Quarta-feira, 27 de Agosto de 2008

Mulheres falam demais

 

Outro dia estava pensando nisso.

No fato de que muitas mulheres gostam de comentar com as amigas -  as vezes até com meras conhecidas...- sobre a performance sexual de seus parceiros , em especial a de seus maridos.

Acho isso o cúmulo do mal-gosto e indiscrição e apesar de nunca encorajar este tipo de conversa,  volta e meia me vejo ouvindo alguma coisa -  geralmente uma queixa  pessoal relacionada ao assunto.

Já os homens  aparentemente não costumam fazer o mesmo.  Digo,  eles falam sim,  sobre 'aquela noitada excepcional ( ou catastrófica,  dependendo do caso...)  que passaram com 'a fulana que conheceram o outro dia no bar da  esquina...',  mas não costumam falar  com os amigos,  sobre sua  vida íntima  ( sexual) com a  PRÓPRIA  MULHER  ou  namorada !  No máximo,  como me disse certa vez meu marido,  eles comentam en passant  com um amigo ,    simplesmente se estão satisfeitos ou não, sem entrar em maiores detalhes.  Ponto. 

Não sei se isto é  por respeito à sua companheira oficial,  por  medo que algum amigo acabe se interessando e resolvendo 'experimentar' o  filé mignon  que ele acredita ter  em casa :-)) ou  em consideração aos filhos e a família...Sei lá.  Mas em geral os homens deixam para contar sobre suas proezas sexuais  e os 'dons especiais'  da   'mulher da rua' ... ,  'daquela colega de trabalho'  ou 'cliente que conheceu outro dia...'   E  se calam sobre a vida íntima em casa. ( Será porque tal intimidade simplesmente não existe mais entre ele e a própria esposa /namorada , ou a coisa já ficou tão sem graça que nem vale mais a pena comentar ?? )

Seja como fôr , acho que eles fazem bem em se calar.

 

 Já as  mulheres,  deitam a falar abertamente sobre sua vida sexual com o marido -  geralmente se queixando que o cara 'não é mais de nada' ou que é  'péssimo de cama...'

Acho isto tão constrangedor de se ouvir!

 Como dizem os americanos:  that's more information than I need to know ...:-))

Mas as mulheres falam -  principalmente as mulheres brasileiras.

 

O mais estranho é que brasileiro vive se gabando de ser 'bom de cama' ,  super viril,  fogoso etc..etc...  Nas estatísticas estão sempre em primeiro lugar ! 

Mas pelo visto tudo não passa de  uma grande lorota pois o fato é que as mulheres andam se queixando - e MUITO! 

( Eu não posso dizer nada pois sempre preferi  - por várias razões - namorar  estrangeiros , inclusive tendo me casado duas vezes com eles...) 

 

Então, no final das contas ,  a que conclusão devemos chegar?

Que os brasileiros  são mesmo é de MUITA conversa e pouca ação?? lol

Ou de repente que andam gastando todas as energias na rua , com as piranhudas que andam a solta por aí  dando mole pra todo o mundo e depois , quando chegam em casa,  estão exaustos, acabados e não  dão mais conta do recado??

 Já  li em alguns lugares e  tambem ouvi dizer que  o fumo,  o álcool e a maconha  - e é claro,  o estresse do dia a dia  ...-  deixam muitos homens impotentes.  E tem muita gente bebendo e fumando um monte de porcaria por aí ...E cada dia começando  mais cedo!

E o computador , heim ?  Tem gente que parece que prefere viver virtualmente ao invés de  desfrutar de uma vida real!! ( e isto inclui o sexo tambem...) Patético.

 

 Eu tenho ouvido estórias por aí. 

Fofocas,  desabafos, comentários, coisas indiscretas e as vezes constrangedoras.

Pelo visto  as moças andam  bastante insatisfeitas,  ou no mínimo , 'resignadas' .  ( as brasileiras geralmente se encaixam no primeiro caso e as americanas no segundo...:-)

 

Os homens que se cuidem.

 

 

 

 

 

sinto-me: Intrigada
publicado por Pâmelli às 19:50
link do post | Comentários | favorito
|
Terça-feira, 26 de Agosto de 2008

Ainda Delon...

Correção:  Ele hoje está com 73 anos e não beirando os 80 , como imaginei. 

 

                     Muita gente diria que está 'velho e acabado' e exclamaria :  "Ah,  como  ERA  lindo ..."

 

                     Mas Delon  continua um belo homem,  um senhor muito elegante e charmoso, como sempre foi.  E o melhor:  com as mesmas feições de antes ( já que não deu a louca como a maioria , hoje em dia,  que puxa e repuxa de todo lado,  se infla de botox e  a cada ano que passa vai ficando com a cara  mais esquisita, deformada...( a testa enooorme,  os olhos de chinês, as maçãs artificialmente e exageradamente  salientes... URGGGGGGGH!  

 

  Não,   thank God ,  Delon continua  o mesmo -apenas mais velho.

Não vejo problema nenhum nisso.  É natural,  é  a vida...É um privilégio!

 

                     Na cerimônia do César (  o "Oscar" do cinema francês)  este ano ele homenageou  a atriz Romy Schneider,  de quem foi noivo e com quem fez o filme  "A Piscina" há quarenta anos atrás. 

Teria Romy sido um dos grandes amores de sua vida?  É muito provável.

 

                     Alain Delon hoje e sempre...

 

     

 

                     

 

                  

sinto-me: Aplaudindo-o de pé
publicado por Pâmelli às 18:18
link do post | Comentários | favorito
|
Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

O mais bonito e charmoso do cinema

Esse é um especial para as 'moças' :-)

 

Quem tiver mais de 60 anos nunca o esqueceu...

 

Quem tem quarenta e poucos e um interesse especial pela cultura francesa  conhece e é louca por ele ( mesmo hoje que deve estar beirando os 80!!)

 

Quem tem menos de trinta  - a menos que seja francês -  provavelmente não sabe quem é ...

 

Voilà:  o lindo,  sexy , charmosérrimo e insuperável ALAIN DELON!

 

             Sorry  guys  , mas nunca houve outro que chegasse aos seus pés nem de longe.

            Brad Pitt?  Tom Cruise?   Bah!   Nem mesmo o  Richard Gere no seus belos tempos...

 

            Quanto ao Delon...Pessoalmente  penso que  como um bom vinho,   a medida que foi envelhecendo foi  ficando ainda melhor!)

 

            Para completar,  o homem ainda recita pra você  em  francês,  ao som de bossa nova  ! 

            C'est trop pour moi...

 

Ladies,  ENJOY  ! 

 

 

 

 

sinto-me: Eternamente fã de Delon...
publicado por Pâmelli às 23:20
link do post | Comentários | favorito
|

Pedalar, pedalar...

 

A cidade onde moramos aqui no Texas é uma espécie de 'oásis' no meio do deserto.

 

O que quero dizer com isso é que ela não é nada 'típica'  da realidade texana ou mesmo americana ,  1)  porque  ao contrário do ESTADO do Texas,  que é majoritariamente republicano , ( estes são os americanos  BEM materialistas e capitalistésimos ...Além de mais religiosos e conservadores...),  a maioria das pessoas em nossa cidade são democratas ( os americanos menos gananciosos e nacionalistas ,  os mais 'ecologicamente corretos' e 'cabeça aberta',  os 'ripongos'  e os Michael Moore da vida...:-))  e 2) ao contrário da maioria das cidades na América , ( inclusive no Texas!)  o povo  aqui não é tão GORDO -  aliás,  há muita gente que faz o gênero esportista,  corredor, atleta, ciclista ou até windsurfista já que nos arredores  temos mais de uma represa ou lago agradável  para praticar este esporte.

 

Nós aqui em casa , pelo menos duas vezes por semana fazemos o tour de nosso bairro de bicicleta.  Como trata-se de um bairro bem residencial,  praticamente só de casas,   bastante arborizado e com ruas calmas,  vê-se muita gente tambem caminhando ou passeando com os cachorros ( animal  que os americanos ADORAM  e quase todo o mundo tem um...:-))

 

Mas voltando à bicicleta...

Quando cheguei nos E.U. há pouco mais de cinco anos,  apesar do corpo trabalhado em academia, tinha muito pouca ou quase nenhuma resistência cardio-vascular! 

No Rio o costume é andar de bicicleta no calçadão da  praia ou em volta da Lagoa -  mas como tem sempre muita gente caminhando, correndo, de bicicleta , levando o cachorro pra passear ou empurrando carrinho de bebê ou cadeira de rodas de velho..., lá isto não é uma atividade nada aeróbica ! É mais  uma coisa  'visual' . ( Olha-se e olham-nos )  Coisa de carioca :-)

 

Já no nosso bairro ,  andar de bicicleta é um ótimo exercício aeróbico pois as ruas são longas , os asfalto é lisinho e alguns trechos tem várias ladeiras - algumas bastante  puxadas. 

 

No começo , quando chegava em uma das ladeiras eu era obrigada  a descer da bicicleta e empurrá-la até o topo.  Mas desde que comecei a fazer o stair master  ( escada programada ) na academia  há cerca de um ano,  vejo que melhorei muito minha capacidade cardio-vascular e esta semana,  finalmente tive um  breakthrough   : Consegui fazer todo o nosso percurso de cerca de 7 quilômetros,  incluindo todas as ladeiras,  SEM parar ou descer da bicicleta uma única vez  !

 

Ah... sinto-me  proud of myself   :-),  e meu marido ficou  igualmente muito satisfeito com o meu progresso.  ( Pra ele que é windsurfista , esquiador e ciclista não profissional mas ainda assim,  com muita prática,  nosso 'passeio  pelo bairro'  sempre foi um piece of cake ...)

 

Bem,  existe uma ladeira chamada 'Mountain view'  que é REALMENTE íngreme e que  eu só subo empurrando a bicicleta  ( ele sobe tranquilamente montado nela ...)  - mas não é sempre que a incluímos em nosso percurso.

 

Anyway,  pedalar é bom.  Modela as pernas, trabalha o coração, revigora a pele.  Os  olhos ficam mais brilhantes e a alma mais leve.

É claro que com companhia é melhor ainda mas mesmo sem,  é uma boa idéia.  Um ótimo 'investimento' pessoal'  :-)     Eu recomendo.

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Uma ATRETA e tanto!
tags: , , ,
publicado por Pâmelli às 04:57
link do post | Comentários | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Agosto de 2008

Por que elas ficam com eles???

 

Uma coisa que eu nunca consegui entender é porque algumas muheres ficam com certos homens.

Por que permitem e aceitam  viver e se relacionar com  homens  às vezes   tão cafajestes ,  grosseiros , galinhas e desrespeitosos para com elas,  com seus amigos , familiares e conhecidos.    Verdadeiros LOSERS na vida, no trabalho, e em seus relacionamentos pessoais.  

 Por que elas  ficam com eles?   Por que se submetem a tamanho descaso, desrespeito e humilhação?  

Não entendo . Simplesmente não entendo.

 

Não estou falando de mulheres paupérrimas,  ignorantes,  empencadas de filhos e  financeiramente dependentes do marido ou companheiro , que se submetem ( por razões óbvias) à este tipo de tormento diário.

 Não estou tampouco falando de uma mulher já 'velhota'  ou pouco atraente,  casada ou namorando  com um homem  muito bonito,  jovem ou amante excepcional.

Nem mesmo estou falando de um  caso onde o homem,  apesar da personalidade 'difícil'  e da falta de sucesso profissional  ,  tem pelo menos um certo 'charme' ,  uma conversa inteligente e interessante,  enfim  uma 'personalidade cativante' !

 Não.  O tipo de caso que me intriga,  é aquele onde o homem  em questão é absolutamente ordinary  ( palavra em inglês que significa 'comum'...) ;  muitas vezes até inferior  à própria mulher  em vários  aspectos  ( físico, financeiro, intelectual...) ,  e ainda assim,  vive cantando de galo,  se achando o máximo e ainda por cima destratando e humilhando a mulher em casa e em público , a torto e a direito! 

Apesar disto, elas ficam  com eles, fingem que não ouvem suas  grosserias,  dão aquela risada sem graça como se tivessem  achado  o  infeliz comentário do sujeito  'engraçado' , abaixam a cabeça,  se calam,  olham para o lado...Aceitam e ficam. 

 

Minha mãe tem uma amiga da academia , H. , que é assim.

Trata-se de  uma senhora muito atraente,  elegante,  inteligente -  inclusive já veio até nos visitar aqui já que um de seus filhos mora em Houston aqui perto.

H. é de família riquíssima e muito bem educada.  Mora em uma cobertura maravilhosa de frente para a Praia de Ipanema. Tem uns cinquenta e poucos anos, loira, de olhos claros,  magra e  culta . 

É casada com um destes cafajestes há  mais de 30 anos.  Os dois tem 4 filhos já crescidos e casados.  O homem é um empresário bem de vida mas seu patrimônio nem chega aos pés do de sua mulher.  Trata a esposa  como lixo.  Vive tendo casos extra-conjugais. 

No entanto,  não é nem mais jovem , nem mais rico , nem mais bonito do que ela.  ( Não que isto servisse de desculpa para o seu comportamento desprezível ...) 

 

Outro dia minha mãe estava no shopping com um amigo seu e encontraram  H. e seu marido traste no cinema.  Ao passar pelos dois a caminho do banheiro feminino,  H. lhes cumprimentou ( já que são colegas de ginástica)  enquanto o marido estava  alguns metros atrás,  na fila.   Depois,  quando este  passou pelos dois ( e H. ainda não tinha retornado do toalete...)  o amigo de minha mãe  ( que é uma pessoa extremamente agradável e gentil) cumprimentou-o e acrescentou:

 

"Olá Fulano,  como vai?  Sua mulher , H. ,  acabou de passar por nós,  muito linda e elegante como sempre..."

 

E recebeu a seguinte resposta :

 

" Pois faça bom proveito! "

 

Foi desta forma que o cafajeste respondeu ao elogio que o amigo de minha mãe fez de sua mulher.  Dá para acreditar??

Agora, o que me pergunto é:  POR QUE uma mulher se sujeitaria a isso?    Sobretudo uma mulher como H.??   Neste caso nós sabemos que não é por dinheiro,  nem pelos filhos ( já crescidos e casados...), nem mesmo pelo medo da separação já que os dois chegaram a se separar durante mais de um ano e depois resolveram reatar...

O que significa isto?   Como pode uma pessoa ter tanta FALTA de auto-estima ao ponto de ficar com um traste destes???

Supondo que ela tenha sido apaixonada pelo homem no passado... Mesmo que ainda seja hoje em dia (  Como,  eu não sei !!) ....Mas onde está sua dignidade, um mínimo de amor próprio ,o  bom senso mesmo desta senhora???   Como alguem pode se permitir ser tratada desta maneira??

 

 

Outro caso  que me veio a mente aconteceu aqui mesmo nos E.U. com uma moça brasileira que conheci e com quem saí durante algum tempo. 

 

D. era uma   moça nos seus trinta e poucos anos,  nem bonita nem feia,  simpática,  inteligente , de  boa  família e bem de vida em Fortaleza .  Seus pais e irmãos todos têm curso superior, sua mãe é juíza,  sua  família possui  fazenda de búfalos no  estado do Pará ... 

 

D. conheceu seu namorado americano  quando estavam na faculdade e moravam no estado de Minnesota.  Então ele arrumou um trabalho aqui no Texas e os dois se mudaram para cá há pouco mais de 1 ano.

Encontramos algumas vezes ( apenas eu e ela) para ir à um coquetel,  fazer uma aula de aeróbica,  ir à piscina ou vir aqui em casa tomar um café.

D. era uma moça articulada, com senso de humor e extremamente produtiva .   Como não  tinha o Greencard  , já que não eram casados,  ela apenas estudava e fazia trabalhos voluntários em museus e institutos da cidade. Acredito que sua família devia lhe mandar dinheiro do Brasil já que o namorado tinha um emprego bem básico na área de informática e os dois moravam em um apartamento alugado ( coisa bem típica de americano classe média 'pobre' ,  já que assim que melhoram um pouco de vida,  imediatamente as pessoas aqui compram logo sua CASA própria...) .

 

Enfim,  volta e meia eu ouvia D. falar no tal namorado e,  para dizer a verdade,  nunca tive uma impressão muito 'animadora'  do sujeito.

Sabia que ele, apesar de estar quase com 40 anos ,  'ainda não estava animado para se casar...' - apesar disto ser o desejo explícito  de D.  ( Humph);  que era formado em 'Língua Inglesa' ,  ou seja,  Letras,  e que tinha o hábito de  'corrigí-la'  quando ela falava algo errado.

 (Até aí tudo bem , pensei.  O rapaz tinha todo o direito de não querer se casar -  ELA,  ao meu ver,  é quem não devia ficar perdendo seu tempo e o resto da juventude que ainda tinha com ele,  se isto era o que ela queria da vida... -  Por outro lado,  como professora de línguas,  eu podia até entender o fato dele não gostar de gente falando errado à sua  volta :-)) -  se bem que,  em se tratando de um estrangeiro  ( no caso ela sendo brasileira morando aqui...) isto não tinha o menor cabimento .   Aliás,  quantos AMERICANOS NATIVOS não falam mal a própria lingua!!!  

Enfim...) 

 

Então veio o feriado do Thanksgiving .  A semana do 'Carnaval ' dos americanos . :-)))

 4 dias de folga para todo o mundo.  Muita gente viaja.

Pois não é que o rapaz resolve viajar 'só com uns amigos'  , lá para os lados da Costa Oeste e DEIXA A NAMORADA AQUI ,  NO TEXAS , SOZINHA!    ( Me lembro que na ocasião eu ainda tentei convencê-la a vir para Galveston ,  ( a cidade de praia na costa do Texas...) ,  conosco.  Aquele foi o meu primeiro 'choque' . 

Contudo ela agradeceu e disse que iria passar o feriado com 'uma velha amiga que morava em Dallas... '

 

Finalmente,  depois de vários meses conheci a figura do namorado brega de minha amiga.

Marcamos de sairmos para jantar certa noite - eu , ela ,  meu marido e o tal cara.

Comida tailandesa,  a favorita de D. ,  assim como de meu marido...

 

Meu Deus,  foram poucos os jantares ( talvez 2 ou 3 ...)   tão desagradáveis que passei em TODA  minha vida!!

Desde o momento em que entramos no restaurante, o namorado de D. , sempre com a cara fechada,  foi como uma nuvem negra pairando sobre nossas cabeças, pesando o ambiente e  fechando o tempo .

 O americano era mal humorado,  feio,  mal vestido , POBRE ,  sem senso de humor,  grosso... E quantas indelicadezas lhe fez durante a hora e pouco que alí estivemos ! 

 Passou  o jantar todo corrigindo rispidamente sua pronúncia... ( E ela até tinha o inglês bem razoável ,  fluente e desenvolto , apenas com um sotaque carregado... Grande coisa ! )  Volta e meia ela lhe fazia um carinho , que ele não retribuía.  A um certo momento  ela ofereceu-lhe um pedaço do seu tira-gosto,  que ele rejeitou , empurrando sua mão para o lado de modo impaciente.  

Eu , não via a hora do jantar acabar e nós irmos embora! 

Por fim,  quando a conta chegou,  meu marido pagou nossa parte e adivinhem...

Foi D. quem puxou o cartão de crédito e pagou pelo jantar dos dois!

Sequer dividiram a conta.

 

Sinceramente naquele dia eu tive VERGONHA de ser mulher!   Vergonha de pertencer ao mesmo sexo de uma pessoa que se submete a tamanha humilhação ...  A tamanho descaso e maltrato e  POR QUE ?

Se ao menos ela estivesse acompanhada do  Reynaldo Gianecchini... :-))  Ou  de um perfeito gentleman ,  que a tratasse como uma princesa , mesmo que não tivesse vintém no bolso.   Quem sabe algum intelectual com uma conversa  fascinante ?   Até mesmo um  gigolô profissional !  

Mas bancar a conta  para sair com AQUILO - e ainda por cima sendo destratada o tempo todo!!

Até meu marido,  que é do tipo de pessoa que gosta de todo o mundo e vive encontrando 'desculpas' até para os comportamentos e atitudes mais desprezíveis dos outros, não pôde deixar de concordar comigo ao ver minha indignação.

 

Aquela foi a última vez que estive com D. 

Depois daquele dia nunca mais tive 'estômago' para sair com ela.  Eu até gostava dela mas confesso que fiquei enojada com tanta falta de auto-estima e amor próprio. Nunca mais a procurei.

 

Poucos meses depois fiquei sabendo que ela havia se mudado para a cidade de San Antonio.  Não sei se com , o sem o traste... 

 

É incrível que em pleno Século XXI ,  em cidades grandes  na América e no Brasil,    mulheres financeiramente independentes e de nível intelectual /social elevado ainda se submetam a este tipo de coisa. 

A brasileira ainda tem muito o que amadurecer e precisa aprender a se dar o devido valor.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

sinto-me: Revoltada
publicado por Pâmelli às 20:32
link do post | Comentários | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

Pra levantar o astral...

Dia de chuva,  cinza, chato...

O cachorro e o gato dormindo dentro de casa.  Ninguem quer sair.

Minha mãe com dôr no braço -  faz tempo que ela anda assim devido ao excesso de exercício e peso que pega na academia no Rio.  Tem feito fisioterapia mas a queda na temperatura e o tempo chuvoso não ajudam.  

 Já lhe disse que é loucura.  A carcaça depois dos 50 já não é mais a mesma... É preciso saber maneirar e como  se lê na  DESIDERATA,  "gracefully surrender the things of youth..'" 

 

Ontem ela  resolveu  ir fazer uma aula de ioga com o meu marido.  Os dois foram juntos.  Bem que estavam precisados .  Eu fui pro Hills  ( minha academia aqui) praticar um pouco de  stair master e depois nadar.

 Um pequeno detalhe :  A recepcionista da escola de ioga pensou que minha mãe era a MULHER  de meu marido!  (É que as americanas normalmente são tão ACABADAS - além de geralmente gordas...-  que costumam parecer bem mais velhas que os maridos mesmo quando são da mesma idade ou até mais jovens que eles  ! ) 

 

-E então?  -  perguntou a moça ao meu marido após a sessão  .  -  Sua mulher gostou da aula?  Ela tem muita flexibilidade...

-Gostou muito -  respondeu ele.  -  Só que ela não é  a minha mulher.  É  a minha sogra...

 

Parece até piada , se não fosse tão trágico.  Isto é a América hoje  :-(  

Alguem já foi ver WALL-E??   É perfeito.   A que ponto nosso planeta e as pessoas estão chegando! :-(( 

 

  Eis o resultado do estilo de vida  da sociedade americana contemporânea:

 

Junk food + trabalho em excesso+ sedentarismo e locomoção apenas via automóvel + TUDO feito através da Internet  (  compras,  pagamento de contas, aluguel de vídeos, muitas vezes  até sexo!! )   +desleixo com a própria aparência   =  a esposa acaba se passando pela sogra !

 

No wonder  pensarem que minha mãe era a esposa do próprio genro... Afinal ela está MUITO, MUITO bem para sua idade.

 

 Enfim,  hoje  só dei  uma aula de manhã  e à tarde vou levá-la  ao shopping para comprar sua maquiagem importada , já que aqui nos E.U. é um décimo do preço do Brasil.

Acho que depois sigo para o Hills a fim de subir mais uns degraus...:-)) ( É melhor mesmo , senão da próxima vez que formos de férias ao Brasil ,  vão pensar  que EU é que sou a sogra e ela a  nora !!!) 

Será que existe algum  lugar  no mundo onde as pessoas ainda estejam 'normais'?  Digo,  nem  excessivamente 'acabadas'  - como na América- ,  nem 'jovens'  ( esticadas, embotoxadas, siliconizadas  etc...) demais  - como no Brasil,  e mais especificamente,  no Rio de Janeiro - ?? 

Imagino que se este lugar existe , deva ser na Europa... 

 

 

 E agora, pra quem vive deprimido, reclamando da vida e  baixo astral  ( mas não é reeeeeeeealmente doente da cabeça...Digo, sofrendo de esquizofrenia, disturbio bi-polar ou coisa parecida, que no caso só pode ser tratado com  terapia e medicação adequada  ...),  aqui fica um vídeo do nosso Barry White brasileiro :-) :  Tim Maia

 

Um incentivo à ginástica, à saúde,  à praia,  ao amor e principalmente à ...VIDA !

 

 

 

sinto-me: De saída para o Hills...
publicado por Pâmelli às 17:35
link do post | Comentários | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 17 de Agosto de 2008

A minha Pasárgada

 

 

Ai, ai , ai...Coisa boa que é uma piscininha!

Minha amiga uruguaia , que sabe que na falta de uma praia,  sou LOUCA  por uma piscina,  hoje me convidou   novamente  ( assim como minha mãe , que está nos visitando...) para ir até sua casa.  Ela mora em um conjunto de apartamentos -  o que na América eles chamam de 'condominiums'...-  que tem uma ótima piscina.  

 

C. se divorciou há pouco mais de um ano , após 23 anos de um casamento infeliz .  Tem dois filhos já na faculdade e é tradutora de espanhol .   Ela é bem o oposto de minha mãe :   bem calma,   com a voz fraquinha e tendência a hipocondria e depressão. É o tipo de pessoa que acalma os outros sem entusiasmá-los .  Faz o  gênero low profile,  meio apagada,  que fala mole, anda devagar e faz ioga.  Aliás , ela pratica ioga várias vezes POR SEMANA!

 

Já minha mãe é exatamente o oposto:  uma pessoa excessivamente enérgica ,  ansiosa,  impaciente, cheia de vida , vitalidade, vaidade e hedonismo.  É o tipo de pessoa que estressa mas diverte;  perturba mas anima  ( e frequentemente domina!) o ambiente . 

Minha mãe,  como toda boa carioca ,  pratica ginástica aeróbica, esteira e musculação  5 vezes por semana.  Já passou dos 60 , mas parece pelo menos 10 anos mais nova.

 

Então,  enquanto aproveitava a piscina,  o sol  e as cenourinhas e aipo  com molho ranch que levei,   de repente , me vi pensando que o ideal era que C. passasse a fazer a ginástica  'carioca' de minha mãe   - aquele programa intenso,  cheio de animação,  energia, otimismo , bom humor e irreverência :  (  " Vamo lá , galera!  Vamo levantar essa bunda!  Oito, sete, seis , cinco..." :-)) 

Isso mesmo. Malhar ao som de  Barry White ,  Tim Maia,  Lulu Santos,  Earth, Wind & Fire e Gloria Estefan ... Endorfina pura  . Eis o que   C. precisava para levantar seu astral.

 

Já quanto à minha mãe...Penso que umas aulinhas de ioga e relaxamento lhe fariam muito bem.  Algo que a acalmasse ,  que  a deixasse menos 'elétrica' e diminuísse um pouco toda a sua  inerente  intensidade. 

As duas deveriam trocar de atividade física!  lol

 

E eu?  Como é que eu fico nesta estória??

Bem,  sei que nada me dá mais bom humor, otimismo e  sensação de  bem estar do que estar perto do mar. 

Sei que é pra lá que preciso voltar em breve.  Definitivamente , não quero ,  não vou envelhecer longe dele!   

 A costa... O horizonte infinito.  Eis a minha endorfina.  Esta é a  MINHA Pasárgada!

O meu caso não é um de 'troca de atividade física  ' e sim de mudança de ambiente.

 Então,  enquanto não me mudar e voltar a morar na beira do mar,  vou aproveitando a piscina dos amigos e a do Clube de ginástica. É sempre melhor do que nada.

 

 

P.S.  Nunca fui muito chegada à poesia.  Sempre preferi a prosa,  de preferência os grandes 'clássicos' da literatura mundial.   No entanto,  esta do Manuel Bandeira eu gosto bastante!

 

 

 

VOU- ME EMBORA PRA PASÁRGADA

 

Vou-me embora pra Pasárgada

Lá sou amigo do rei

Lá tenho a mulher que eu quero

Na cama que escolherei

Vou-me embora pra Pasárgada

 

Vou-me embora pra Pasárgada

Aqui eu não sou feliz

Lá a existência é uma aventura

De tal modo inconsequente

Que Joana a Louca de Espanha

Rainha  e falsa demente

Vem a ser contraparente

Da nora que nunca tive

 

E como farei ginástica

Andarei de bicicleta

Montarei em burro brabo

Subirei em pau-de-sebo

Tomarei banhos de mar!

E quando estiver cansado

Deito na beira do rio

Mando chamar a mãe-d'água

Pra me contar as estórias

Que  no tempo de eu menino

Rosa  vinha me contar

Vou-me embora pra Pasárgada

 

Em Pasárgada tem tudo

É outra civilização

Tem um processo seguro

De impedir a concepção

Tem telefone automático

Tem alcalóide a vontade

Tem prostitutas bonitas

Para a gente namorar

 

E quando eu estiver mais triste

Mas triste de não ter jeito

Quando de noite me der

Vontade de me matar

-Lá sou amigo do rei-

Terei a mulher que eu quero

Na cama que escolherei

Vou-me embora pra Pasárgada

 

                                                   Manuel Bandeira  -  Pasárgada (1959)

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Com o coração e alma na costa
publicado por Pâmelli às 18:17
link do post | Comentários | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Agosto de 2008

Recepção menos do que calorosa...

 

Minha mãe chegou hoje do Brasil.

Pelo menos uma vez por ano ela vem nos visitar durante algumas semanas.

Desta vez vai ficar um mês e meio -  incluindo as duas semanas que estivermos fora , de viagem.  ( Ela tem seus próprios amigos na cidade , dirige e é bem independente...De forma que vai ficar aqui cuidando de nossa casa ( e das duas criaturinhas peludas,  Lila e Senninha...) enquanto saímos de férias. 

 

Hoje ela conheceu a Lila (  a Senninha ela já conhecia ...)  e a recepção que recebeu da ex-órfã,  previamente aterrorizada e torturada pela família Flip-flop que acabou deixado-a no abrigo de animais,  não foi das mais calorosas (  To put it mildly !) :  Lila rosnou, latiu e fugiu para o canto mais longe do jardim. Mais tarde,  quando trouxe-a para dentro  de casa , enquanto conversávamos,  ficou rosnando baixinho, como que  fazendo questão de mostrar seu descontentamento e desconfiança...  

Mas tudo bem.  Sei que é só uma questão de tempo até a figurinha  se acostumar com sua futura 'babá' .  Com a ajuda de alguns de seus snacks favoritos ,  que minha mãe lhe dará durante certos momentos do dia,  acho que em breve as duas estarão 'íntimas' ! lol

Lila mal sabe o que a espera...

sinto-me: Envergonhada mas confiante
publicado por Pâmelli às 20:05
link do post | Comentários | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2008

Lovely, lovely...

Outro dia escrevi sobre as várias coisas  bacanas, famosas ou interessantes inventadas  por diferentes países,  mas não mencionei nada de específico da América.  ( é que tem TANTA coisa , que levaria um post inteiro só para citar algumas...:-))

 

Hoje , contudo,  deixo aqui um video de 3 coisas americanas MUITO  especiais:  New York,  Ella Fitzgerald e a música "Manhattan" , um clássico ultra romântico e que é a cara desta cidade maravilhosa -aliás,  a capital  do Mundo!

 

Enjoy! 

    

 

 

sinto-me: Com saudades de N.Y.
publicado por Pâmelli às 17:13
link do post | Comentários | favorito
|
Domingo, 10 de Agosto de 2008

Yo non creo en las brujas...

 Pode até ser coincidência.

Mas,  pessoalmente,  acho que é coincidência  DEMAIS  pra ser coincidência !

 

O fato é que no dia  22 de julho escrevi um post sobre o meu chaveiro com o amuleto do olho turco , inclusive contando um pouco da  história do tal amuleto.  Como ele é popular na Turquia...As crenças de que serve para afastar olho gordo...Como ele reflete o 'mau olhado' de volta na pessoa invejosa e como,  quando isto acontece ,  ele se PARTE!

 

Pois é. 

Agora eis o que aconteceu ao meu chaveiro esta semana ...  ( dá pra ver como rachou??) -  depois de mais de um ano usando-o diariamente.  Ele simplesmente se partiu ! - assim, sem mais nem menos.  Sem ter caído no chão, batido em algum lugar...Nada.

 

Uhm....faz uns 3 dias que percebi. isso.   Então fiquei pensando...Aonde é que fui,  com quem é que estive esta semana onde poderia,  talvez, quem sabe,  ter sido 'vitima' de algum sentimento de inveja , ressentimento ou pura e simplesmente , um ataque  alheio de OLHO GORDO??

 

Isto pode não ser muito 'politicamente correto' .  Mas ser 'politicamente correta' nunca foi uma de minhas especialidades...

O fato é que há muitos anos atrás,   descobri  ( e me convenci após algumas experiências pessoais...)   que uma das coisas que as mulheres mais invejam e se ressentem nas outras mulheres ,  é a 'tendencia a não engordar...'  !  Pode parecer absurdo mas é a pura verdade.

A maioria vive brigando com a balança ,  seja  insatisfeita com o próprio peso e corpo ,   seja  'satisfeita' ,  mas  somente graças à um sacrifício e empenho DIÁRIO  em forma de dietas rigorosas, exercícios físicos...Às vezes até plásticas e outras intervenções cirúrgicas!

 

Comecei a perceber então,  que muitas mulheres ficavam incomodadas com a 'sorte' daquelas que aparentemente não viviam de dietas ( algumas inclusive comiam bem!),  não se matavam fazendo exercícios todos os dias e ainda assim,  eram magras , sem barriga ,  sem celulites  e outros problemas físicos tão frequentes em tantas mulheres...

 

Eu nunca tive tendência para  engordar. Tanto meu pai quanto minha mãe sempre foram magros . Em minha família não há ninguem obeso.  Por outro lado,  a vida toda sempre pratiquei algum tipo de  exercício físico   ( balé,  jazz, ginástica em academia...) e hoje em dia divido meu tempo  livre entre a academia , a bicicleta e a natação -  nada em excesso e mais como prazer ,  2 ou 3 vezes por semana no máximo. 

Além disso, apesar de ser uma grande gourmet -  adoro comidas finas e em especial massas...-  não tenho o hábito de  'beliscar'  durante o dia , nem de comer ou cozinhar coisas fritas.  Tambem não gosto de refrigerantes e NUNCA bebo cerveja, que simplesmente  detesto .  ( Vinho eu bebo,  pelo menos uma ou duas taças , 3 ou 4 vezes por semana , mas todo o mundo sabe que vinho não dá barriga ...)

O que quero dizer com isto é que ,  se a natureza foi generosa comigo ( já que nunca   desenvolvi a tendência a engordar...),  por outro lado,  meu estilo de vida tambem contribui bastante para o fato de ,  de fato,  eu não ser gorda!  Oras bolas -  não é nenhum

 'grande milagre' .

Mas este não é o caso de muitas mulheres -  ainda mais aqui na América.

 

Apesar disto,  muitas americanas,  mesmo gordas,  não  me parecem especialmente 'infelizes' com a sua condição.  Já  quanto às mulheres latinas...

 

O fato é que na segunda passada , quando estive na pool party de minha amiga uruguaia ( que aliás, é magra...) ,  estava rodeada de várias mulheres gordas, gordinhas ou gordonas!

Todas entre os seus trinta e poucos e quarenta e poucos anos.  TODAS latinas, incluindo uma brasileira.

Recebi  inclusive elogios de mais de uma  delas , por ser 'magra'  ( na verdade sou 'normal'  , já que sendo pequena ( 1.60m) ,  tenho apenas  8 quilos a menos que minha altura  (52kg) ...)

Me perguntaram o que eu fazia  para ter as pernas 'trabalhadas' e eu lhes disse que subia 60 andares duas vezes por semana :-))) ( 20 minutos no stair master cada vez...) , mas completei dizendo que nunca tivera a tendência a engordar...  ( Devia mais era  ter ficado calada!! ) Isto aliás,  todo o mundo deve ter percebido ao me ver  devorar as empanadas   ( que adoro!) feitas  pela dona da festa -  que , diga-se de passagem,  estavam de-li-ci-o-sas ! )

E é claro,  existe tambem o fato de meu corpo nunca  ter passado por nenhuma 'mutação indesejável'   devido à gravidez  :-)) -  mas isto não tem nada a ver com sorte , já que se trata de uma escolha  pessoal...

 

Agora,  será que tudo foi uma mera 'coincidência' ??

Dois dias depois , olho para o meu chaveiro e CRAAACCCK  -  o olho azul está partido de cabo a rabo!  ( Confesso que não notei nada no dia  da festa , nem no dia seguinte...)

 

Enfim,  caras amigas magras,  de corpo normal , sem barrigas e  livres de outros defeitos corporais muito visíveis à olho nu ...ABRAM O OLHO -  e comprem um amuleto turco o quanto antes !

Ao contrário do que se imagina,  não são somente as Gisele Bündchens ( aquelas top models,  de 1.80m , com  vinte e poucos anos, milionárias e famosas...)  da vida que sofrem com a inveja alheia.  Pode acontecer a qualquer uma de nós , por mais comum e insignificante que você seja!

Já com os homens acredito que a coisa não seja tão ruim.  Não consigo, por exemplo,  imaginar um homem 'urucubando' outro simplesmente porque este não desenvolveu,  ao longo dos anos , a mesma barriga de chope ou os 'pneus  laterais'  que ele ! Contudo,   alguns podem sempre ficar invejosos de seu sucesso profissional,   seu belo  relógio , carro ou mulher.  Portanto,  homens, por via das dúvidas,  é melhor  (just in case...)   comprar seu olhinho turco tambem! 

E não,  eu não estou ganhando nenhuma comissão para fazer propaganda do  amuleto...Nem conheço ninguem que tenha uma loja que venda este tipo de coisa.

 

Quanto à mim,  semana que vem , já estou indo para o shopping comprar um novo 'olho azul ' em forma de chaveiro.

Até lá,   vou usando  minhas pulseirinhas do Nazar Boncuk    como escudo!

 

 

 

sinto-me: Prevenida
publicado por Pâmelli às 18:09
link do post | Comentários | ver comentários (2) | favorito
|

.Mais sobre mim

. Meu Livro

COPADRAMA

- A Brazilian Tragicomedy

(um romance em inglês de I. Pamelli M.)

. Comprar na AMAZON.com

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Romance para este inverno...

. Visita ao maior Santuário...

. Dica de leitura para este...

. Leitura de verão: Três ro...

. Copadrama -Uma tragicoméd...

. De volta , mas nem tanto....

. Loucura, desgraça e um sh...

. Sorria, você está na Flór...

. De novo rumo à Flórida

. Safari Africano, Texas st...

.arquivos

. Janeiro 2018

. Novembro 2017

. Junho 2017

. Abril 2016

. Julho 2014

. Junho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.flag counter

free counters

.subscrever feeds