Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2008

Fugindo do frio - Próxima parada: Flórida!

 

Pois é.  Mal chegamos em Austin e já estamos nos preparando para partir de novo! lol

Depois do Deserto de Chihuahua na fronteira com o México  e da estação de esqui no Colorado,  na quinta-feira já pegamos o carro novamente e seguimos para a Flórida! 

Chega de frio.  Chega de neve.  Chega, principalmente,  de céu cinza!!

 

Ah, o meu estado queridinho ...O mais alegre,  o mais colorido e  luminoso  dos E.U.  ! 

A Flórida é conhecida como o 'Sunshine State'  e por uma boa razão :  faz   por lá a maior parte do ano.  

No mínimo,  nesta época ,  frio é que não vai estar! 

 

Ah,  a Flórida é uma eterna Disneyworld.  :-)

Uma costa enorme,  a  areia branquinha ,  o mar verde esmeralda...  Tudo limpo , sem esgoto jogado no mar,  sem assaltos ou mosquitos da dengue...

E o povo ?  Como são bem humorados e sorridentes!

Os olhos das pessoas na Flórida brilham tanto quanto o sol , que parece adorar aquele lugar.

 

Minha sogra e seu segundo marido moram lá.

Tudo quanto é velhinho  americano , esperto e com um pouco de dinheiro e joie-de-vivre  , não pensa duas vezes antes de se mudar  pra  Flórida de mala e cuia .  Afinal o lugar é o inimigo número 1 do reumatismo e  da depressão! 

  Eu tambem,  quando ficar velha quero me mudar pra lá. :-) 

De preferência para um retirement community parecido com o lugar onde mora minha sogra.   

É sério.

 

No dia 24 comemos o peru que já botei pra marinar no suco de laranja -  uma receita simples, saudável  e que descobri a coisa de uns dois anos pra cá...

A ceia este ano contará apenas comigo,  meu marido e um amigo seu -  um texano meio rústico,  bastante inteligente e solteirão incurável.  (  Afinal minha mãe já esteve nos E.U.  duas vezes este ano e quanto à família de meu marido...Cada um mora em um estado diferente - portanto não costumamos passar  mesmo  juntos , nesta época   ...)

 No passado nós até costumávamos ir ao Rio em dezembro  , mas desde o ano passado desisti definitivamente da idéia. 

ODEIO o Rio no verão  ! -  uma  época de férias escolares , tumulto,   dengue e ....CHUVA!  

É , faz pelo menos 3 anos consecutivos que pegamos chuva ,  chuva e mais chuva ,  toda vez que vamos ao Rio.  

Já cheguei até a pensar que alguem andou macumbando nossas viagens pra lá.  

 Mas quem,  for God's sake ,  haveria   de invejar   alguem indo de férias para o Rio de Janeiro em pleno Século 21?!!  Tem que ser muito pobre de espírito - ou muito desinformado! Afinal ,  há muito que o lugar já está mais do que macumbado...

 

 

Páscoa. 

Sim,  eis uma boa época para se estar lá.

Todo mundo em aula  ou trabalhando.  As praias mais vazias. 

Abril,  maio e junho , pelo que me lembro,  sempre foram bons meses para se estar no Brasil e , principalmente,   no estado do Rio -que é sempre quente.

 

Agora o negócio é arrumar as malas. 

Serão mais dois dias viajando de carro,  através dos estados da Louisiana,  Mississipi  e Alabama .

 

 

 

Nos Estados Unidos as mulheres costumam envelhecer horrivelmente rápido!

Aqui no Texas não é exceção -  mesmo quando não se fica gorda e desleixada com a própria aparência . 

Os maridos frequentemente parecem os FILHOS de suas esposas -  e normalmente são da mesma idade ou alguns poucos anos mais velhos!

A Flórida é a exceção :-)

Quer uma prova?

 

Há mais ou menos uns dois anos ,  conhecemos dois rapazes na faixa de uns 30 anos -  bonitos e atléticos ,  que alugaram um imóvel  residêncial que temos  a poucas quadras de nossa casa.  

Quando vieram ver a casa,  estavam acompanhados de uma mulher de aparência  um pouco mais velha que eles,  mas ainda assim,  com o aspecto jovial ,  magra e bronzeada . 

Eu tinha certeza que  devia ser a  mulher de um dos dois rapazes - pois aqui  este é o normal .

Então na medida em que lhes mostrávamos a casa ,  de repente,  ouvi quando um deles a chamou de 'mãe' .

Não aguentei.  Tive de perguntar de onde eles eram.

 

- Nós moramos aqui  em Austin -  respondeu um dos bonitões -  mas minha mãe  é da Flórida...

 

  No wonder.  Tava na cara, no corpo e no jeito dela!  lol

 

 

 Just in case e por via das dúvidas,  levarei minhas pulseiras com o  amuleto 'espanta olho gordo'  do Nazar Boncuk !

One never knows,  where the cold wind blows...   

 

 

1) Onde estávamos ( vista de nosso apartamento em Breckenridge , Colorado...)

    

 

2) Onde estamos ( Mopac,   um dos highways de Austin,  Texas...)

    

 

3) Para onde estamos fugindo ! ( Região próxima à Tampa,  Flórida)

   

 

Flórida,  me aguarde! 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Pronta pra fugir do frio!
publicado por Pâmelli às 16:59
link do post | Comentários | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

O otimismo e uma certa infantilidade americana ...

 

Eis duas coisas que eu gosto especialmente na cultura americana  -  uma certa infantilidade e o seu otimismo  inerente.

 

Sim,  os americanos não são  tão maliciosos, 'espertinhos'  e sacanas  quanto os brasileiros...Nem tão intelectuais e sofisticados  quanto os europeus. 

Eles são,  sob muitos aspectos,  bastante  infantis e, principalmente, muito  otimistas.

Mesmo nestes tempos difíceis...

Não é a toa que os melhores ( praticamente os únicos!) desenhos animados sejam todos americanos! lol

 

 

Eu sempre tive o gosto eclético  e uma  das coisas que sempre gostei de fazer , entre uma noite na ópera, uma ida ao museu, um concerto de música clássica ou um jantar romântico à luz de velas,  é assistir à filmes ( desenhos)  infantis! 

Bem ,   supostamente infantis...Embora vários  deles, muitas vezes  tenham uma mensagem e um senso de  humor  bastante 'adulto'

 

 Um dos meus preferidos, por exemplo,  é  "The Ice Age"  (A Era do Gelo...).

Alguem  ainda se lembra daquela cena,  quando os três personagens (  o tigre ,  o mamute e o bicho preguiça  ) estão caminhando no meio da neve e,  de repente , avistam as construções de Stonehenge ( aqueles famosos monumentos pré-históricos no interior da Inglaterra...)   ao longe?

  Então um deles comenta com um certo desprezo:

 

' Arquitetura moderna...Bah! '

 

Eis o tipo de humor espirituoso que eu gosto em muitos desenhos animados americanos.

 

O bom aqui na América,  é que as pessoas ( adultas!) costumam ir ao cinema  para ver desenhos animados   sem  terem de estar  necessariamente acompanhadas dos filhos pequenos,  sobrinhos, netos etc.. 

Eis uma coisa que eu ( que nunca tive filhos e ,  sendo filha única,  não possuo sobrinhos tampouco.. ) nunca pude fazer no Brasil .  A menos que quisesse pagar um BAITA  mico! 

  O jeito , quando morava lá ,  era pegar os filmes em vídeo e assistí-los ( escondida??)  em casa.   Afinal, dá pra  imaginar  a cena? 

Uma pessoa adulta indo ao cinema  ( desacompanhada de uma criança ) para ver ' The Ice Age' ....  

Se fosse homem,  no mínimo pensariam se tratar de um pedófilo!

Sendo mulher,  provavelmente concluiriam que era meio duhhhh ou , na melhor das hipóteses ,  'ligeiramente excêntrica'.

Sem falar que lá os cinemas só mostram as versões dubladas, porque afinal de contas,  uma boa parte do público infantil ainda não aprendeu a ler para poder acompanhar as legendas...

 

 

Mas nos E.U.  ir ao cinema para assistir a um cartoon é algo bem comum  -  e se você não quiser dividir a sessão com uma platéia cheia de criancinhas gritando e ( dependendo da cena) chorando a cada momento mais 'dramático' da trama :-))  ...É  só escolher de ir assistir  o desenho em uma das sessões da noite!   lol  

Believe me , muita gente aqui  faz isso.  Muitos adultos,  casais  jovens , de meia idade e ocasionalmente até alguns da terceira idade !  Oh yes,  a América é , sem dúvida,  a terra dos young at heart!   

 

 Outra coisa boa  de se sair à noite para assistir a um desenho animado no telão é que   haverá pouquíssimos  ou quase nenhum adolescente na sala de projeção  ! lol -   já que esta faixa etária parece ter uma atração especial por  filmes de terror...

 

Sim,  foram vários os cartoons  que  eu e meu marido assistimos nestes últimos anos   nas salas de cinema americanas .  ( Ratatouille ,  The Ice Age 2,  Shrek,   Horton hears a Who,   Wall-e,  Persepolis,  os Simpsons,  Madagascar  e muito mais!)  Tudo com direito a pipoca,  hotdogs ou  pretzels.

E não estávamos sozinhos :-)

 

 

Alguem duvida que a América vai sair do buraco??

Eu não.

O American Dream nunca morreu e as pessoas aqui adoram os happy endings!

Assim como  os cartoons...

 Neste país, só  não há muito espaço ou simpatia pelos  losers   e os pessimistas.

 

 

( E a propósito:  The Ice Age 3 - Dawn of the Dinosaurs-  já está pra sair no começo de 2009 )

 

  ...

 

God Bless America & Merry Christmas! 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Divertida com o American way..
publicado por Pâmelli às 22:33
link do post | Comentários | ver comentários (6) | favorito
Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008

The Christmas Song

 

Esta é minha música de Natal preferida. ( The Christmas Song  ) . 

 Adoro especialmente a parte quando ele fala do 'mistletoe'  ( visco , em português)  e  dos  'chestnuts roasting on an open fire...'   ( as castanhas assando no fogo da lareira...)

Diz a lenda  escandinava , que quando duas pessoas se encontram debaixo de  um 'mistletoe'  -  que  ele tenha crescido  nos galhos de  uma árvore ou  sido  pendurado  em cima de uma porta como decoração de Natal...-  ,  elas  devem se beijar . 

( Então , este ano ,  não se esqueça de convidar aquela 'pessoa especial' para sua ceia  e pendurar  um raminho de mistletoe  no alto da porta de entrada ! lol)     

 

E agora, vejamos a letra :

 

The Christmas Song

(Chestnuts Roasting on an Open Fire) : Lyrics

Chestnuts roasting on an open fire, 
Jack Frost nipping on your nose, 
Yuletide carols being sung by a choir, 
And folks dressed up like Eskimos. 

Everybody knows a turkey and some mistletoe, 
Help to make the season bright. 
Tiny tots with their eyes all aglow, 
Will find it hard to sleep tonight. 

They know that Santa's on his way; 
He's loaded lots of toys and goodies on his sleigh. 
And every mother's child is going to spy, 
To see if reindeer really know how to fly. 

And so I'm offering this simple phrase, 
To kids from one to ninety-two, 
Although its been said many times, many ways, 
A very Merry Christmas to you 

 

 

Aos  leitores e frequentadores do 'Parada Essencial',  aproveitem estes 3 minutos com  a voz maravilhosa de Nat King Cole cantando 'The Christmas Song' ... 

 

MERRY X-MAS !               FELIZ NATAL!                       JOYEUX NOEL!

 

sinto-me: Me preparando para o Natal
tags: ,
publicado por Pâmelli às 20:39
link do post | Comentários | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

Meus 15 minutos de fama

 

 

Ora , ora... Hoje quando entro no meu blog e leio os comentários de dois amigos blogueiros descubro que o ' Parada Essencial'  está em destaque no Sapo!

 

Confesso que fiquei meio surpresa - principalmente em se tratando de um blog brasileiro ( bem, por estas alturas , e para quem anda seguindo o 'Parada'  já há algum tempo ,  suponho que eu deveria dizer  'brasileiro/americano ' ... :-)) 

 

Sim,  aqui temos o encontro das duas culturas -  a brasileira e a americana -  e tudo escrito em português do Brasil que,  apesar de hoje ser reconhecido oficialmente,  ainda sofre o preconceito de muita gente no Velho Mundo . 

Mas pelo visto, não por parte da Equipe do Sapo ! :-)

 

Aos novos visitantes...Que  sejam muito benvindos e espero que  pelo menos alguns deles continuem de olho    no 'Parada'  no futuro...

 

À Equipe do Sapo,  meus agradecimentos   pelo destaque!

 

 

 E agora,  só me resta desejar  um  BOM DIA   (  ou noite, dependendo de onde se estiver ...)   a  TODOS .      

                                     Pamelli

 

 

                                                           

 P.S.   A propósito... A partir de agora,  passarei a escrever meu nome da maneira como se deve pronunciá-lo :  PÂMELLI    :-) 

Não é nem Pamélli  ,nem Pamellí....e sim,  Pâmelli !  

 

 

sinto-me: Celebridade por um dia...
tags: , ,
publicado por Pâmelli às 16:45
link do post | Comentários | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

No meio da neve ...A vinte graus negativos!

Este fim-de-semana resolvemos pegar o carro e dirigir DOIS DIAS até o Colorado!  

Ah...O Colorado é um belo estado :-)   Na verdade ,  na minha opinião,   muito mais charmoso e interessante do que o Texas.

A paisagem é magnífica,  cheia de belas montanhas  cobertas de neve ( as Rocky Mountains)  e  bosques  de pinheiros. 

Denver,  a capital do estado,  é uma bela cidade,  visivelmente rica e sofisticada.  

E quanto a 'cultura do esqui' ...É  no Colorado onde se encontram as estações mais famosas da América -  entre elas Aspen e Vail.  

Mas existem várias,  várias outras estações de esqui por aqui - incluindo a cidadezinha  onde estamos ,  Breckenridge ,  localizada a duas horas de Denver  e Aspen.

 

Há cerca de um mês meu marido adquiriu um studio  em Breckenridge  -  para alugarmos na alta temporada e usarmos na baixa -  já que ele adora esquiar.

Eu , infelizmente , nunca aprendi  a esquiar e devo dizer que DETESTEI a aula que tive no começo do ano e que foi,  diga-se de passagem   um verdadeiro fiasco!  lol ( Tambem o tempo não ajudou  em NADA  -  estava nevando e ventando  forte o dia inteiro ,sem parar!  Até meu marido  achou  que eu fui muito 'empenhada e corajosa' :-))  e  disse que ficou surpreso de eu não desistir logo na primeira hora !  lol )

Seja como fôr ,  que eu decida no futuro tomar novas aulas ou simplesmente aproveitar o lugar ao estilo tipicamente 'pamelliano' :-)) ,  não fará diferença.

Mesmo que um dia consiga aprender o básico,  sei que  nunca poderei acompanhá-lo em suas descidas radicais  de snowboard  montanha abaixo!  

 

Mas há muito o que se fazer por aqui-  mesmo para quem não esquia .   Basta se ter um pouco de imaginação e saber aproveitar o tempo  passado sozinha ,  seja  de maneira produtiva ou simplesmente  relaxando. 

 

Para começar eu adoro este clima frio e seco das montanhas!

Inclusive, nesta semana que ficaremos aqui,  e que meu marido vai aproveitar para dar uma esquiada entre uma net meeting ou conference call , eu já tenho minha própria 'programação' delineada...:-))

De manhã farei a aula de alongamento na academia do hotel residência.  Depois preparo-nos um almocinho saudável .  Na parte da tarde,  trabalho um pouco na revisão de meu  livro ,  mantenho o blog atualizado ou adianto a leitura de meu último romance ( Estou no momento lendo 'La Curée', de  Zola...). Finalmente , no final da tarde,  sigo para a piscina e termino o dia na hot tub

Nada mal, heim? :-) 

Sim,  este me parece  definitivamente um bom plano -  tanto para os neurônios quanto para os músculos abdominais e ...traseiros! 

  (Minha roupa de malhação...hehe)

 

 

Já na semana do Natal,  esperamos alugar o studio todos os dias e BEM!  Afinal é nesta época que a maioria dos americanos saem de férias e ,portanto,   é altíssima temporada.

 

A vista que temos do apartamento é magnífica ,   com as montanhas cheias de neve ao fundo  e a pista de esqui e cadeirinhas  subindo a apenas alguns metros de distância .   O céu é de um azul límpido e claro e a temperatura , hoje,  está em cerca de 20 graus negativos!!! lol

Ainda assim,  está cheio de gente lá fora -  esquiando...

Mas isto é um pouco extremo mesmo para Breckenridge .   O normal aqui  no inverno , segundo me informei , fica entre os  5 ou 10  graus centígrados negativos.

 

 

Mas voltando ao studio...

Estamos bem no coração  da cidade e nosso apartamento fica de frente para um lago  - só que nesta época ele congelou e está totalmente branco e coberto de neve!! 

 

Breckenridge foi fundada por volta de 1850 ,  quando descobriram ouro na região.

Foi  inicialmente uma cidade mineira,  mas depois que o período do ouro passou , a cidade tornou-se oficialmente uma estação de esqui e agora vive  exclusivamente de turismo.

Ao contrário de Aspen e Vail,  não é nada metida , nem  tampouco lugar de celebridades ou milionários.

O centrinho é cheio de lojinhas, restaurantes,  livrarias e cafés e nesta época do ano fica especialmente charmoso com todas as construções enfeitadas e iluminadas por causa do Natal. 

 (Infelizmente não poderei colocar nenhuma foto hoje no blog pois esqueci de trazer minha conexão para  passar  as fotos da camera para o computador. 

Deixarei para fazer isto na semana que vem , quando voltarmos à Austin.)

 

A propósito,  se  alguem que estiver lendo este post  algum dia resolver vir esquiar no Colorado ...Se preferir um lugarzinho mais low profile do que Aspen ou Vail,  mas ainda assim,  charmoso e aconchegante...Pense em Breckenridge! lol

E se ficarem no Mountain Valley Lodge - tambem conhecido como Hotel Breckenridge ,  apesar de se tratar de um hotel residência ...-  é capaz de se virem alugando o NOSSO studio!  

 

 

Agora,  acho que vou preparar alguma coisa quente para comermos.  Só de olhar lá pra fora, pela janela ,  já dá um arrepiiiiiiiiiioooo....

 

 

 

 

sinto-me: No quentinho da minha sala...
publicado por Pâmelli às 20:06
link do post | Comentários | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

Prêmios...

 

 

Não entendo muito dessa coisa de prêmios e nem sei de onde tiram isso :-)),

mas gostaria de agradecer ao meu amigo blogueiro Il Conte   ( www.outroslusofonos.blogs.sapo.pt )  por  ter colocado  o 'Parada Essencial'  na sua lista de 'premiados'

 

Quanto a minha escolha pessoal,  confesso que não leio regularmente tantos blogs assim - e portanto não poderia escolher outros 15 para dar o Prêmio Dardos.

Na verdade, os poucos  blogs que costumo frequentar regularmente , ( incluindo o seu!)  ,  já foram destacados  pelo Sapo - alguns deles inclusive várias vezes! lol

 

Contudo,  assim como você,  tambem gostaria de oferecer o Prêmio Dardos  ao blog do Tovi  (www.tovi.blogs.sapo.pt ),  que é uma verdadeira 'adega virtual'  :-)) -onde os leitores poderão saber TUDO sobre vinhos , e em especial,  sobre o Vinho do Porto.

 

Abraços e sempre  SUCESSO aos amigos blogueiros!

 

                                                     Pamelli

 

sinto-me:
publicado por Pâmelli às 16:54
link do post | Comentários | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2008

Chutando o pau da barraca

 

Como eu mencionei em meu penúltimo post,  agora ando dando aulas de 'Business Portuguese'  para um jovem advogado que trabalha no centro da cidade.

Há alguns dias atrás, enquanto deixava o edifício -garagem de seu escritório,  de repente me vi pensando no tanto que minha vida  havia mudado  nestes últimos... quase dez anos.

Yes,  I've come a long way

 

Alí estava eu,  dirigindo o meu lindo carro (  antigo , mas lindo ,  e que eu adoro...:-) ,  saindo de um belíssimo prédio de escritórios no centro de Austin, após ter dado um aula para um aluno bastante  high profile ...:-)

Sim,  hoje eu  não apenas dou aulas em alguns dos  melhores estabelecimentos da cidade  ,   mas  tenho meu trabalho reconhecido e bem pago .  Sou uma profissional admirada, uma mulher bem casada,  moro em uma casa grande e confortável,  tenho o carro dos meus sonhos e ,  recentemente,  até consegui um passaporte de Primeiro Mundo!  lol    ( Sim ,  isto foi para mim , durante muito tempo, o meu capricho e fetiche pessoal...:-)) - e não apenas por razões práticas e realistas.)

Meu próximo goal agora é no ano que vem publicar meu primeiro romance. :-).  Faz dois anos que trabalho neste projeto. 

La vita è bella  -  mas nem sempre foi assim,  certo?  

Certo!

 

Há momentos na vida quando precisamos realmente fazer uma auto-análise e decidir se estamos seguindo o caminho certo -  e se chegamos a conclusão que não,  ter a CORAGEM de mudar tudo e , se necessário ,  recomeçar  do ZERO!

Em outras palavras,  há momentos na vida onde é preciso chutar o pau da barraca.

O problema é que muita gente não tem a coragem de fazer isto.  Prefere continuar levando uma existência miserável e deprimente  , de infelicidade  já conhecida...Do que arriscar e tentar procurar a felicidade no campo do  arriscado e  desconhecido.

 

Há dez anos atras eu morava em uma pequena cidade no interior do Brasil .

Eu lutava para manter um pequeno curso de línguas.  Eu tinha um casamento falido.

Vivia sozinha,  trabalhando dia e noite,  mal paga,  endividada , mal amada, solitária e  incompreendida.  Eu era um E.T. no meio daquela gente,  daquela cidade.

Estava  no lugar errado,  no meio das  pessoas erradas...Semi-morta!

Durante cinco anos vivi esta vida infeliz  e  desgraçada. 

 

Apesar de tudo,  era uma empresária.  Morava  em uma casa enorme.  Tinha empregada,  carro , vários cartões de crédito...Todos cheios de dívidas!

 Então   um dia  resolvi que era hora de pôr um fim a tudo aquilo:  o negócio falido  ,  o casamento infeliz   - em suma:  toda aquela existência errada e deprimente. 

 

Fechamos a escola.  Meu ex-marido voltou para a Alemanha.  Eu,  retornei ao Rio e recomecei a dar aulas de línguas em diversos cursos locais ,  agora novamente como uma simples professora. Aluguei um quarto e sala em uma das ruas mais barulhentas de Copacabana.   Eu já tinha quase 35 anos e estava pronta para recomeçar minha vida do ZERO.

 

Apesar de dar aulas  dia e noite,   mal conseguia pagar o aluguel.

Passava os fins-de-semana em casa,  assistindo a vídeos,   por falta de dinheiro para encontrar os amigos e acompanhá-los em seus programas sociais.   Comia na casa de meus pais.  As vezes trazia alguma coisa de lá para pôr na geladeira lá de casa, que só vivia vazia.

 

O principal curso onde eu trabalhava faliu e deixou de pagar os professores durante meses. Por falta de pagamento perdi todos os cartões.  Perdi o crédito tambem.

Um dia,  me lembro bem, pois para mim aquele foi o momento  em que cheguei ao fundo do poço... Estava andando pela  movimentada N.S. de Copacabana ,  no Rio,   quando avistei um  pequeno chumaço de notas caídas na calçada.   Eram 30 reais -  cerca de uns 10 dólares .  Me lembro que olhei em volta apenas para me certificar de que mais ninguem havia visto a 'fortuna'  e então peguei  o dinheiro e  saí correndo.

$30.00  reais -  era mais do que eu tinha em minha conta no banco naquele dia.

 

 Foi nesta época que conheci meu segundo marido,  que estava a trabalho no Rio e passei a lhe dar aulas de português.

No entanto sua estadia  no Brasil  durou apenas alguns meses e  logo ele voltou à América.

 

Pouco depois eu  aceitei uma oferta de emprego para trabalhar como professora de línguas em plataformas de petróleo. 

Aquilo representava um pequeno risco de vida,  mas tambem uma GRANDE  chance de mudança!  Eu trabalharia apenas 2 semanas por mês,   residindo  na plataforma.   Éramos apenas 6 mulheres , entre os 200 embarcados.  Eu dormia em um beliche, dividindo o quarto com mais quatro funcionárias. 

Em troca, tinha  duas semanas livres todo mês -  além de um salário bem melhor do que o que recebia dando aulas em 3, 4 lugares diferentes ( sem contar os alunos particulares...) no Rio.

 

Mudei-me para a Costa do Sol.  Aluguei um studio em um pequeno balneário  próximo de Macaé,   o local de onde saíam os  helicópteros para as plataformas...

  Foi a partir dalí que as coisas começaram a melhorar para mim.

 

Na plataforma eu tinha bastante tempo livre entre uma aula e outra - tempo que eu usava para ler, frequentar a academia ou assistir aos vídeos do cineclube off-shore.  

Durante as duas semanas que ficava livre por mês,  eu aproveitava as praias na Costa do Sol -  principalmente em Búzios , que ficava próximo de onde eu morava.

 

Meu meio de transporte  no balneário era uma bicicleta.  Minha  única amiga e companheira , minha cadela. Minhas únicas diversões ,  a internet e a televisão.

 

Aos poucos  fui conseguindo  pôr minhas contas em dia. 

Eu vivia sozinha , mas estava em paz com a vida e sabia que tinha feito a coisa certa.

 

Mas o 'destino' me reservara  algo mais...:-)

 

Foi então que meu ex-aluno  de português ( meu atual marido) voltou ao Brasil  e foi a minha  procura  .   Quase dois anos tinham  se passado  desde nosso último encontro mas ele  não havia me esquecido.

Quando chegou ao Rio , soube que eu  estava embarcada na plataforma . 

Então , no mês seguinte,   ele voltou novamente durante minha quinzena de folga.

Naquele fim de ano nós passamos uma de nossas melhores férias na Costa do Sol ...

 

 

 

Hoje eu estou aqui e tudo isto faz parte do passado,  mas seria realmente  o PASSADO ,  se eu não tivesse chutado o pau da barraca e dito ,   " BASTA!

Chega!    Não quero mais isto.  Não terei mais isto em minha vida.  Estou pronta para recomeçar.  Eu mereço algo mais! "   ???

 

 

Nunca se conforme com a sua infelicidade.  Você merece e pode ser feliz.

Acredite.  Nunca desista.  E principalmente,  não tenha medo de chutar o pau quando as coisas chegarem a um ponto menos do que o suportável.

 

O 'destino'  :-)  ajuda  aquelas pessoas que têm fibra e coragem  para mudar  a própria sorte e se acham merecedoras de tudo de bom que a vida pode lhes oferecer.

 

O 'destino'  :-)  ,   gosta de pessoas com os neurônios dourados...

 

 

 

sinto-me: Numa de auto-análise
publicado por Pâmelli às 17:48
link do post | Comentários | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 9 de Dezembro de 2008

Turismo no Texas 3 - Fredericksburg

 

 Por fim, mais ou menos a  uma hora e meia de Austin ,  no caminho para o Parque Nacional de Big Bend , há uma cidadezinha no meio do Hill Country , chamada Fredericksburg.

A paisagem no Hill Country,  ao contrário da grande maioria do estado do Texas,  não é inteiramente plana e  até conta  com alguns 'morrinhos' ...:-) -  daí o nome: Hill Country.

 

Quanto à Fredericksburg,  trata-se de uma cidadezinha  fundada por imigrantes alemães que chegaram ao Texas em meados do Século 19.   

Para quem mora em Austin, é  uma boa escapulida para um fim-de-semana, principalmente para  aqueles que têm um interesse especial pela cultura e comida alemã.   Inclusive em Outubro eles fazem o seu próprio Octoberfest -  BEM menor e BEM mais simples do que o que acontece em Blumenau , no Brasil ( aliás, o segundo maior do mundo , após o original de Munique na Alemanha...)

 

Então,  ao voltarmos de Big Bend, foi em Fredericksburg que resolvemos fazer nossa última parada para jantar antes de chegarmos à Austin.  Afinal a  noite estava fria e , portanto,  ideal para se comer uma bratwurst com salada de batata...

Sendo assim, escolhemos  um de seus restaurantes típicos de comida alemã na Main Street ( a rua principal da cidade)  e  desta foram pudemos ter  um pouco do ' flair germânico' ,  bem no meio do estado do Texas! 

 

É .  Por aqui , ao contrário do que muita gente pensa,   nem tudo é  ' Terra de Cowboy' ...:-)

 

Vejamos algumas fotos:

 

 

1) A Main Street , ao entardecer.

Mistura dos estilos  texano e alemão nas construções...

 

2) Lojinhas de souvenirs ao longo de Main Street...

 

3) A placa do restaurante onde comemos .

O nome que mais se lê em Fredericksburg é biergarten...

 

 

4) A fila de espera para sentar dentro era de meia hora.

Como já estávamos prontos para chegar em Austin,  resolvemos comer do lado de fora, apesar do friozinho.

Os outros clientes que chegaram depois de nós,  ao nos ver lá fora comendo bockwursts e tomando vinho ( no Texas a lei não é tão severa quanto na Alemanha:  pode-se beber um pouquinho , mesmo antes de dirigir...:-)),  logo concluíram  que não valia a pena esperar tanto  tempo para  se sentar na parte de dentro e resolveram seguir nosso exemplo. 

  O resultado foi que quando  deixamos o restaurante ,  uma hora depois,  o terraço  já estava cheio de gente!  lol

Nada como ser um 'pioneiro' de costumes...

 

sinto-me: Com sensação de déjà-vu...
publicado por Pâmelli às 16:29
link do post | Comentários | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008

A Beleza Universal - e os gatões brasileiros...

 

 

Faz duas semanas que estou dando aulas de português ( do Brasil,  naturalmente...) para um jovem advogado americano em um escritório  no centro da cidade.

O rapaz , suponho eu,  deve ser um advogado brilhante pois já  tem uma posição importante em uma SUPER  firma ( o prédio , todo de granito , é lindíssimo e o escritório simplesmente des-bun-dan-te ! lol),   fala espanhol fluentemente e um português excelente  -  após ter passado apenas algumas semanas no Brasil... 

Em classe, costumamos ler artigos da Veja -  especialmente as páginas sobre política financeira e negócios. 

É que no final deste mês ele irá à São Paulo conversar com alguns empresários paulistas e estava precisando se familiarizar mais com os termos de 'business' ...

 Mas não é dele que eu pretendo escrever hoje.  Meu tema é a 'beleza universal' ou , como diz o outro :  aquela que é indiscutível!  :-)

 

O que me fez pensar nisso foi o comentário de sua assistente, Sandy  (  aqui não se diz 'secretária' ...) - uma senhora muito agradável e elegante- enquanto fazia as cópias das páginas da revista que eu havia lhe pedido para a aula do aluno.

De repente,  ao virar uma página ela exclamou:

 

-Nossa,  mas que homem lindo! 

 

Eu , que estava ao lado, preparando um café para  mim na elaboradíssima e chiquérrima  :-)) máquina de expresso  da firma...  curiosa,  resolvi me aproximar e ver de quem se tratava. 

Alí,  encostado em um carro, de maneira bem descontraída e usando um simples par de jeans e tênis, sem nenhuma produção especial ,  estava o Reynaldo Gianecchini. 

 Aquilo foi o suficiente para me abrir um sorriso divertido nos lábios. 

 

-É -  respondi.  -  Ele é um ex-modelo e atual ator de novelas brasileiras.  É muito famoso no Brasil.  É o nosso 'Tom Cruise' ...

 

-Ah- continuou ela-  mas ele é muito mais bonito que o Tom Cruise!

 

Novo sorriso de minha parte.

 

De fato,  o Gianecchini é uma daquelas pessoas que  podemos afirmar  serem 'indiscutivelmente  bonitas'.  Não importa se você prefira os loiros.  Não importa se não gosta dele como pessoa.   Se acha que ele seja um mau ator ou um pilantra.  ( E a propósito:  eu NÃO prefiro os loiros,  gosto muito do Gianechinni , não acho que ele seja canastra nem muito menos pilantra...)

 O fato é que ninguem pode negar que o homem é realmente uma COISA!  lol

 

Aliás,  há cerca de um ano atrás eu o vi em uma peça no Rio  ( Sua Excelência o Candidato) a  uns 5 metros de distância.

Me lembro que ao deixar o teatro , experimentei um sentimento  meio doido e esquisito em relação ao ator . 

Eu REALMENTE estava com pena dele! :-))

É que eu não podia deixar de pensar em como deve ser 'duro' ser assim,  tão belo. :-)

Sinceramente ,  o homem é perfeito da cabeça aos pés -   o cabelo,  a pele, os dentes, os olhos, a voz,  o tórax,  a altura,  o porte... Coitado! 

Como deve ser difícil  ser assim tão bonito e desejado - por tantos, por tantas, todo dia , a toda hora, em qualquer lugar... Que tédio! :-))

Além disso,  não importa com quem ele esteja no momento -  com a Marília Gabriela,  com uma atriz, uma modelo ou uma simples garçonete...Sempre haverá uma tonelada de mulheres  invejosas e desejando ( macumbando!)  o fim de seus relacionamentos -  como se isto , de alguma forma , podesse torná-lo mais acessível à elas.  Dream on...

E depois , quando começar a envelhecer...O que para a maioria das pessoas já é um processo complicado :-),   para ele será ainda mais insuportável!  

Os comentários serão  inevitáveis e implacáveis: 

" Ah, como ele ERA lindo..."  " Como ficou um velho horrível!"  " Que decadência..."

Sim,  por mais absurdo que pareça,   ao sair daquele teatro no Rio aquela noite ,  eu estava realmente com PENA do Gianechini!  lol

 

Quanto à beleza dos homens em geral ...

Pessoalmente sempre achei os italianos os mais bonitos,  seguidos dos argentinos ( que , não por acaso,  são na sua maioria descendentes de italianos...:-))

A televisão brasileira é um exemplo disso:   Se existem muitas atrizes brasileiras belas - loiras, morenas, mulatas, negras, com ascendência índia etc...)  , o mesmo já não se pode dizer dos atores.  (  Aliás, aqueles que costumam fazer papel de galã frequentemente parecem saídos de um canteiro de obras e primos diretos do Lula !)

 

Mas e  quanto aos bonitões? 

Eu posso apostar que são todos descendentes de italianos!!! 

A ver alguns deles...

 

1) Rodrigo Santoro -  de pai italiano :-) 

 

2) Bruno Gagliasso -  (ainda muito jovem mas vai ficar mais bonito quando 'crescer'...:-)

- a família tem até um restaurante italiano no Rio...

 

3) Carmo della Vecchia -  Neto de italianos  -  Só o nome já diz tudo!

 

4) Fábio Assunção-  de ascendência italiana e alemã...

( atualmente com problemas de saúde  , mas esperemos que se recupere e volte a atuar...)

 

E é claro,  last but not least... o próprio Gianecchini! :-)

 

                                                          

 

 Paulistano e com este sobrenome,  alguem ainda tem alguma dúvida sobre sua ascendência ?

 

 

sinto-me: Divertida
publicado por Pâmelli às 19:07
link do post | Comentários | favorito
Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

Turismo no Texas 2 - Voltando ao tempo do Faroeste...

 

E então,  saindo da terra das cobras, dos grilhos e roadrunners...Mesmo no meio  do Deserto de Chihuahua e daquela natureza tão árida e inóspita,  para quem não é muito chegado ao camping ( em trailers ou tendas...) ,  a área nos arredores de Big Bend dispõe de  várias opções de acomodações mais 'tradicionais' :-) ...Desde pousadas bem simples e rústicas,  até o melhor hotel da região no complexo de Lajitas,  onde ficamos.

 

Trata-se de um  pequeno grupo de construções imitando uma cidadezinha do faroeste americano .  

 

O hotel mesmo se chama 'Badlands Hotel'  :-)) e tem apenas uns vinte e poucos quartos -  todos muito amplos, bem decorados e confortáveis. ( O lugar já foi cenário de mais de um filme no estilo Western ...)

Há ainda dois restaurantes no complexo -  o Candelilla  Café   , que serve o café da manhã  e tambem outras refeições,  assim como o Ocotillo   , para almoço e principalmente jantar.

Este último tem tambem um bar ( tudo em estilo 'rústico chique' :-))  e é especializado em comida do southwest -  carnes, pratos locais e caça ( alguns deles bastante  'exóticos' ...lol)

Foi lá que tivemos a ceia do Thanksgiving , que diga-se de passagem,  estava excelente!

 

No topo da construção do Ocotillo (  uma casa)   há um miradouro de onde, durante o dia , pode-se admirar toda a extensão do deserto  e da área em volta de Lajitas. 

 Depois que escurece,  como tudo é deserto e quase não há construções ou  luzes por perto,  o céu é coalhado de estrelas!  O silêncio é total - apenas ocasionalmente cortado por um cantar de grilos ou talvez uma cigarra...

 

No verão ainda é possível aproveitar a piscina do hotel e há tambem um spa  que funciona o ano inteiro  ( Lembrando que na América spa não significa um 'lugar para se fazer tratamento para emagrecer...'  e sim,  uma espécie de 'Salão de Beleza'  geralmente oferecendo pacotes completos de manicure,  pedicure , massagens,  tratamentos de pele, beleza  etc...)

 

À noite,  além do romântico  restaurante Ocotillo,  pode-se ouvir música ao vivo  - no estilo western,  é claro :-)  - no bar ' The Thirsty Goat'  ao lado do café Candelilla , ou

jogar xadrez  na 'salinha de jogos'    do hotel .  Outra opção é  alugar um  filme -  de preferência algum clássico de cowboy...:-)) - na recepção para se assistir no quarto.

 

Então , voilà.

Eis  uma boa sugestão  para quem tem curiosidade de conhecer o faroeste americano  mas não abre mão do conforto : Lajitas Resort

Os preços das diárias variam entre $150 e $380 dólares - dependendo da época do ano.

 

Alí pode-se  relaxar ,   explorar o Parque Nacional  durante o dia e , ao escurecer,  voltar ao conforto da civilização ...:-) 

E  ,   sobretudo,  como diz o próprio anúncio do lugar ,   trata-se do ' ultimate hideout ...'  ,  (  o lugar  perfeito para se esconder ) -  Seja da civilização... Seja de algumas pessoas ! :-)))

 

 

 

E agora,  alguns dos lugares por onde passamos em nossa estadia no Big Bend...

 

 1)  Parada para o 'almoço' ( 5 horas da tarde...) ,  no Starlight Theater de Ghost Town  (  após nossa caminhada de mais  de 3 horas  pela trilha de Lost Mine  )  .  O lugar é um café-teatro local e a comida  é surpreendentemente boa (  desde hambúrguers até pratos de salmão...)

 

 2) Dentro do Starlight :  o lugar nos pareceu um verdadeiro oásis, após nossa caminhada no meio do mato e do deserto.

Do lado de fora,  enquanto esperam o pôr-do-sol,  as pessoas ficam tomando cerveja na garrafa ( bem ao estilo cowboy: -))  e tocando violão,  misturando músicas em inglês e espanhol...

 

 3) Em cada mesa do Café Candelilla, em Lajitas,   há um exemplar da própria.  

A planta , típica da região , é  usada para se fazer uma espécie de cera muito usada  na indústria de cosméticos ( principalmente brilho para os lábios...) 

 

 4) O belo lustre no lobby do Badlands Hotel em Lajitas.

( A estrela é o símbolo do Texas e está em todas as partes do hotel...)

 

 5) Um Ocotillo na entrada do Starlight Theater ao entardecer...

 

 6) O mesmo visto de perto.

  Quando regado, ele dá algumas plantinhas e na primavera,  umas florzinhas vermelhas...

 

 6b)  Ao lado do Starlight Theater,  o 'point' para a cerveja,  o violão, o pôr-do-sol e uma lojinha com souvenirs típicos da região...

 

  7) O lobby do Badlands Hotel em Lajitas...

 

 8) A escultura da cabra no restaurante 'Ocotillo'  de Lajitas .  A cabra realmente existia até  3  anos atrás quando estivemos lá.

Era um personagem famoso na região pois bebia um litro de cerveja ( direto da garrafa !) por dia. 

Nós a conhecemos e vimos a cena  -  mas infelizmente este ano, ao perguntarmos por ela,  soubemos que havia morrido.

Lajitas perdeu um de seus personagens mais ilústres...

 

 

 

 

 

sinto-me: A própria turista cowgirl...
publicado por Pâmelli às 05:12
link do post | Comentários | favorito

.Mais sobre mim

. Meu Livro

COPADRAMA

- A Brazilian Tragicomedy

(um romance em inglês de I. Pamelli M.)

. Comprar na AMAZON.com

.Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

30
31


.posts recentes

. Um romance de memórias e ...

. Romance para este inverno...

. Visita ao maior Santuário...

. Dica de leitura para este...

. Leitura de verão: Três ro...

. Copadrama -Uma tragicoméd...

. De volta , mas nem tanto....

. Loucura, desgraça e um sh...

. Sorria, você está na Flór...

. De novo rumo à Flórida

.arquivos

. Julho 2018

. Janeiro 2018

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Abril 2016

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.flag counter

free counters

.subscrever feeds