Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2011

Impressões antropológicas

 Categoria de post:  diário

 

‘First Impressions’ ( Primeiras Impressões) : este era o título original que Jane Austen pensou em dar ao mais famoso ( e querido! ) de todos os seus seis  romances:  ‘Orgulho e Preconceito’.

 

Ao conhecer os jovens Mr. Darcy  e Mr. Wickam , as ‘primeiras impressões’ de sua heroína , Elizabeth Bennet, não poderiam ter sido mais imprecisas:   aquele que a primeira vista parecia ‘frio, arrogante e insensível’ ,  no final  torna-se o  ‘mocinho’ da estória  ( aliás, o perfect gentleman ! lol) . Já  o outro, que era todo sorrisos, bom humor e simpatia,  no fim das contas acaba  se mostrando um grandissíssimo salafrário!

Sim,  as  primeiras impressões  que temos dos outros  nem sempre são um retrato fiel da realidade...

 

A verdade é que  quando somos apresentados à alguem ,   a maioria das pessoas nos parecem ( ao menos a  primeira vista...) ‘normais’  e bastante  razoáveis –  e às vezes até muito  simpáticas!   Muitas,  inclusive,  nos parecem mais simpáticas,  agradáveis e ‘normais’ do que de fato o são  no seu  dia a dia.   Aliás,  são raras aquelas  pessoas que,  já no primeiro encontro,  se mostram  insuportáveis, visivelmente  neuróticas, hipocondríacas  ou com o rei na barriga.

 

Mas,  quantos  Mr. Darcys existem  REALMENTE  por aí a fora? 

 Pessoas que , a primeira vista,  nos parecem  ‘ frias e arrogantes’..., mas quando passamos a conhecê-las melhor, vemos que possuem ‘grandes , nobres e raras qualidades’?

 

  Infelizmente,  na vida real,  penso que os  Mr. Wickams se  proliferam muito mais. 

 Ou estarei eu sendo  excessivamente pessimista com a natureza humana?

 

---

 

O primeiro caso...

 

Lembram-se daquela  vietnamita que viveu em Paris tantos anos, casada com um americano  e  que adora promover os mais diversos 'eventos sociais’ aqui em Austin?   

Pois bem.  A primeira vista ela é super simpática, divertida ,  bem humorada e sociável.  No entanto, recentemente,  quando uma das pessoas que frequenta o nosso círculo social teve sérios problemas financeiros ( ficou sem trabalho e realmente SEM dinheiro! ) ,  quando lhe  sugeri que fizéssemos alguma coisa para ajudá-lo ( organizando uma festinha  onde cada convidado pagaria uma pequena ‘entrada’ e traria um prato ou bebida -  deixando tudo para ele no final...) , CADÊ?     Nossa  querida amiga pulou fora e me saiu com as desculpas mais esfarrapadas para não mover um dedo em benefício do pobre coitado   ( ‘Não gosto de pedir dinheiro às pessoas sem dar nada em troca...’  - What bullshit!   Pois se é EXATAMENTE isto o que ela faz :  sempre cobra uma taxa das pessoas que participam dos SEUS eventos!!) .

 Diante disso e  já que ela é tão popular , conhece uma tonelada de pessoas e tem uma lista de contatos mais longa  do que a costa do Brasil...,  eu  lhe sugeri  que mandasse um e-mail para todo o mundo informando-lhes  que nosso colega de eventos  era carpinteiro  e estava procurando trabalho.( Que mal poderia haver nisso??).

Sua resposta então  foi me dizer que já tinha lhe sugerido de ir ao Texas Workforce ( uma espécie de órgão que ajuda as pessoas a achar trabalho...) – local , aliás, onde ele já tinha estado e saído de mãos abanando!   

Ou seja:  nossa ‘nobre’ e divertida hostess , pelo visto é aquele tipo de pessoa ‘ótima’,  com quem você só conta para ir à festas, aulas de dança, praticar  francês e , principalmente,    boa  SOMENTE  em promover eventos que possam encher sua própria bolsinha!

 

Ok, não vou dizer que  ela seja 100% igual ao nosso querido e charmoso vilão ( Mr. Wickam),  de ‘Orgulho e Preconceito’.  Afinal  ela não fez nada de errado , nem prejudicou ninguem.  Mas foi  de uma mesquinharia e uma falta de compaixão exemplar – principalmente quando penso que o pobre rapaz era mais conhecido seu do que meu e um assíduo frequentador dos eventos promovidos por ela. 

 Eventos, aliás, que reunem todo o tipo de gente - desde carpinteiros  desempregados,  até escritores com livros premiados...  

 

--- 

 

 O segundo caso...

 

Todo  o mundo  sabe que os  franceses NÃO  são as pessoas mais simpáticas do mundo -  principalmente se forem de Paris. 

Isto é um fato incontestável.  

 Aqui no Texas, por exemplo,  eu até conheço alguns gauleses  simpáticos e divertidos – e naturalmente de OUTRAS regiões da França!! Lol    

 (É  bem verdade que todos já moram nos E.U. há anos ,  e portanto, como diria o velho Zola,   já devem  ter sofrido ‘l’influence du milieu’ ( a influência do meio) .  Ou seja:  ficaram mais descontraídos,  risonhos e bem humorados –  assim como os americanos! 

 

Anyway... Foi na festinha da vietnamita , no dia primeiro do ano,  que conheci este novo personagem que, apesar de ser mulher, francesa ( parisiense, é claro...)  e nos seus cinquenta e lá vai pedradas... , me fez lembrar imediatamente de Mr. Darcy.

 

Eis a razão:    

Esta madame , que  me  foi apresentada por minha amiga americana ( a mesma que passou o Réveillon conosco)  como ‘ sua professora de francês...’ , logo de cara mostrou-se de uma  antipatia a botar  toda a  pose do herói de ‘Orgulho e Preconceito’ no chinelo!   Só que ,  ao contrário  de Mr. Darcy,  ela NÃO é   ‘a mulher mais rica da região da Ile- de- France...’, nem tampouco  ‘alta e extremamente atraente’... lol 

 

Mas,   ironias de Jane à parte... Madame, ao ser apresentada às pessoas na festa, sequer conseguiu esboçar aquele sorrisinho ‘básico’ , que  até a pessoa mais fechada e reservada do mundo  consegue dar  quando é  apresentada à alguem.   

 Pequena, magra,  vestida decentemente ( mas não tão élegante  como se esperaria de uma parisienne...) e com a  borda dos lábios   já bastante enrugada  ( uma consequência inevitável quando se passa a vida inteira fazendo 'biquinho' ...) , ela  se apresentou como  professora universitária , que acabou de voltar à Austin ( onde morara  anos atrás) após uma estadia de  dois anos em Porto Rico.  

Em suma:   um  curriculum  respeitável e até  interessante. Mas nada que possa deixar alguem com o rei  Luís XIV na barriga’!!

  

Pra começar,  achei bastante ‘estranho’  a francesa  passar a noite inteira conversando EM INGLÊS com minha amiga americana  ( que mora parte do ano na França e , apesar de ser fluente em francês,  resolveu tomar aulas de 'pronúncia' com  madame...)

 Ora,  como professora de línguas ,eu não podia deixar de notar isso.  Por que ela não falou com  minha amiga em  francês?  Afinal,  seu inglês não era NADA  melhor do que o francês de sua aluna!! 

Minha conclusão ?

Só pude pensar em duas possíveis razões :    1)  a francesa só gasta o seu vocabulário voltairien  quando está sendo PAGA pra fazer isto ... ou 2)  aproveitou minha amiga americana para  praticar o SEU  inglês !

 Que cara de pau...

 

Mas o pior foi  o ‘ar de superioridade’ que emanou  da pequena figura  A NOITE INTEIRA.  Sem falar em sua expressão de quem comeu  de la merde o tempo todo – o que não poderia ser o caso já que o cozinheiro da festa era justamente um chef francês!  lol     

  

Então ficam as seguintes perguntas:   

A  literária/otimista: Seria  madame  uma versão feminina e  contemporânea de Mr. Darcy? lol  O tipo de pessoa que 'melhora' a medida que a conhecemos melhor?  ( Somehow I doubt it...) 

A psicológica/condescendente :   Será ela uma pessoa insegura  ( sabe-se lá por que razão...)  e  por isso  faz esse gênero de ‘Madre-toda-superiora’ ?

Enfim, estas e outras perguntas  me passaram pela cabeça,  já que  não é todo o dia aqui que conhecemos  alguem assim  tão antipática.  Afinal isto é o Texas! 

 

 

A surpresa final:

 

Imaginem a minha surpresa quando alguns dias depois,  minha amiga vem e me diz que sua professora de francês  estava oficialmente ‘solteira e a procura de um namorado’!

 

Ãh?? Sinceramente, espero não ter esbugalhado demais os  olhos ao ouvir isso...

But, don’t get me wrong.   Minha surpresa neste caso não se deve ao fato  da mulher já ter passado dos seus 50 ( já que  isso aqui nos E.U. – ao contrário do Brasil- não costuma ser um handicap ,  principalmente quando se é magro ! lol ),  mas sim  pela expressão e atitude ultra  ‘darciniana’ da figura , e  em uma festa  of all places!   

Ok,  em Paris  ela certamente não destoaria.(  Afinal o parisiense típico vive com a cara amarrada e uma expressão eterna de tédio com a vida  – aliás, algo que eu nunca entendi já que Paris é muito provavelmente a cidade menos tediosa do mundo! ) , mas  aqui nos E.U. ,   e principalmente em uma cidade descontraída e ‘boa praça’  como Austin...Oh-oh, ça ne va pas!

 

De qualquer forma   acho que terei outras oportunidades para melhor ‘analisar’ madame  e assim chegar a uma conclusão mais definitiva pois  ela certamente  participará de alguns eventos de nosso grupo – principalmene aqueles relacionados à cultura e língua francesa.  

 

Conclusão:   

 

 Talvez seja um exagero dizer que  a vietnamita seja uma espécie de Mr. Wickam  e a insuportável  francesa uma versão moderna do Mr. Darcy . ( O mais provável é que nem uma nem outra seja tão interessante quanto os personagens criados por Jane Austen! lol)    

  Mas , seja como fôr,  é certo que  a primeira   mostrou-se bastante insensível e egoísta recentemente ,   e a segunda ( pelo menos a primeira vista) ,  um  POÇO  sem fundo  de pura  antipatia.  

 

  

 

 

 

 

sinto-me: Urubuservando a vida...
publicado por Pâmelli às 16:26
link do post | Comentários | favorito
|

.Mais sobre mim

. Meu Livro

COPADRAMA

- A Brazilian Tragicomedy

(um romance em inglês de I. Pamelli M.)

. Comprar na AMAZON.com

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30


.posts recentes

. PARIS MON AMOUR - As memó...

. Leitura de verão: Três ro...

. Copadrama -Uma tragicoméd...

. De volta , mas nem tanto....

. Loucura, desgraça e um sh...

. Sorria, você está na Flór...

. De novo rumo à Flórida

. Safari Africano, Texas st...

. Primeiro post do ano

. A última escapulida do an...

.arquivos

. Junho 2017

. Abril 2016

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.flag counter

free counters

.subscrever feeds