Domingo, 30 de Novembro de 2008

Turismo no Texas - Parte 1

    

 

O hotel ( Lajitas) onde ficamos durante o feriado do Thanksgiving está  localizado a cerca de  1/2 hora do Parque Nacional de Big Bend

Nos três dias que ficamos  hospedados alí,  foi para o parque que seguimos e passamos o dia inteiro -  ora explorando a região  de carro,  ora caminhando  por uma de suas várias trilhas.

 

O Big Bend é um parque muito querido aqui no Texas -  um verdadeiro orgulho nacional . O nosso 'Yellowstone'  local...:-) 

A região toda faz parte do Deserto de Chihuahua,  e é cortada pelo Rio Grande-  aliás, uma fronteira 'natural' entre os Estados Unidos e o México.(  Recentemente o governo americano resolveu construir uma outra , ' artificial ' ,  separando os dois países :  um muro de vários quilômetros e alto o suficiente para impedir que novos 'indesejados imigrantes ilegais' entrem nos Estados Unidos...)

 

Infelizmente,  nos dois dias que passamos no parque só o que consegui ver da fauna local foi um grilho horroroso ( mais parecendo um escorpião...), uma javelina ( espécie de porco do mato) correndo assustada ao lado da estrada e umas borboletas amarelas. 

No dia em que fizemos a trilha  do Lost Mine , subindo uma das montanhas do parque,  pudemos ver tambem  alguns casais de corvo sobrevoando a alguns metros acima  de nossas cabeças ( É que estávamos bastante alto -cerca de 400 metros - após uma subida  à pé  de 5 milhas - uns 8 quilômetros-  , que levou quase duas horas - UFA!  )  E só. 

Nada de tarântulas, escorpiões ou cascavéis ( Mas quem vai reclamar??) )  ,  nem tampouco a menor sombra  do urso negro , do turkey vulture ( o urubu- peru) , do jackrabbit ( o coelho do mato)  ou o roadrunner ( o Papa -léguas:-))) - supostamente muito comuns  em toda a extensão do parque. 

É , o Big Ben pode não ter inspirado o desenho do Zé Colméia  ( que se passa no Parque de Yellowstone...:-)) ,  mas inspirou Chuck Jones a criar o do Papa-léguas.   

Isso mesmo :  aquele  que vive fugindo do coiote desastrado e cada vez que se safa de uma de suas armadilhas mirabolantes  , lhe solta um bip bip bem irritante  ao  pé do ouvido!

( Ah, quem diria que um dia eu iria conhecer pessoalmente o habitat  natural do Coiote e do Papa Léguas...:-))

Enfim,  se não cruzamos com nenhum animal local mais 'interessante,  ao menos   vimos milhares de cacti ( plural de cactos) e outras plantas típicas do Deserto de Chihuahua, que eu,  é claro,  não pude deixar de fotografar .

 

Então vamos a algumas  fotos do Big Bend,  sua paisagem e sua flora !

( No próximo seguimento pretendo mostrar um pouco do complexo de  Lajitas ( onde fica o melhor hotel da região)  , assim como mais alguns lugares  pitorescos por onde passamos no caminho de volta à Austin. )

 

1) O cactos chamado de prickly pear   ( a Pera Pinicante?? lol ) - um dos mais comuns na região.  Este costuma dar uma  bela flor amarela na primavera,  além de uma fruta que pode ser comida pelo homem.

 

2) Prickly pears em duas tonalidades -  verde e roxinha... -  estes no meio da primeira trilha que fizemos , literalmente no meio do mato!  

Esta trilha se chama Burro Mesa Pourrof  e só  mesmo um BURRO  pra inventar de seguí-la!  O caminho é tortuoso, há rochas pelo meio do mato e a vista é sempre a mesma , ou seja :  deserto, deserto, deserto... Nenhuma visão do rio ou de qualquer penhasco.  Somente uma caminhada esturricante debaixo do sol ardente, por entre os grilhos, borboletas e  muitas...muitas variedades de cacti . Humph.

( Não fomos até o final ( Sabe-se lá onde daria...) 

  Após uma hora e meia,  resolvemos voltar à estrada onde tínhamos deixado o carro...). 

 

3)  Ao longo da trilha de Burro Pourrof ,  ainda encontramos vários Ocotillos    -   que não são  um tipo de cactos,  mas simplesmente uma planta do deserto...

(Os Ocotillos dão uma plantinha quando regados -  ou quando chove -  e na primavera se enchem de florzinhas vermelhas. )  

 

 

4) ...assim como o Sotol     -  outro tipo de cactos muito comum na região.  Este parecia que estava 'guardando' a entrada da pequena gruta que encontramos ao longo da trilha. ( É claro que nós não quisemos entrar pra ver o que tinha lá dentro...:-))

 

5) O Spanish Dagger   (  o Punhal Espanhol??)   -  é  outro espécime  bastante interessante que encontramos  ao longo da caminhada.

   Taí um que eu não gostaria de tropeçar por cima... Ouch!!

 

 

6)  O grilho horripilante  que apareceu enquanto caminhávamos.    ( Não sei dizer quem se assustou mais com a presença um do outro - ele ou eu! )

Não era verde e mais parecia um escorpião -  aliás,  animal bem comum por alí ...

 

 .

 

7) Uma vista do Rio Grande   , que separa o México dos Estados Unidos.  O parque  tem pelo menos  dois Canyons principais  -  este  se chama Santa Elena.  O rio corta as rochas que estão , neste ponto , a uma altura de cerca de  450 metros!

Muita gente costuma praticar kayaking ao longo do Rio Grande...Gulp!

 

9)   Conclusão final:  

Pessoalmente,  achei a 'exploração'  da região de carro      bem mais agradável do que a feita à pé  pelas trilhas!      ..

 

         

 

sinto-me: Assim depois de tudo isso...
publicado por Pâmelli às 17:30
link do post | Comentários | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 25 de Novembro de 2008

Programa exótico para o Thanksgiving

 

 

Esta semana os americanos estarão comemorando o Dia de Ação de Graças. 

Este 'feriado' na América , (que sempre acontece na quarta quinta-feira do mês de novembro) ,  é quase tão importante aqui  ( e há quem diga até mais!)  quanto o Natal , já que  é  nesta  época do ano que a maioria das pessoas  viaja para se reunir com a família e  participar da famosa ceia. (  Nos Estados Unidos pais, filhos, irmãos,  tios etc,  frequentemente moram em cidades ou até mesmo  em estados diferentes uns dos outros ...) 

 

Esta tradição começou oficialmente no ano de 1621, quando os primeiros pilgrims ( os colonos ingleses ) resolveram fazer uma grande celebração para agradecer a boa colheita que tinham tido em seu primeiro ano no Novo Mundo.  A 'festança'   durou três dias e o menu incluiu peixe, veado, aves selvagens ( possivelmente peru...)  lagosta, abóbora  cozida , milho e frutas secas. Teve tambem a participação de 91 índios amigos, já que foi graças à sua ajuda , que os colonos conseguiram sobreviver àquele primeiro ano cheio de perigos e desafios.

 

Nós aqui em casa , ao contrário da maioria dos americanos,  não costumamos nos reunir com a família  de meu marido nesta época do ano , uma vez  que meu sogro prefere juntar todos seus três filhos e suas respectivas famílias na época do Passover (  a 'Páscoa dos Judeus' ', como eu gosto de chamar...:-)). 

Na verdade é tudo mais uma desculpa para rever todo o mundo. Afinal , a família há muito que já  'enviralatou'  e deixou o seu lado 'judeu original' ... -  o pai de meu marido  tendo se casado pela segunda vez com uma anglicana,  sua  mãe com um católico, sua irmã  com um negro ( ex-jogador de basquete...:-)) ,  seu irmão mais novo com outra católica e ele,   com uma brasileira deísta!   lol

Anyway,  o fato é que nesta época nós  costumamos  sair de Austin e viajarmos para algum lugar a fim de  celebrarmos nosso próprio , pequeno e pessoal ,  ' Thanksgiving Day '. :-)

Desde que cheguei aqui em 2003,  já passamos esta data na França,  no Grand Canyon no Arizona,  na cidadezinha (estância hidro-mineral)  de Hot Springs no Arkansas  ,onde Bill Clinton passou sua infância ...,  em casa , comendo peru com meu sogro e sua mulher e o ano passado,  em um cruzeiro pelo México com minha mãe !  lol 

Sim,  nossos Thanksgivings costumam mesmo ser bastante variados e muito pouco convencionais...:-)) 

 

Sendo assim, este ano  estamos partindo para Lajitas - um hotel em estilo faroeste, na fronteira do estado do Texas e o México e que fica localizado no Parque Nacional de Big Bend. 

O lugar é um misto de deserto,   cenário  ideal para filmes de  cowboys  e resort de luxo.  A vegetação é bem típica :  árida, seca, salpicada de pequenos arbustos aqui e alí  e muitas, muitas espécies de  cactos!! lol

 Há dois anos atrás estivemos lá para passarmos um aniversário de casamento e gostamos tanto que resolvemos voltar neste feriado. 

 

O hotel  e conjunto arquitetônico de Lajitas já serviu de cenário para mais de um clássico do  cinema  faroeste americano  .  Inclusive , durante as filmagens da novela brasileira 'América' (  que eu não vi pois ainda não tinha a Globo Internacional aqui em casa,  mas segundo fiquei sabendo,  parece que tem umas cenas passadas na fronteira entre o México e os Estados Unidos...),  muitos dos atores ficaram hospedados lá.

Tudo fica situado no meio do NADA , mas a gerência sempre dá um jeito de entreter os hóspedes com 'degustações de tequila' ,  'demonstrações culinárias do chef  local'  , palestras ou outras coisas do gênero.

Aliás  o lugar tem um restaurante  muito interessante  de nome  'Ocotillo'   (  Uma das espécies de cactus da região...) , especializado em carnes exóticas e caça.   Entre pratos de trutas,  veado, codorna, javali selvagem e outras especialidades locais,  há a famosa entrada de  rattlesnake cakes -    Isso mesmo :  bolinhos ( croquetes)  de carne de cascavel!  -  ao que parece um 'bichinho' bem comum na região...:-))

E sim,  eu experimentei e  até achei  interessante:  o gosto da carne um pouco mais forte que o de um bife;  a apresentação do prato impecável e o molho picante servido por cima,  o  complemento ideal ! ( Pessoalmente acho mais repugnante comer pernas de rãs ou escargots , como os  franceses ...)

 

Enfim,  desta vez  o 'Ocotillo'  terá um jantar especial de Thanksgiving na noite de quinta e , é claro,  não poderá deixar de ter o típico peru com molho de cranberry,  assim como a torta doce de abóbora.  ( Dois musts em qualquer ceia de Thanksgiving !)

 

Então , se alguem estiver pensando em viajar à América num futuro próximo e sair do circuito já tão óbvio ( NYC, Miami, Orlando...) eis uma sugestão (  desafio??) para quem resolver se aventurar na terra dos cowboys  -  o Texas :    Lajitas Resort  -  no Parque Nacional de Big Bend.

O hotel tem todo o conforto de um hotel de luxo e dependendo da época do ano, pode-se até conseguir um apartamento por menos de 200 dólares à noite.

De quebra,  para quem gosta de caminhadas e excursões no meio da natureza do deserto, há várias trilhas para se explorar.   Sem falar no camping ,  para aqueles  mais 'naturebas' e aventureiros...:-)

 

Agora é arrumar as malas, dar um check-up  final no carro ( são aproximadamente 7 horas de viagem de Austin até lá...) ,  não esquecer de levar os documentos ( pois o controle a medida que nos aproximamos da fronteira com o México fica mais severo...)   e torcer para que a Lila se comporte e não torture demais nossa dogsitter com seus protestos estridentes.  

Ou talvez seja o caso de levarmos o chiuaua conosco...

  Por uma taxa extra de $50.00 ,  você pode se hospedar em Lajitas com seu cachorro :-)))

 

Eu ADDDDDOOOOOOOOORO a América! 

 

 

sinto-me: Seguindo para o deserto...
publicado por Pâmelli às 19:16
link do post | Comentários | favorito
Domingo, 23 de Novembro de 2008

O inverno chegou - ou será a crise?

É,  parece que agora chegou mesmo. 

Lila já está com o seu pulôver   e o gato ganhou uma cama nova.

 

Ainda bem que moramos mais para o sul -  aliás,  quase no México!  lol

Dessa forma ainda foi possível aproveitar o bom tempo até quase recentemente...

Mas agora já era:  Adeus passeios de bicicleta pelo bairro  ao ar livre ... Adeus sessões de natação na piscina da academia...:-( 

Confesso que desta vez não queria que o verão acabasse tão cedo. 

 Mas enfim,  o 'frio' aqui no Texas não é nada comparado aos estados do norte.   Durante o dia estamos na faixa dos 15 graus;  à noite por volta de 10....

 

Sexta feira  fomos comer fondue em um restaurante especializado no centro da cidade -   o Melting Pot.

8 horas da noite, uma noite bastante fria ( portanto ideal para se comer fondue...) e o lugar com meia dúzia de pessoas!!

Será o efeito ( agora  visual ) da crise  mundial econômica??

Naaaaaaaaaaaaa...Pessoalmente acho que a explicação é outra:

Estivêssemos no Rio ou em São Paulo, em um bom restaurante e numa sexta feira à noite ,   o lugar estaria apinhado de gente !  É que brasileiro,  com ou sem crise, não fica em casa à noite -  muito menos no fim-de-semana. 

Já americano vive enfurnado dentro de casa -  pendurado na Internet ou  vendo seus programas favoritos na T.V. a cabo e  pedindo pizza ou chinês por delivery... :-(( 

( Que pobreza! Não é a toa que as pessoas estão a cada dia mais gordas , doentes e cacetes!!  Tambem, não têm mais VIDA!!) 

Sem falar na grande maioria daqueles com filhos ainda pequenos - inclusive gente já passada dos 40...- munhecas demais para pagar uma babysitter para  lhes dar uma folguinha de vez em quando.   Estes ,  só vivem acabados e eternamente com as contas , o sono e o sexo atrasados!  

Mas suponho que não devam reclamar já que fizeram sua própria escolha de vida.

 

É nestas horas  (  e principalmente nestes tempos de vacas magras...) ,  que  me convenço mais e mais que fizemos a  escolha certa  -  bem,  ao menos para NÓS. 

( Afinal não é todo o mundo que não tem qualquer problema em um dia 'partir dessa para outra melhor...' sem deixar seu precioso DNA atrás para contar a história !)

 

 

O fato é que diante  de tudo isso,   a ameaça do desemprego de meu marido é o que menos  nos assusta.  ( Sim,  a coisa está preta , e a torto e a direito só o que vemos são pessoas sendo demitidas de algumas das maiores  empresas locais . Inclusive vários de seus colegas e amigos ...)

 Quanto à nós...Já temos até um 'plano' no caso disso vir a acontecer :-) :  

Vendemos nossa casa aqui na América .  Com o dinheiro compramos  uns três ou quatro pequenos imóveis em Búzios para alugar :-)  e passamos a viver uma existência mais simples, menos consumista e capitalista  - aliás,  mais européia!  lol   ( A idéia , naturalmente é minha ...hehehe, mas conta com a aprovação de  minha cara metade... )

 

Ah.....uma  pequena casa de  praia, longe da violência quotidiana do Rio mas ainda assim próxima à grande  cidade para quando quisermos visitar ...   Com  a pele  bronzeada o ano inteiro,  tomando caipirinha e comendo bolinhos de bacalhau na Praia de Geribá!  

 Quanto ao trabalho...   Eu daria umas  aulinhas aqui e alí e meu marido faria  um trabalho de consultoria ocasional. 

Um armário pequeno e com umas poucas roupas de verão. Um carrinho nacional de segunda mão, econômico e em bom estado ( que nós raramente usaríamos, já que em Búzios ninguem precisa realmente de carro...) 

Muito sol,  sal , mar e simplicidade  -  em suma,  a vida ideal! 

 Realmente,  olhando por esse prisma  a ameaça de desemprego  não nos parece tão ruim assim ...:-))

 

 

Mas este  não é o caso da maioria das pessoas - principalmente daquelas com filhos.

O que será destas crianças quando crescerem, já que os próprios pais não têm mais emprego HOJE EM DIA??

Haverá ainda cidades na beira da praia daqui há alguns anos ? Ou terão todas já  desaparecido em  meio às inundações causadas pelo aquecimento global??

 

Daqui há trinta ou quarenta anos o governo americano não terá mais condições de pagar a aposentadoria de ninguem.  Quem não começar a programar a própria velhice desde já vai estar em maus lençois.

Sinceramente,  mesmo com todo o meu otimismo à la 'Pretty Woman' , não vejo um futuro muito promissor para as futuras gerações -  nem na America, nem no resto do mundo.

 Suponho que por estas alturas do campeonato o negócio seja continuar levando a vida da melhor maneira possível  e tirar dela o proveito que ainda der.

 E daqui há alguns anos,  quando a coisa ficar realmente PRETA,  rezar pra bater a caçuleta rapidinho !

 

 

 

sinto-me: Realisticamente otimista
publicado por Pâmelli às 22:01
link do post | Comentários | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Mais comédias românticas...

 

 

 

  E já que estamos falando de comédias românticas -  esse gênero de filme tão apreciado de tantas mulheres (  tirando aquelas ' irremediavelmente  desencantadas  com a vida'  ...,    ou 'intelectuais demais'... ) ,   e desprezado pela maioria dos homens e críticos de cinema...

 

Aí vai uma boa lista com algumas das minhas  favoritas:

 

(Nota 1:  Como já faz tempo que deixamos de viver em um 'período romântico' ,  a maioria dos filmes são antigos! 

É que atualmente  são principalmente os filmes de horror e pancadaria que predominam nos telões ...Ah!  Me esqueci :  os que mostram as  mazelas  sociais e  as favelas,   que contam estórias de dysfunctional families  ou adolescentes grávidas,  tambem costumam ser muito populares nesses dias de hoje  ...)

 

Anyway,   vamos à lista !  (  Nota 2 :    os filmes não estão em ordem cronológica e  os títulos estão em português  do Brasil -  em Portugal frequentemente o título é outro...)  

 

1) The Sound of Music  ( A Noviça Rebelde)  -  musical com Julie Andrews e Christopher Plummer ( que está gatérrimo no filme, aliás ... :-))  - 1965

 

2) Some Like it Hot  ( Quanto mais quente melhor)   -   Marilyn Monroe ,  Jack Lemmon e Tony Curtis - 1959

 

3) My Fair Lady   -   Audrey Hepburn e Rex Harrison - 1964

 

4) Sabrina ( o antigo) -  Audrey Hepburn , Humphrey Bogart e William Holden  -1954

 

5) Sabrina ( o recente) -  com Harrison Ford , Greg Kinnear e Julia Ormond - 1995

( Julia Ormond nem chega aos pés da beleza e charme de Audrey Hepburn , mas o filme é divertido e tem o Harrison Ford e Greg Kinnear como bônus...:-))

 

6) Love in the Afternoon  ( Um amor na tarde) -  Audrey Hepburn , Gary Cooper e Maurice Chevalier  -1957

 

7) While you were Sleeping ( Enquanto você dormia) - Sandra Bullock e Bill Pullman - 1995

 

8) The Truth about Cats & Dogs -   Uma Thurman e Ben Chaplin  - 1996

 

9) Pride&Prejudice ( Orgulho e Preconceito) -  a série para a T.V. produzida pela BBC  é  de 1995 e de  longe a melhor . 

 O filme que foi feito recentemente ( 2005) com a Keira Knightley é uma bomba e um insulto à obra original de Jane Austen!

 

10) Emma -   Gwyneth Paltrow e Jeremy Northam - 1996

 

11) Love Actually  ( Simplesmente amor)  -  Hugh Grant , Emma Thompson , Colin Firth...- 2003

 

12) Notting Hill -  Hugh Grant e Julia Roberts  - 1999

 

13) Ever After ( Para sempre Cinderela) -   Drew Barrymore - 1998

 

14) Three Men and a Baby  ( Três homens e um bebê) - Tom Selleck, Ted Danson... - 1987

 

15) Working Girl -  Melanie Griffith, Harrison Ford, Sigourney Weaver  -1988

 

16) Bossa Nova - Antonio Fagundes ,Amy Irving e grande elenco brasileiro -2000

 

17) Moonstruck ( Feitiço da Lua) - Cher e Nicholas Cage - 1987

 

18) Everyone says I love you  ( Todos dizem eu te amo) -  comédia musical de Woody Allen, com Goldie Hawn , Julia Roberts etc...- 1996

 

19) You've got mail  ( Mensagem para você) - Meg Ryan e Tom Hanks  - 1998

 

20) Bridgett Jones' Diary  ( O diário de Bridgett Jones)  -  Renée Zelwegger ,  Hugh Grant , Colin Firth... - 2001 

O segundo filme , de 2004,  não é tão bom mas tambem é divertido...

 

21) How to marry a millionaire ( Como agarrar um milionário) - Marilyn Monroe e Lauren Bacall - 1953

 

22) Roxanne-  Steve Martin e Daryl Hannah - 1987

 

23) Foul Play  ( Golpe Sujo) - Goldie Hawn e Chavy Chase - 1978

A música tema é ' Ready to take a chance again'  de Barry Manilow , que fez muito sucesso nos anos 80.  ( Na América Barrry Manilow  é considerado breguésimo,  mas eu sempre gostei de suas músicas...:-))

 

24) Singing in the rain (Cantando na chuva) -  Gene Kelly, Donald O'Connor e Debbie Reynolds - 1952

 

25) Greencard -  ( Greencard - passaporte para o amor) - Gérard Depardieu e Andy Mac Dowell - 1990

 

26) All of me ( Um espírito baixou em mim)  - Steve Martin e Lily Tomlin - 1984

 

27) Return  to me  ( Feitiço do Coração)  -  Minnie Driver e David Duchovny- 2000

 

28) A Fish called Wanda ( Um peixe chamado Wanda) -  Jamie Lee Curtis , John Cleese...-1988

 

29) As good as it gets ( Melhor é impossível)  -  Jack Nicholson ,Helen Hunt e Greg Kinnear - 1997

 

30  ) E  Minha preferida   :-)    'Pretty Woman'  !  ( Uma linda mulher)    -  com Richard Gere e Julia Roberts   - 1990

 

 

 Nota 3 :  Agora,  a coisa irritante é que na maioria das locadoras o gênero parece ser tão desprezado quanto na mídia em geral .  A prova é que normalmente estes filmes não gozam de uma sessão específica intitulada "Comédias Românticas"  , mas geralmente estão jogados no meio das 'Comédias' em geral ou,  pior,  na sessão  'Infantil' ! 

 

Enfim,  se alguem tiver alguma outra sugestão e quiser aumentar a lista , seja bem vindo!

 

E agora,  uma das partes mais românticas ( a cena no bar do hotel) e divertidas ( a do restaurante) de 'Pretty Woman'  ( Uma linda mulher)...

(Detalhe:  a música - piano-  que toca ao fundo na cena do  bar é linda e simplesmente não tem nome nem gravação em lugar algum!   Ninguem sabe quem é o compositor e  tambem não faz parte da trilha sonora do filme.  

 Alguma informação?? Eu adoraria comprar se descobrisse  ....)

 

  

 

 

 

 

 

sinto-me: Numa de comédias românticas...
publicado por Pâmelli às 16:50
link do post | Comentários | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

Relembrando...

Há alguns filmes que eu adoro assistir de novo de vez em quando.

O meu gênero preferido é  geralmente um  bastante desprezado pelos 'críticos de cinema' e , aliás,  da maioria dos homens :  a comédia romântica!

 

Oh, eu gosto de filmes históricos,  de biografias,  de thrillers ( não filmes de horror...) , de filmes de aventura e ação e até de alguns dramas ( melodramas não!). 

Mas os meus preferidos são realmente aqueles 'feel good movies' ;  aqueles que fazem você sair do cinema sentindo-se  leve, sorridente e  mais otimista com a vida ...

 

Muitas pessoas dizem que isto não é 'realista' e que na vida real as coisas são muito diferentes, mas  quem disse que quando eu vou ao cinema quero ver a 'realidade da vida'?    Ora,  para isto basta  se abrir a porta de casa e sair às ruas!!  E dependendo de onde se estiver, a realidade que se verá à sua volta  poderá  lhe parecer mais absurda e  surrealista  do que um quadro de Dalí!

 

O fato é que  eu simplesmente me recuso a pagar um ingresso de cinema por uma coisa que vá me deixar deprimida, desencantada com a vida,  chorosa e com mais víncos e rugas no rosto  do que aqueles que o passar dos anos  já vai inevitavelmente me dar!   ( Ok,  hoje em dia existe o Botox para ' minimizar este problema' ..., mas uma boa comédia romântica tambem pode nos  fazer  muito bem a testa !  lol  

Quanto aos cantos da boca e a área em volta dos olhos,  eu não digo o mesmo  ( já que são estas as partes do rosto a sofrerem  os maiores 'estragos'   quando se dá uma boa gargalhada ! ) 

Mas o que são umas poucas ruguinhas  aqui e alí diante de um  momento de prazer e alegria ? 

 Além do mais as marcas de sorrisos e humor no rosto não deixam de ter o seu lado atraente ...

 

Sendo assim, este fim-de-semana resolvi assistir   à  um de meus filmes preferidos -  'Working Girl'  ( Uma secretária de futuro) , com Melanie Griffith ,  Harrison Ford e Sigourney Weaver.  É de 1988 - tirado diretamente do baú do pirata!

 

Adoro  ( e sempre me emociono...)  ao ver  a cena de abertura  mostrando a Estátua da Liberdade e a chegada  à bela Manhattan de ferry ,  ao som de 'Let the river run' ,  cantado por Carly Simon . (Aliás , o filme ganhou o Oscar de melhor música aquele ano , se não me engano...) 

(Engraçado:  há vinte anos atrás se alguem me dissesse que eu teria me  mudado para os E.U. , me casado com um americano e depois até me naturalizado americana eu teria caído na gargalhada! ) 

 A única coisa triste na cena  é ver os Twin Towers ao fundo   

Um aperto no coração  então é inevitável...

 

Ainda assim,  um belo filme,  bem ao estilo anos 80 (  Que CABELOS ,  mon dieu !! lol)  ,  com um super elenco e uma estória muito divertida.

 

Voilà:   NYC and   'Let the River run' ! 

 

http://video.aol.com/partner/hulu/working-girl-opening-credits/YQuebCE1AL_wGghFebv38KXoL2g3yI_0

 

sinto-me: Sempre inspirada ao ver NY...
publicado por Pâmelli às 17:25
link do post | Comentários | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 16 de Novembro de 2008

Uma noite na ópera- programa bom em má companhia...

 

E como ninguem é de ferro,  ontem fui assistir à ópera 'Cinderella'  no Long Center ,  que fica a apenas 5 minutos aqui de casa.

 

O novo teatro de ópera e balé aqui de Austin é muito bonito ( bem moderno)  e foi inaugurado no começo deste ano. 

 

Neste fim-de-semana,  como meu marido foi  visitar seu pai  em Baltimore  , na costa leste,  (  No começo do ano  ele passou por uma cirurgia bastante delicada de coração...) e eu resolvi ficar por aqui mesmo ( Voar é algo que sempre me estressa ,  ainda mais se fôr apenas por um final de semana !), aproveitei para ir ver a ópera de Rossini com uma amiga,  digo, uma conhecida.

 

Desde sua inauguração ,  o Long Center já encenou  'Carmem'  de Bizet ,   (  ver post  :  'A Paixão por Carmem e o epicurismo' ,  de 2 de maio...) ,  'The Bat'  ( O Morcego)   de Strauss ,   e agora 'Cinderella' ,de Rossini !

Como dá para perceber,  eles tentam intercalar obras do repertório clássico com algo mais 'contemporâneo' -  para não dizer 'americano' . :-)

 

 

Eu sempre gostei de contos de fadas.  De histórias românticas e com o final feliz. 

Não é a toa que Jane Austen é minha autora preferida e 'Pride&Prejudice' ( Orgulho e Preconceito)  meu livro de cabeceira  ! lol

 

Nesta produção de 'Cinderella' , a  estória da Gata Borralheira foi transportada para a Hollywood dos anos 30.  O 'príncipe' é um produtor famoso  a procura de sua 'musa inspiradora',  o padrasto  mau caráter da moça é um dono de teatro falido e as suas  irmãs mocréias ,  duas  'aspirantes à atrizes' , que naturalmente gostariam de dar o golpe no produtor !

 

Na verdade eu teria preferido a estória  original -  a do castelo na Idade Média :-)),   do príncipe a cavalo,  da abóbora transformada em carruagem e  do baile no palácio...

Não fiquei tampouco  incrivelmente impressionada com os cenários-  na verdade achei-os meio 'pobres'  e com muito pouco glamour .   Afinal  era para estarmos em plena Vaudeville Hollywoodiana !

A música de Rossini tambem achei extremamente medíocre -  mas a 'Cenerentola' ( Cinderella, em italiano) ,  encenada pela primeira vez em 1817 em Roma  , não é , de qualquer forma, considerada a obra prima do compositor.  ( O 'Barbeiro de Sevilha' , sim! )

Apesar de tudo,   fiquei realmente impressionada com a mezzo -soprano no papel título.

Que voz maravilhosa e que técnica extraordinária !  A moça deixou todo o resto do grupo no chinelo!!

Chama-se Sandra Piques Eddy ,  é original de Massachusetts e já estrelou em papéis títulos na Ópera de Chicago e Nova Iorque, entre outras.

 

 

De uma maneira ou de outra,  ir ao Long Center para mim é sempre um enorme  prazer.

Adoro aquela construção moderna     ( tem algo de Niemeyer...)  ,  com a vista do skyline da cidade.

 

Adoro ver as pessoas , for once,  bem vestidas e produzidas -  coisa cada dia mais rara hoje em dia,  até mesmo em Paris ...- o que dirá de Austin, que é conhecida no Texas como  'a cidade mais 'natureba , informal e despretenciosa que há  ...' - principalmente quando comparada à Houston ou Dallas !

 Por fim, adoro todo aquele ritual de chegar ao teatro,  tomar um drinque no bar,  admirar a vista  panorâmica do centro da cidade já iluminado ,  sentar-me em meu lugar e começar a ler o programa com a sinopse do espetáculo.

Felizmente meu marido tem sensibilidade o  bastante para apreciar este tipo de espetáculo sem se sentir 'torturado' :-))  Ainda bem !   Eu jamais poderia ter me casado com um philistine...

É nestes  momentos que  eu me sinto como a  própria Julia Roberts indo à opera com o Richard Gere  no filme "Pretty Woman"!   

 

Mas não ontem. 

É que minha amiga  ( ou melhor,  conhecida...)   C. ,   não é das pessoas mais animadas para se sair ,  mas como havia cruzado com ela na última vez que estivemos no Long Center , resolvi chamá-la para ir comigo à opera . 

Infelizmente,  acho que no final teria feito melhor em ir sozinha!   

 Pra começar,  senti-me um pouco 'culpada' já que nos sentamos em lugares diferentes -  o meu era na fileira A e o dela na L , e portanto muito mais afastado do palco.

Como ela mora longe,  convidei-a para dormir lá em casa depois do espetáculo. 

Antes de saírmos, fazemos uma 'boquinha' ,  pensei. 

Comprei então um Prosecco, um queijo italiano e umas azeitonas gregas para degustarmos antes de saírmos para a ópera. 

Então descobri que ela não bebe -  NADA !

Para completar, ela chegou  lá em casa quase em cima da hora de sairmos para o teatro pois estava vindo direto do trabalho.  Acabamos saindo sem jantar e deixamos para comer na volta . (  O resultado foi que durante o segundo ato meu estômago já estava 'cantando' quase tão alto quanto a soprano!)

 

11:00 pm  e chegamos em casa. 

Já que  beber Prosecco sozinha não é tão agradável quanto quando se tem companhia..., fizemos um lanche de baguete, queijo, brioches e chá de limão com gengibre.

( Eu concluí que  aquela hora da noite ela não beberia chá preto...)

 

Como na manhã seguinte  C. iria acordar cedo para fazer uma aula de ioga, eu lhe disse:

 

-Provavelmente vou estar dormindo quando você sair.  Vou deixar o café com a água  já  na cafeteira para você tomar de manhã .  É só ligar o botão ...

 

Então sou informada de que C. não toma café ( por causa da cafeína) .  Nunca!

Só chá de ervas... *Suspiro e levantar de olhos*

Aliás,  ela é do tipo que leva o próprio chá natureba pra  tomar na casa dos outros...

 

 

 Definitivamente, o melhor é  mesmo aguardar até domingo à noite  quando meu marido voltar de Baltimore para abrirmos  a garrafa de Prosecco. 

Realmente,  algumas pessoas são  mesmo (  para usar uma expressão  inglesa usada na tradução da ópera italiana de ontem à noite )  : 

  ' Like  champagne without the bubbles... '

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Entediada com certas pessoas
publicado por Pâmelli às 20:40
link do post | Comentários | favorito
Sábado, 15 de Novembro de 2008

A síndrome da 'Mulher-Gatos' !

 

Coisa mais esquisita...

Outro dia estava pensando que  a medida que vamos nos aproximando dos quarenta,  (  e eu já cheguei aos 42...), começamos a perceber certos 'padrões' de comportamentos entre nossos antigos amigos ou conhecidos .

 

Muitos homens desenvolvem a famosa 'crise -da meia-idade'  e começam a querer reviver uma segunda juventude -  compram um carro esporte, se separam da mulher de sua própria geração e vão a procura de uma mais nova, começam a pintar os cabelos,  passam a  frequentar lugares de gente jovem etc...etc...

 

Já com as mulheres da minha geração que acabaram sozinhas -  ou porque ficaram solteiras ou porque se divorciaram-   percebo um outro 'padrão' que está ficando cada vez mais comum:  É a mania de colecionar GATOS dentro de casa!

 

Não estou falando de pessoas solitárias  ( os 'rejects of society' ...), sem amigos ou vida social.  

Falo de pessoas como eu e você -  que trabalham,  estudam, saem para jantar fora com os amigos, vão ao cinema nos fins-de-semana, de vez em quando até  têm um  pequeno affair ...

Tambem não estou me refererindo à mulheres que têm 1, 2 ou até 3 bichanos em casa  ( as vezes um casal acaba tendo filhotes e a dona da casa simplesmente não consegue se desfazer de TODOS eles ...),   mas 5, 6 ,10 ou 23!  

Isso mesmo.   Elas existem e estão cada dia mais comuns e frequentes...

 

Imagino o que um psicólogo teria a dizer sobre isso.

Carência afetiva?  Falta de amor ( inclusive o próprio) ?  Solidão?  Desilusão amorosa? Instinto maternal frustrado?

 Só sei que é uma coisa meio  estranha e , de repente,  me dei conta que  já tenho no meu ( pequeno, diga-se de passagem...) círculo de amizades,  DOIS exemplos destes! 

Duas ex-colegas de escola - ambas mulheres inteligentes,  bem sucedidas profissionalmente, solteiras ( uma delas inclusive muito atraente e com uma vida social bastante animada) e ...CHEIAS de gatos pela casa. 

 Uma tem uma meia dúzia e a outra 7!

 

Outro dia estava conversando  justamente sobre isto  com um amigo de meu marido -  um cara boa pinta,  na faixa dos 40 e poucos ( não gay)  solteiro e com um bom emprego...Ou seja:  um cara 'altamente considerável para fins românticos ou até mais...' :-))  e achei interessante o que ele falou a respeito:

1) que estas cat ladies  são geralmente pessoas  que foram  'mal sucedidas no amor' ... e  2)  que isto é um enorme turn off   ( uma ducha fria ) para a maioria dos homens !

 

Eu tive que concordar com ele pois afinal  , observando em volta,  em geral este parece ser mesmo o caso e,  pessoalmente,  se  eu fosse um cara,  tambem não iria querer me meter com uma destas  'ladies '  :-)).   Nem mesmo por uma noite! 

Aliás,   uma coisa parece levar a outra , formando um ciclo vicioso... -  quer dizer,  os gatos  servem como  uma espécie de 'consolo'  para a vida amorosa insatisfatória  ou inexistente destas mulheres ...O que acaba por sua vez  afastando  futuros  'canditados em potencial' ,  que poderiam justamente pôr um fim à essa  penúria  amorosa!

 

 E cá entre nós,  até mesmo do ponto de vista  'da amiga' ,  confesso que desde que minhas antigas colegas  entraram nesta  onda de 'gatomania compulsiva ' ,  sinto que nossas antigas afinidades e encontros ocasionais acabaram sofrendo um considerável  baque .   

Só para se ter uma idéia,  a última vez que estive no Rio  ( em março deste ano) e tentei encontar com uma delas,  a missão tornou-se  praticamente impossível:  cada vez que tentávamos marcar algo,  um de seus gatos estava doente , tomando antibióticos e ' quase à morte', devido à algum vírus que havia contraído .  ( Depois que voltei aos E.U. fiquei sabendo que um deles  de fato morreu ...)

Quanto à outra,   a última vez que estive em sua casa em Ipanema ,  mal pude reconhecer o lugar:  a antiga casa,  outrora  lindamente decorada com tapetes persas,  abajoures Tiffany e móveis modernos e confortáveis,   estava visivelmente  empoeirada , cheia de pêlos por todos os cantos  e o pior,   cheirando à xixi e cocô  partout !   

 

E  o fenômeno  não é coisa exclusiva de Brasil não.

Aqui na América tambem há vários casos de crazy cat ladies  por aí afora.  É assustador!

 

Oh,  don't get me wrong.  Eu adoro os bichinhos -  inclusive tenho dois,   um gato  e um chiuaua  ;  o primeiro resgatado das ruas e o segundo do abrigo de animais. 

 Agora sinceramente, o que significa  toda esta  doidice  dessa mulherada ??

Para tudo há um limite!

 

 É ,  a  Síndrome da 'Mulher-Gatos'  parece ter se tornado o Viagra de muitas mulheres de meia-idade e mais um triste fenômeno da 'modernidade'. 

O que será que vai vir em seguida??

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Entre intrigada e perplexa
publicado por Pâmelli às 16:45
link do post | Comentários | favorito
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

Há males que vem para o bem...

Ontem quando abri meu blog percebi que tinha dado uma 'pane' na minha coluna da esquerda.  O perfil, os tags, os arquivos,  o contador...Sumiu tudo!

 

Eu,  que não sou nada entendida de informática , imaginei que talvez se tratasse de uma 'manutenção noturna'  do Sapo ( já que era bem tarde aqui nos E.U. e em Portugal altas horas da madrugada! lol)  e que no dia seguinte tudo estaria normal.

 

Que nada!   Hoje chego aqui e , tirando os posts,  todo o resto continuava faltando.

 

Por fim percebi que o problema parecia ter sido com  o contador.

( Aparecia uma nota dizendo :  "ERROR.  Remove counter immediately!" )

Eu heim,  o que será que teria acontecido???

 

 

O fato é que faz tempo que observo o contador de alguns blogs por aí e um dos meus preferidos é aquele que mostra o país de onde o visitante vem.   Gosto especialmente do das bandeirinhas...:-))

 

Resumo da ópera:  Agora tenho um destes tambem e ,quem sabe assim,  poderei ter uma idéia melhor de quem costuma passar por aqui...Se algum brasileiro, português, italiano, indiano  ou chinês! ( Quem sabe alguem de Goa ou Macau ?? hehehe)

 

A única coisa chata é que o contador antigo - que eu havia instalado logo no início do blog em abril último...- já tinha marcado mais de 6 mil visitas. 

Agora vou ter de começar tudo do ZERO...

 

Mas tudo bem.  Com as bandeirinhas fica tudo mais colorido e interessante , anyway....

 

 

 

sinto-me: Sem entender nada!
publicado por Pâmelli às 17:01
link do post | Comentários | favorito
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Aprendendo línguas estrangeiras

 

A BERLITZ  foi a primeira escola onde comecei a ensinar inglês. 

Isso já faz mais de vinte anos! ( 1986)

 

 O curso  tem  130 anos de história e tradição ( foi fundado em 1878 , em Rhode Island , USA )  e seu método de ensino  é portanto o pioneiro de todos os outros. 

A coisa interessante sobre o método Berlitz é que além de dinâmico,  ele tambem é eficiente e divertido - tanto para o aluno quanto para o professor.  A ênfase é dada principalmente na parte de conversação e pouco se ensina de gramática .  Traduções são evitadas ao máximo - algo que só é possível com o método da Berlitz , que , quando devidamente aplicado,  faz com que seja possível  desde o primeiro dia de aula,  que o aluno apenas ouça, fale e escreva na target language - ou seja, na língua que  ele está pagando para aprender!

 

Ao todo trabalhei em quatro escolas Berlitz - no Brasil ( Rio de Janeiro),  em Portugal ( Lisboa), na Alemanha ( Berlim) e atualmente nos E.U. ( Austin), onde resido.

As escolas onde ensinei tinham muitas similaridades mas tambem muitas diferenças. 

A maior diferença que notei foi quando cheguei na Alemanha ( após ter trabalhado no Brasil e Portugal) e percebi que  os professores lá eram TODOS native speakers - ou seja,  nativos da língua que ensinavam.  Em outras palavras:  os professores de inglês eram  americanos, canadenses ou ingleses;  os de francês,  franceses;  os de português,  portugueses ou brasileiros e assim por diante...

Foi com um grande assombro que a diretoria foi informada de que nas outras duas escolas onde eu havia ensinado ( no Rio e em Lisboa) ,  eu não apenas dava aulas de português ( minha língua nativa) mas tambem de inglês e francês . ( Logo alemão , que é super rígido e não tem a menor imaginação ou  flexibilidade!!)

Mesmo assim,   já que  eu vinha com uma carta de recomendação tanto do diretor no Brasil quanto da escola em Portugal,  resolveram abrir uma exceção e me aproveitar como professora destes três idiomas  na escola em  Berlim.   Afinal,  não tendo sotaque estrangeiro em inglês ( já que estudei a vida toda em escola americana no Brasil...) e muito pouco em francês ( tendo me formado na Aliança Francesa e depois passado um ano na França...) , além de conhecer o método muito bem,   ( estávamos em 94,  portanto eu já era 'veterana' na Berlitz há quase dez anos...) , concluíram que eu estava mais do que qualificada para ensinar  as três línguas na filial alemã.

 

É interessante que muitas pessoas pensam que os melhores professores têm de ser obrigatoriamente  native speakers

Isto é um grande engano - embora, ninguem vá negar que seja uma vantagem à favor do professor.

Mas se me perguntarem o  que vale mais :  um professor nativo , com pouca experiência e um método de ensino ineficiente ou um que não seja nativo ( mas , evidentemente ,  que fale  a língua  com desenvoltura e  com pouco ou quase nenhum sotaque)  ,  experiente e com um bom método de ensino...Eu lhes digo:  não pense duas vezes em  escolher  o segundo!

Você vai aprender muito mais,  muito  mais rápido e de maneira muito mais gostosa  :-).

 

 

Me lembro de um episódio divertido  que ocorreu na escola do Rio na época em que trabalhava lá:

Certa manhã,  a professora de francês  ligou em cima da hora dizendo que não poderia comparecer à aula.  A diretora entrou em pânico uma vez  que a aluna já se encontrava  a espera , na recepção .  ( Nota:  a Berlitz é o curso mais caro que há e muitos dos seus alunos são gente de  muito dinheiro e/o prestígio - presidentes, diretores de empresas etc...-  , ou seja ,  o tipo de pessoa que 'se frustra com certa facilidade...' :-)) 

Foi então que  a diretora  teve uma idéia!

Uma das professoras mais experientes  da escola , que ensinava inglês e espanhol , tambem falava francês. ( Não tinha o conhecimento do idioma ideal para ensinar a língua,  mas falava bastante bem ,  com boa pronúncia e fluência razoável...).  Naquele dia esta professora se encontrava na escola e seu aluno havia acabado de ligar  cancelando a aula de última hora.   

O que fez a diretora?  

 Você acertou.  Ela deu o seu famoso 'jeitinho brasileiro' :

Pediu  à professora  de espanhol que  ' lhe quebrasse aquele galho'  naquele dia e desse uma aula de francês.    Afinal  o método de ensino é exatamente o mesmo para todas as línguas e a aluna  era de nível iniciante (  quer dizer,  ainda estava aprendendo coisas como  ' Le livre est sur la table...' :-))).  Em outras palavras:  era muito pouco provável que percebesse que a professora substituta não era na verdade uma das professoras de francês da escola.   Bingo!

A única coisa que a diretora não contava era que , ao final da aula,  a aluna saísse da sala direto para seu escritório e lhe pedisse dalí por diante para ter aulas APENAS COM A NOVA PROFESSORA!  lol

 

O que significa isto? 

Simplesmente que a professora de espanhol era muito melhor do que a de francês ;  que provavelmente conhecia e  aplicava  o método da escola  de maneira muito mais eficiente  ( e provavelmente divertida!)  que a outra.   E  é claro,  como tinha boa pronúncia , a aluna iniciante não percebeu que a professora substituta  não tinha o mesmo domínio do idioma  que professora oficial.

Bom,  o que sei é que  no final a diretora acabou tendo de inventar uma estória para a aluna e disse que a nova professora  'não costumava trabalhar naquele horário'  e que portanto não estaria disponível para lhe dar aulas no futuro...

  Afinal o que ela não podia fazer era lhe contar a verdade ! lol

 

 

Agora comigo,  recentemente  aconteceu uma coisa parecida. 

 

Nos Estados Unidos , assim como na Alemanha ( e é possível que hoje em dia em Portugal tambem , já que faz mais de 15 anos que trabalhei na escola em Lisboa e desde então os salários em Portugal já devem  ter ficado bem próximos daqueles dos países com o estilo de vida mais elevado...) ,  todos os professores na Berlitz são native speakers

Sendo assim,  desde que vim para cá em 2003,  tenho apenas ensinado português na escola local .

 

Acontece que certo dia,  há coisa de uns quatro meses atrás,  a diretora  me ligou e disse o seguinte:

- Pamelli,  vejo na sua ficha que você dava aulas de inglês e francês tambem nas outras escolas Berlitz onde trabalhou.  Você poderia dar uma aula de francês amanhã?  A aluna está no primeiro livro mas é uma pessoa bastante exigente e difícil.

 

No problem,  pensei.  Neste últimos 22 anos de Berlitz,  não foram poucos os abacaxis que tive de descascar por aí afora...

 

No final das contas a aluna não era nenhum bicho papão.

Simplesmente uma senhora americana já de uma certa idade ( 65) , naturalmente com mais dificuldade que o normal ( devido à própria idade) ,  meio controladora (  ela quer checar todos os pontos ensinados pelo professor no manual...:-))) e principalmente....muito insegura.

Pelo que entendi,  as professsoras de francês que me precederam ,  estavam fazendo-a sentir-se ainda mais insegura e incapaz - corrigindo-a o tempo todo e quase não lhe dando a chance de tentar se expressar. 

A aluna,  apesar de ser bastante esperta e inteligente ( inclusive é uma  empresária muito bem sucedida!)  ,  apresentava  enormes dificuldades de aprendizado ( prova de que o método não estava sendo bem aplicado) e  consequentemente a cada aula  se tornava  mais insegura e frustrada.  Pior:  Já pensava em deixar a escola e desistir !

( Foi aí que resolveram recorrer à mim  -  a professora non-native-speaker -  como última esperança...:-))

 

A comédia veio após a aula:

O aluna seguiu para a sala da diretora e lhe disse que dalí em diante apenas queria ter aulas comigo.  Estava sorridente e radiante!

Ninguem entendeu nada mas como 'o cliente que paga caro deve ter sempre razão...'  , não houve discussão.  A partir dalí tornei-me a professora oficial de Mrs. G.  e  desde então já fui escalada para dar novas aulas de francês na escola.

 

Isto foi por volta de julho passado. 

Mrs .G. tem progredido bastante  , principalmente no que diz respeito à sua fluência.   Seu vocabulário é excelente e eu a corrijo sempre que  ela erra na gramática ou na pronúncia -  mas sempre com 'jeitinho' .  As aulas são divertidas e descontraídas -  assim como o verdadeiro espírito da Berlitz.  

 Minha aluna,  que é uma mulher muito bem tratada ( imagino que deva ter sido muito bonita quando jovem...) outro dia apareceu na escola e me trouxe  de presente  uma bolsa de maquiagem da Neuman Marcus (  a loja de departamentos mais metida que há nos E.U.!) , cheia de produtos caros  de beleza . :-))

 

 A conclusão?

 

Não há nada  que supere um bom método e  um professor experiente.

Nem mesmo a condição privilegiada de ser um native speaker...

 

 

sinto-me: Divertida no trabalho
publicado por Pâmelli às 20:37
link do post | Comentários | ver comentários (9) | favorito
Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

If you dream enough...- O sonho de cada um

 

 

 

Ah,  finalmente o Azulzinho!

Chegou pelo correio e foi mais rápido do que eu esperava.

Agora sim, quando voltar a viajar para o exterior ( tirando o Brasil,  é claro...)  estarei devidamente 'protegida'    - digo,  equipada.

 

Modéstia à parte,  o Azulzinho é muito lindo :-) .  ( Mas eu reconheço  que sou parcial...)

 Cada página tem um desenho de algo bem 'nacional ' -  tipo:  uma águia,  Mt. Rushmore - o famoso monumento  nas rochas do South Dakota  com os rostos dos presidentes ,  os búfalos - que foram tão imporantes para a sobrevivência dos índios americanos ,os cowboys, um  barco típico  do Mississipi,  a Estátua da Liberdade...

 

No alto de cada página  há uma frase de algum americano famoso  ( George Washington, Kennedy, Martin Luther King Jr...) e naquela  com o  desenho de uma das caravelas dos pilgrims  ( os pelegrinos)  chegando à América  ,  uma das frases mais famosas da Declaração de Independência dos E.U. :

" We hold these truths to be self-evident:  that all men are created equal , that they are endowed by their Creator with certain unalienable rights, that among these are life, liberty and the pursuit of happines..."

 Mas o melhor de tudo  é a nota que aparece ( em letras bem legíveis  e claras)  na primeira página do passaporte  

Diz o seguinte:     

  "The Secretary of State of the United States of America hereby requests all whom it may concern to permit the citizen/national of the United States named herein to pass without delay or hindrance and in case of need to give all lawful need and protection.  "

( O Secretário de Estado dos Estados Unidos da América pela presente solicita às autoridades competentes permitir a passagem do cidadão/nacional dos Estados Unidos, portador deste passaporte,  sem demoras ou dificuldades e em caso de necessidade prestar-lhe toda a assistência e proteção legítima)

Nota:  No 'verdinho' ( o passaporte brasileiro) a notinha é  em letra mínima (  o carinha precisa de uma lupa de Sherlock Holmes  pra enxergar ! ) e  só diz o seguinte:

"Roga-se às autoridades estrangeiras que prestem ao titular deste passaporte auxílio e assistência em caso de necessidade"

 

Agora será que alguem tem alguma dúvida ,  em caso de um dia eu me encontrar em algum tipo de dificuldade no exterior, ( 'Knock, knock, knock !! Isola!)    para qual dos dois consulados (  o do 'verdinho ou o do 'azulzinho' ) eu vou ligar pedindo  auxílio e proteção ??

Só pra lembrar:  os brasileiros que se viram presos  e humilhados no aeroporto de Madri  este ano sob a falsa acusação de estarem tentando 'imigrar ilegalmente para a  Europa...'  , disseram que ao ligarem para o número de 'Emergência'  do Consulado do Brasil naquele país,  não havia ninguem para atender à linha - apenas uma gravação eletrônica dizendo :'Tecle um para...Tecle dois para...Tecle três...' e por aí em diante.  

E não,  não é piada...

 

 

Certa vez alguem me disse que o ator  Anthony Hopkins ( hoje consagrado mundialmente e já tendo recebido o Oscar. entre milhares de outros prêmios do cinema ..)   afirmou que quando era jovem e estava no começo de sua carreira , seu sonho era um dia  seguir para  tentar a sorte em Hollywood -  algo  que na época lhe  parecia uma coisa TÃO  longe de sua realidade ,  quase impossível de se realizar!  

Mas ele sonhava, se empenhava na profissão e ...Sonhava !   Nunca desistiu de sonhar.

 Até que finalmente  um dia conseguiu realizar o seu sonho. 

 

As pessoas têm sonhos muito diferentes umas das outras.

Uma pode sonhar com um carro zero,  outra com um marido rico,  outra com uma promoção no trabalho,  outra com um determinado trabalho... Alguem pode sonhar em ter o último tipo de smart phone, em comprar um carro esporte ,  em publicar um livro, em um dia conhecer Paris ou se casar com uma modelo checa.

O sonho de um pode não ter o menor significado ou  fazer  o menor sentido para o outro.  Algumas pessoas podem até achá-lo absurdo ou ridículo.  Mas somente a própria pessoa  sabe da importãncia e  o que a realização do seu sonho significa para ela!

 

Eu sempre gostei de viajar.  Sempre viajei quando pude.  E sempre sonhei em um dia ter um passaporte 'decente' ; um  que me permitisse correr o mundo sem  o risco de volta e meia  ser abordada por um agente de imigração que , porque nasceu em um país dito 'de Primeiro Mundo' ,  se acha no direito de me tratar como cidadã de 'terceira categoria' pura e simplesmente por causa do país onde nasci !  

 Oh, eu nunca cheguei a ser presa ou propriamente humilhada em nenhum aeroporto internacional,  mas  sei que muitos brasileiros passam por isso diariamente - com ou sem razões legítimas para tal.  

 

Muitos dirão que o 'mundo'  prefere e simpatiza mais com os brasileiros do que com os americanos.

Eu digo que o mundo RESPEITA e TEME mais os americanos do que os brasileiros , e  no final das contas é isto o me interessa. 

Pessoalmente , não faço a menor questão que simpatizem comigo.  O que eu quero é simplesmente que me tratem com o devido respeito, e para este fim  o 'azulzinho' é , indubitavelmente,   o passaporte certo para mim.

 

Você  aí -  seja qual fôr o seu sonho , nunca desista dele. 

When you dream enough,  your dream may eventually come true...:-) 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Agora devidamente equipada !
publicado por Pâmelli às 22:12
link do post | Comentários | ver comentários (2) | favorito

.Mais sobre mim

. Meu Livro

COPADRAMA

- A Brazilian Tragicomedy

(um romance em inglês de I. Pamelli M.)

. Comprar na AMAZON.com

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Um memoir e romance de vi...

. Um romance de memórias e ...

. Romance para este inverno...

. Visita ao maior Santuário...

. Dica de leitura para este...

. Leitura de verão: Três ro...

. Copadrama -Uma tragicoméd...

. De volta , mas nem tanto....

. Loucura, desgraça e um sh...

. Sorria, você está na Flór...

.arquivos

. Julho 2019

. Julho 2018

. Janeiro 2018

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Abril 2016

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.flag counter

free counters

.subscrever feeds