (Holandês, 'Século 17)

 

 

 ( O Hall de entrada do museu, visto do segundo andar)

 

 

Afinal,  vale ou não a pena passar um dia inteiro no Met? lol

 

Pessoalmente,   não trocaria isto por nenhuma Bloomingdale's,  Macy's  ou Saks da vida...

 

sinto-me: Inspirada
publicado por Pâmelli às 19:40
link do post | Comentários | favorito

Ótimas notícias!

Hoje entro no blog e vejo que tenho um comentário a ser aprovado.

Pensei:  Vai ver lá vem mais uma BOMBA !   Algum leitor enfurecido  com algum desabafo 'anti-brasileiro'  ou 'anti-patriótico' que andei escrevendo por aqui...

Aliás,  se quisesse , hoje eu teria um ÓTIMO  pra escrever sobre o Consulado Brasileiro de Houston,  que faz um mês que  recebeu meus papéis  para a renovação do passaporte - incluindo um cheque  meu de $30.00 dólares , que já foi  inclusive compensado!!  - e até agora não me mandou o  documento e pelo visto  sequer sabe por onde anda!! 

Ontem o funcionário me  enrolou  por telefone , dizendo que 'entraria em contato mais tarde' ( e naturalmente não entrou...) ,  mas hoje lá vou eu novamente importuná-los para saber o que foi feito do 'verdinho'...

( Felizmente tenho o americano e portanto não estou 'presa' sem poder sair do país.  No entanto , se tiver de voltar ao Brasil como 'gringa' , terei de tirar um visto que custa quase $150 dólares! )

 

Anyway,   o fato é que  hoje estou contente e portanto escreverei sobre  minha visita ao Metropolitan de Nova Iorque!

 

O que aconteceu??

 

Ah,  é que  nosso amigo Il Conte, do blog ' Outros Lufófonos'  ( www.outroslusofonos.blogs.sapo.pt )  ,  retornou a blogosfera!!

Era dele o 'comentário' que eu tinha que aprovar.  ( Na verdade , apenas uma pequena nota dizendo:  'Está tudo bem' .)

Ele escapou do terremoto.   A namorada escapou.  Até mesmo sua casa parece que continua de pé lá em l'Áquila!

De fato,  uma ótima notícia para se começar o dia.

And so,  life goes on...

 

sinto-me: Aliviada
publicado por Pâmelli às 16:53
link do post | Comentários | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 14 de Abril de 2009

NYC -Primeira Parte - A Coleção de Henry Frick

 

 Esta foi minha terceira vez em NY.

Infelizmente minhas visitas  à Big Apple  são sempre curtas -  de  3 ou 4 dias- , por isso sempre  procuro delinear mais ou menos aquelas coisas 'essenciais' que pretendo fazer durante minha viagem.

 

Desta vez fomos com meus sogros (  da primeira vez tambem, e da segunda estive lá sozinha...), partindo de trem da cidade de Columbia onde eles  moram. 

 A viagem dura pouco mais de duas horas  e eu ADOREI andar no Amtrak ( o trem americano),  que aliás,  achei bem mais confortável e agradável do que os trens na Europa.  ( Acontece que os americanos são bem  MAIORES e MAIS GORDOS que os europeus , portanto as poltronas de seus trens  são igualmente maiores e mais espaçosas! lol ( Vantagem pra quem faz o gênero 'petite' , como eu, hehehe...) 

O mesmo se passa com os banheiros à bordo , e tambem com a área do café...)

 

Anyway...

O fato é que , ao contrário da maioria das pessoas ( e principalmente da maioria dos brasileiros!)  que vão à Nova Iorque... as COMPRAS nunca fizeram parte indispensável de meu programa.

 Meu pensamento é o seguinte: ' Não preciso ir à Nova Iorque para fazer compras! '

Na cidade onde vivo já tenho  acesso a praticamente todas as principais  lojas americanas que se encontram na Big Apple,  das mais chiques e caras ( Neuman Marcus, Saks, Louis Vuitton, Nordstrom etc... ), passando pelas medianas (  Victoria Secret, Ann Taylor , Dillard's , Macy's ...) até às mais baratas e populares ( Wal-mart, Ross,  JC Penney , Target e Sears... )  Além do mais,  deixando de lado  a idéia das compras,  posso me dar ao luxo de viajar com uma  mala pequena e na volta  para casa não preciso carregar uma MONSTRUOSIDADE , cheia de coisas que poderia comprar por aqui mesmo! 

 Afinal, uma mala  é sempre uma mala...

 

 Minha idéia , portanto,  ao ir à uma cidade como N.Y. ,  é poder ver e experimentar as coisas que SOMENTE se possa fazer in loco!   Coisas por exemplo como visitar o  Museu do Metropolitan,  assistir à um show de jazz no Village ou um musical da Broadway... 

 

 

 

Nesta viagem ,meu marido infelizmente teve de trabalhar no hotel durante os dois  primeiros dias. 

Looking at the bright side,  contudo, isto me  deu a chance de seguir por conta própria para os meus programas preferidos sem precisar 'negociar' com o resto do grupo o que cada um queria fazer.

Como meus  sogros resolveram voltar à  Chinatown ( que eu já tinha conhecido durante minha última visita )  segui  então  sozinha  em direção ao  Metropolitan Museum of Art .

( Nota:  estávamos hospedados na West 46th Street e o museu fica pela altura da rua 82.  Apesar disso,  resolvi que caminharia a distância pois havia muito o que se ver pelo caminho ...)

 

Minha ideia original era passar pelo menos a manhã inteira no Met.  Mas enquanto caminhava pela  Quinta Avenida  ao longo do Central Park  de repente descobri o prédio do  Frick Collection no meio do caminho! 

Ora , pensei,  do que se trata isso? 

No dia anterior a madrasta de meu marido  havia me perguntado se eu pretendia ver a coleção do Frick e eu não soube lhe responder pois não sabia exatamente do que se tratava.  Pensei então que valia a pena fazer um pit-stop por lá antes de seguir para o Met...

 

 Henry Clay Frick -  este é o nome do magnata  americano que formou o   fantástico acervo  de obras de arte hoje conhecida como a Frick Collection de Nova Iorque.

Ao morrer,  deixou não apenas sua coleção de arte  mas tambem sua belíssima casa na 5th Avenue para a cidade de Nova Iorque!

A construção é de 1914 mas o interior é como  a casa  de uma família abastada da Inglaterra ou França no século 18.   Lindos tapetes, móveis e porcelanas adornam os diferentes aposentos da casa, incluindo a sala de jantar,  de estar e a biblioteca.  Sua incrível  coleção de pinturas européias inclui  Vermeers, Turner, El Greco, Jan van Eyck, Gainsborough, Degas, Monet, Goya, Rembrandt  e muitos outros!

Um  curto documentário nos conta a estória de Henry Clay e do amor  e orgulho que tinha por sua coleção e uma visita à sua casa é um verdadeiro must para qualquer apreciador de arte, bom gosto e savoir-vivre.

Lá eu passei cerca de duas horas -  tempo suficiente para se conhecer bem o museu e todo o seu acervo. 

Infelizmente,  ao contrário dos outros museus da cidade,  no Frick não se pode fotografar NADA - nem mesmo sem flash! 

 

 

 Ah, quem dera que mais milionários ao redor do mundo ( e no Brasil, em especial...),  ao invés de passarem boa parte de suas vidas  colecionando modelos siliconizadas ,  carros esportes e lanchas poderosas, volta e meia se inspirassem no exemplo deste homem excepcional !  Alguem  que  certamente  soube aproveitar bem o dinheiro que ganhou ,  mas  ao morrer,    deixou  para nós,  reles mortais,  um pouco de seu  luxo, de sua  cultura e de sua inspiração.

 Eis  um belo exemplo de amor e patriotismo,  de sabedoria e generosidade para com o seu país,  sua cidade e o seu povo!

Thank you ,  Henry Clay Frick. 

 

sinto-me: Admiradora ferrenha de HCF!
publicado por Pâmelli às 17:34
link do post | Comentários | ver comentários (1) | favorito

Depois do TÉDIO do campo...A EMOÇÃO de NYC!

 

Afinal estamos de volta à casa!

Depois do barraco do Passover,  seguimos para o campo  no interior do estado de West Virginia , que é  vizinho de Maryland,  onde moram meus sogros.

O 'presente de grego' nos foi dado por um tio de meu marido e sua mulher,   que têm uma espécie de 'cabana' , literalmente no meio do mato e completamente  afastado de tudo o que é remotamente civilizado. 

A gentil criatura achou que estava nos fazendo um favor e que lá teríamos 'paz e tranquilidade' para aproveitar a natureza e passarmos uma 'segunda Lua de Mel ...'   É ruim heim!!   

Meu marido,  que até gosta do campo e, ao contrário de mim,   tem muita dificuldade em dizer  'Não , muito obrigado'  às pessoas, sentiu-se na obrigação de aceitar o convite.

Mas no final até mesmo para  ele a 'experiência' acabou sendo rústica e tediosa demais!

O fato é que ficamos dois dias naquele buraco -  onde sequer a televisão pegava!!

Enfim,  finalmente na quarta-feira escapamos do tormento ,  deixamos um bilhete BEM MENTIROSO  na bancada da pia informando aos donos da casa que 'havíamos aproveitado muito e gostado de tudo...' e ( Graças aos Céus!)  partimos para a terceira etapa de nossa viagem pelo East Coast.

Nosso próximo destino era NYC  e foi lá onde estivemos nos últimos 4 dias.

 

Então agora ,  vamos aos posts que realmente interessam!

 

 Aviso aos navegantes:

Àqueles que esperam ler  sobre as melhores lojas para se fazer compras em New York - esqueçam!   Eu apenas trouxe um pequeno livreto sobre Astronomia que comprei  durante a nossa visita ao  Planetário da Big Apple.  lol

(É que simplesmente não tive tempo de comprar NADA , já que  estava muito entretida aproveitando algumas das milhares de atrações culturais que aquela CIDADE MARAVILHOSA têm a nos oferecer ! )

 

Agora vejamos...Por onde devo começar ??

sinto-me: In love with NYC!
publicado por Pâmelli às 14:31
link do post | Comentários | favorito

.Mais sobre mim

. Meu Livro

COPADRAMA

- A Brazilian Tragicomedy

(um romance em inglês de I. Pamelli M.)

. Comprar na AMAZON.com

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Romance para este inverno...

. Visita ao maior Santuário...

. Dica de leitura para este...

. Leitura de verão: Três ro...

. Copadrama -Uma tragicoméd...

. De volta , mas nem tanto....

. Loucura, desgraça e um sh...

. Sorria, você está na Flór...

. De novo rumo à Flórida

. Safari Africano, Texas st...

.arquivos

. Janeiro 2018

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Abril 2016

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds