Quarta-feira, 15 de Dezembro de 2010

Sarasota - charme, praia e cultura no sul da Flórida

Categoria de post :  diário e turismo

 

Finalmente!

Ai, parece que minhas férias no Community College nunca iam chegar! Ufa.

Mas afinal me livrei das aulas, dos testes e , principalmente,  de Mrs. Pain!!   (Agora vou ‘falar’  igual ao meu cachorro quando pegam sua colera para levá-lo para  um passeio :  ‘  Yehei, que FELICIDADE !’  lol )

 

Mas hoje o plano é vir ao Parada para escrever sobre nossa estadia de 3 dias na cidade de Sarasota , que fica na costa oeste da ‘salsicha’ da Flórida e virada para o Golfo do México.

São pouco mais de 60 mil habitantes, mas a impressão que se tem ao se dirigir pelo centro  é que se trata de uma BELA cidade de pelo menos umas 200.000 pessoas!  Alí os prédios são imponentes, as ruas  largas,  a marina salpicada de veleiros e iates… Sem falar na  Main Street  ( a rua principal no centro) ,  cheia de charmosos cafés, restaurantes e galerias de arte .

 

Sarasota fica na Baía de Tampa e é ‘protegida’ por pelo menos 3 enormes ilhas – alí conhecidas como ‘barrier islands’ ou ' ilhas que servem de ‘barreira’ contra o  mar aberto'.   Foi na de Siesta Key que ficamos hospedados ( cerca de meia-hora do centro), numa espécie de apart-hotel (Tropical Beach Resorts)  muito confortável e AO LADO da praia!

  Aliás, o que posso  dizer sobre a  praia de Siesta Key?? Somente o mesmo refrão de sempre :  Eis MAIS UMA magnífica praia na Flórida! 

 

Mas minha surpresa com Sarasota  veio mesmo foi quando deixamos o downtown e seguimos mais alguns quilômetros, sempre perto da  costa,  até o  Ringling Complex (  o complexo cultural  construído para o magnata John Ringling e sua mulher, Mable)  que engloba o Museu de Arte,  sua 'casa' de inverno ,  o  Teatro Asolo e o Museu do Circo .

De fato, a visita ao  teatro e o museu do circo nós dispensamos ( o primeiro por não estar com nenhum espetáculo em cartaz nos dias que estivemos alí ;  o segundo, por 'princípio’,  já que minha opinião sobre circos  é a mesma dos  jardins zoológicos ! ( Vejam o post 'Sem escapatória' de 28 de outubro de 2010…)

 

Mas, voltando ao Ringling Complex….

John Ringling  e sua mulher viveram na década de 30 e ao morrer , deixaram este magnífico  oasis de cultura, conforto, beleza e inspiração para o povo da Flórida . Tudo rodeado do mais lindo jardim ( que inclui um enorme canteiro de rosas de várias cores) e ainda por cima na beira do mar!!

 

A mansão ( o exótico Cà d’Zan, ou em árabe,  ‘a casa de John’ )  foi construída em 1926  e é nada menos do que  um palácio em estilo mourisco - que os americanos preferem chamar de 'gótico veneziano'... lol   O  museu,  que abriga uma incrível coleção de arte européia , é  uma belíssima construção cor-de-rosa no genero ‘Villa Toscana’ .  Para se ter uma idéia do acervo do museu,  há  uma sala INTEIRA  somente com telas enormes de Rubens  ( assim como o ‘Salão Rubens’ no Louvre…) , além de obras de  Rembrandt, Gainsborough, Reynolds, Poussin, Veronese, Franz Hals, Tiepolo,  Bruegel, Velásquez, Zurbarán e  El Greco… só para citar alguns.  Detalhe:  TODOS  originais e TUDO  doado  à cidade de Sarasota após a morte do casal.  Que tal??

 

Pois é. 

Bill Gates, Warren Buffet… todos os grandes bilionários (e milionários) aqui doam boa parte de sua fortuna -  alguns em vida,  outros após sua morte .   ('‘Igualzinho se faz no Brasil…’   Humph.  Ok,  a cada 100 anos aparece um Roberto Marinho  que nos deixa sua Fundação.   Ou um José Mindlin  que até TENTOU  deixar  sua magnífica biblioteca privada  para  a universidade de São Paulo anos atrás  - e até hoje o governo não construiu  um local para abrigar o acervo de  40.000  volumes! )

 

O fato é que nos  E.U.  ( ao contrário do Brasil…)  existe um VERDADEIRO  incentivo fiscal para que os realmente ricos doem boa parte de seu patrimônio para o estado.    Mas não é só isso.  Aqui tambem existe um genuíno sentimento de amor, de patriotismo e generosidade por parte  dos cidadãos em relação ao seu país, à sua cidade e o seu estado!  E é por isso que ,  pelo país inteiro, há inúmeros exemplos como o de John e Mable Ringling.  (E por falar nisso,  allguem já viu a Frick Collection de Nova York?   Vejam o post 'NYC- A coleção de Henry Frick' de 14 de abril de 2009…)

 

 

O acervo do Ringling Museum  é uma das dez mais valiosas e importantes  coleções privadas nos Estados Unidos, e John e Mable , através de sua generosa doação,  souberam como se tornar imortais.  Sim.  Nem  todo o mundo precisa ser um Mozart, um  Picasso ou Dickens para ser lembrado , admirado e respeitado  muitos e muitos anos após sua morte.

 

 A obra do gênio fica para a posteridade.   A doação  de um grande empresário , que um dia amou e patrocinou as artes,  tambem.  E da nossa parte…  Dos  reles e comuns mortais,  fica o  deslumbramento, a admiração e principalmente a gratidão

 

 

 

 

1)

 A construção do museu lembra uma villa toscana e abriga arte européia  principalmente do período barroco ( holandês, italiano e espanhol). 

( A estátua é uma cópia do David de Michelangelo; já os quadros do museu são todos originais...)

 

2) O Salão Rubens.  Por um momento até pensei que estava no Louvre ...

 

3)O jardim interno do museu. Lugar perfeito para caminhadas, leitura ou esboço de gravuras enquanto se relaxa sentado nos gramados... 

 

 

 

4) O rei da Espanha pintado por Velásquez  ( De repente pensei ter tido um déjà-vu do Museu do Prado!  lol)

 

 

 

5)Se não me engano, um dos Rembrandts da coleção  

 

 

6)  

 O inconfundível El Greco...

 

E o meu quadro preferido     , que pensei ser um Gainsborough,  mas não era! (Contudo, algumas salas adiante, havia o portrait de um general inglês pintado pelo próprio.  Precious!

 

 

7)

 e 8) O magnífico Cà d'Zan - a residência de inverno dos Ringling com vista para a baía de Sarasota...

 

  Que tal o chá da tarde ao som de Vivaldi?? (Na lojinha de souvenirs lá dentro comprei o C.D.  .  Tudo a ver!!)

 

9)

 E sob o pôr-do-sol,  um anjo esculpido por algum mestre do barroco italiano...

 

 

Agora depois de tudo isso,  como bem podem imaginar,  difícil  foi ter que voltar pro Texas!!  lol

 

 

 

sinto-me: Encantada com Sarasota !
publicado por Pâmelli às 04:09
link do post | Comentários | favorito
|

.Mais sobre mim

. Meu Livro

COPADRAMA

- A Brazilian Tragicomedy

(um romance em inglês de I. Pamelli M.)

. Comprar na AMAZON.com

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30


.posts recentes

. PARIS MON AMOUR - As memó...

. Leitura de verão: Três ro...

. Copadrama -Uma tragicoméd...

. De volta , mas nem tanto....

. Loucura, desgraça e um sh...

. Sorria, você está na Flór...

. De novo rumo à Flórida

. Safari Africano, Texas st...

. Primeiro post do ano

. A última escapulida do an...

.arquivos

. Junho 2017

. Abril 2016

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.flag counter

free counters

.subscrever feeds